livre-se-zona-conforto

Zona de Conforto – Livre-se Dela!

Por: José Roberto Marques | Blog

Zona de conforto é o nome dado a um conjunto de pensamentos, ações e comportamentos que um indivíduo está condicionado a ter e que não despertam medo, risco ou ansiedade. É um local em que ninguém se sente intimidado. Contudo, ao mesmo tempo em que é aparentemente confortável, é bastante limitante e sabotador, pois, como bem sabemos, todo ser humano pode ir além e se superar se assim o quiser.

Quando estacionada em sua zona de conforto, a pessoa vivencia um estado de falsa segurança, haja vista que, quando acontece uma mudança brusca, ela sofre mais, leva um susto maior, pois está menos preparada para absorver os fatos inesperados que aconteceram.

Esse local, que para muitos é de segurança eterna, é como uma miragem no deserto de oportunidades, pois, ao escolher sombra e água fresca, a pessoa deixa de conhecer a infinidade de possibilidades que estão à sua volta. Na prática, é o mesmo que acontece com um indivíduo em sua vida pessoal e profissional quando deixa de buscar crescimento e evolução contínua e cai na estagnação.

Siga a leitura para continuar a reflexão e entender melhor o quanto se manter na zona de conforto pode ser prejudicial.

A importância de sair da zona de conforto

As pessoas, geralmente, precisam saber funcionar fora de suas zonas de conforto para se desenvolverem. Um profissional que não consegue sair de sua zona de conforto não melhora seu desempenho, não consegue criar ou aproveitar oportunidades no trabalho. Assim como também se sente perdida nos momentos de adversidade e tensão, pois se condicionou a pensar e agir apenas de uma maneira.

Sair da zona de conforto é entender que é hora de mudar e permitir-se experimentar novas possibilidades, encarar os desafios com otimismo e boa vontade. Por isso, reflita se você já chegou exatamente aonde queria chegar, se já possui os resultados que sonha e, especialmente, se não está usando essa zona de conforto como uma desculpa para não enfrentar seus medos, dilemas e limitações pessoais e profissionais.

Imagine se pessoas de sucesso como Steve Jobs e Oprah Winfrey não tivessem ousado fazer diferente e experimentado tirar suas ideias do papel. Imagine se elas tivessem se conformado e ficado em suas zonas de conforto. Imagine se Thomas Edison não tivesse acreditado no projeto da lâmpada e pense em tudo mais que foi criado, inventado e desenvolvido por essas pessoas que não se permitiram ficar em zonas de conforto.

Por mais que seja desafiador mudar, permita-se fazer isso nem que seja aos poucos, mas todos os dias dê um passo novo nessa direção. Busque mudar sua mentalidade, seus hábitos e entender o que você pode fazer de diferente em seu trabalho, em sua casa, com sua família, amigos e, também, em sociedade.

Pense em tudo que tem a ganhar mudando (sucesso, autorrealização, dinheiro, reconhecimento, bem-estar, autossatisfação) e em tudo que pode deixar para trás (medo, estagnação, retrocesso, atrasos na vida e na profissão), ao se permitir fazer diferente. Aceite o convite e saia definitivamente de sua zona de conforto. Sua vida e sua carreira lhe agradecem!

7 Dicas para sair da zona de conforto e ousar ir além

Depois de entender a importância de sair da zona de conforto e se permitir ousar e ir além, confira dicas que irão te ajudar a seguir com esse processo. Conforme for colocando-as em prática, poderá ver a transformação acontecendo dentro de você dia após dia.

1 – Comece com as pequenas coisas

Para que as mudanças tragam resultados sustentáveis, elas precisam acontecer pouco a pouco, através de etapas. Dessa maneira, evite querer começar vencer todos os seus medos de uma só vez, vá devagar se acostumando com essa nova atitude. Tentar abraçar o mundo de uma hora para outra pode fazer com que se assuste com os obstáculos que possam surgir e retorne para a estaca zero.

Você é feliz?

