Businessman,Hand,With,Feedback,Box,Sticking,Out,From,Laptop,Monitor,

O que são críticas construtivas?

Por: José Roberto Marques | Blog

Quem nunca apontou os erros, falhas e defeitos dos outros? O ato de criticar o próximo está muito presente em nosso cotidiano e talvez seja esse o motivo de associá-lo quase sempre a algo negativo, porém as críticas construtivas ajudam muito. Ainda assim, este cenário não é diferente no mercado de trabalho.

Alguns profissionais podem ficar extremamente desmotivados após receber críticas de seu gestor ou colegas de trabalho. Isso certamente afetará sua produtividade e o deixará estressado, afetando a sua qualidade de vida até mesmo fora do escritório. Se o profissional não souber lidar bem com esse retorno negativo, isso certamente prejudicará a sua carreira.

Potencialize suas habilidades e permaneça em constante desenvolvimento!
Clique aqui e descubra como isso é possível! Acesse “Tudo sobre Coaching”!

Como disse no começo deste texto, ninguém pode evitar ser alvo de apontamentos, mas controlar a própria reação diante disso é o que realmente fará diferença. Para isso, o primeiro passo é saber distinguir as críticas destrutivas das críticas construtivas.  Você deve estar disposto a ouvir e entender que nem todo feedback é um ataque pessoal ou encará-lo como sinal de que nunca faz nada certo. Em muitos casos, devem ser encarados como um aliado para que você possa melhorar aspectos relevantes e alcançar o sucesso de sua carreira.

Receber críticas construtivas sobre o comportamento no ambiente de trabalho e as atividades desempenhadas é fundamental para o aprendizado e crescimento de qualquer pessoa.  Essas observações representam, portanto, uma oportunidade para modificar a maneira de lidar com determinadas situações, visando maior empenho na busca por melhores resultados. Por isso, as críticas não devem ser encaradas como uma forma de desmotivação, mas como um impulso para o desenvolvimento pessoal e profissional.

Em geral, pessoas bem-sucedidas sabem como valorizar as críticas que recebem, utilizando-as em benefício próprio. Saber receber críticas, bem como saber criticar os outros de maneira construtiva, é fundamental na construção de um ambiente de trabalho positivo e para o bom cultivo das relações pessoais e familiares.

Como aproveitar as críticas construtivas

As críticas construtivas são focadas em aspectos positivos, por isso, são essenciais para proporcionar mais motivação e melhorar o desempenho do profissional. Nessa perspectiva, assumem o papel de feedback. Essa transformação, de uma apreciação negativa para uma forma de melhorar aspectos que tenha impedido de alcançar o sucesso, somente pode ser alcançada se você souber lidar adequadamente com os apontamentos que receber. Afinal, são as pessoas que nos cercam que podem mencionar adequadamente quais são as nossas características no meio social.

Saiba realmente ouvir

Quando alguém o procurar para opinar negativamente sobre algum comportamento seu, tente não tirar conclusões precipitadas ou ficar na defensiva. Mesmo que não goste muito da pessoa, procure deixá-la se expressar e sempre fique atento ao que está sendo exposto. Saber ouvir atentamente as críticas que receber é um grande passo para verificar se você está errando e em qual sentido e, assim, buscar melhorar.

Você é feliz?

Não entendeu algo que foi dito? Pergunte!

Se não entender bem o que a pessoa pretende com determinada abordagem, não hesite em fazer as perguntas necessárias para avaliar se o feedback consiste realmente em uma crítica construtiva. Em caso positivo, aproveite para pedir exemplos de comportamentos que seriam mais adequados para você se inspirar.

Fique calmo

Ninguém gosta de ser criticado, principalmente em situações indelicadas, como na frente dos outros. No entanto, é necessário manter-se calmo e agir com racionalidade. Lembre-se de que você está no ambiente de trabalho, em que todas as suas atitudes são observadas atentamente. Além disso, isso fará com que as pessoas se sintam mais confortáveis a dar feedbacks cada vez mais sinceros e positivos, contribuindo para o seu crescimento.   

Avalie o que foi dito

Converse com pessoas mais próximas a você, inclusive parentes, para saber se os comportamentos apontados são realmente recorrentes em sua personalidade e se a crítica é realmente válida.

Comunique-se assertivamente

Caso não concorde com a crítica que lhe foi dado e quer argumentar, faça isso de modo assertivo. Em outras palavras, comunique-se de modo claro e com calma, sem que o interlocutor sinta que você está sendo agressivo. Uma boa habilidade comunicativa é imprescindível para que seja estabelecido bons relacionamentos, seja no ambiente profissional ou pessoal.

Concordou com a crítica? Tente mudar

Em certas ocasiões, não conseguimos exergar claramente os nossos próprios erros e precisamos de um terceiro para elucidar isso para nós. Deste modo, quando recebemos um crítica e, ao refletirmos sobre ela, conseguimos enxergar que de fato se trata de um erro da nossa parte.

A partir daí podemos aproveitar essa crítica e buscar alternativas que solucionem esse problema, deste modo poderemos nos aprimorar e desenvolver, tornando-se um profissional melhor, quem sabe? Ou, até mesmo, um ser humano melhor, de todo modo, não há limite para o nosso crescimento, portanto confie no seu potencial e busque a