O melhor a fazer é começar com as pequenas coisas do seu dia a dia, mudanças sutis que te ajudarão a construir uma base sólida de autoconfiança e coragem para enfrentar o novo. Observe a sua rotina e identifique coisas que realiza sempre da mesma maneira por comodismo, então, faça pequenas mudanças e vá aumentando a intensidade com o tempo.

2 – Entenda que nada é garantido

Por mais que tenha essa sensação de zona de conforto, é preciso que tenha a consciência de que, na vida, nada é garantido, tudo é impermanente. A partir dessa ideia, verá que o emprego que não traz entusiasmo, mas é cômodo, também não é definitivo, assim como o relacionamento amoroso que não vai bem também não é. Isso te dará coragem para encarar o novo e se permitir buscar novos horizontes.

3 – Encare os seus medos

Quais são os seus maiores medos, aquelas coisas que, só de pensar, já sente um frio na espinha? Saiba que existem pessoas que têm medo de falar em público, outras de altura, de dirigir, de viajar para grandes cidades, de conversar com gente nova, entre várias outras situações. Encará-los é a melhor maneira de superá-los de uma vez por todas.

É importante destacar que nenhum medo que foi alimentado por anos será vencido de forma instantânea. O processo levará tempo, mas trará como retorno a sua liberdade de escolha, de decidir se deseja algo ou não de forma totalmente livre, sem ser um refém dos seus medos.

4 – Evite querer controlar tudo

Muitas pessoas se mantêm na zona de conforto porque é um lugar em que elas se sentem no controle. Por mais que isso pareça dar certo por algum tempo, a qualquer momento pode vir um acontecimento que mostrará que não é possível gerenciar tudo dessa maneira.

Evite esperar que algo ruim aconteça para te ensinar isso através da dor, aprenda através da sabedoria, do desenvolvimento. Concentre-se em controlar o que está ao seu alcance, que são suas atitudes e pensamentos, e esteja pronto para lidar com as adversidades de forma corajosa e flexível.

5 – Experimente coisas novas até que se tornem confortáveis

Se você não tem o hábito de fazer coisas novas e opta sempre pelos mesmos passeios, destinos de viagens, amigos, trabalhos, entre outras coisas, comece a experimentar o novo. Por mais que já goste das escolhas que faz, acredite, é bem provável que descubra novas possibilidades de diversão, lazer e até profissionais. Expandir o horizonte te ajudará até mesmo a se conhecer melhor, se redescobrir.

6 – Aceite convites que normalmente não aceitaria

Se você costuma recusar os convites que recebe para eventos que não tem o hábito de ir, se permita aceitar. Pode ser um evento profissional, um happy hour com os colegas de trabalho, algo relacionado à vizinhança, a colegas de um curso. Mesmo que sinta acanhamento por não conhecer muitas pessoas que estarão lá, aceite, faça esse esforço.

Pode acontecer de não gostar e sentir vontade de voltar para casa, da mesma maneira de pode ser ótimo. Não há como saber a não ser se permitindo ir, experimentar, conhecer. Lembrando que isso não se aplica a situações que lhe causem desconforto e que possam trazer algum tipo de prejuízo moral ou emocional.

7 – Crie uma lista com metas de desenvolvimento

A melhor maneira de se manter engajado para alcançar um objetivo é se organizando e se planejando. Por isso, crie uma lista com todas as suas metas relacionadas a sair da zona de conforto. Organize-as em ordem, das mais simples até as mais complexas, que exigirão maior esforço emocional. A cada etapa vencida, você deverá riscar o item da lista e celebrar, porque deu o seu melhor para alcançar cada objetivo.

E então, aceita esse convite para sair da sua zona de conforto e alçar novos voos? Acredite, dar esse passo irá fazer com que um universo de possibilidades se abra à sua frente.

Aproveite para deixar seu comentário abaixo e compartilhar este conteúdo em suas redes sociais para inspirar mais pessoas a abandonarem a zona de conforto para entrarem na zona de desenvolvimento!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: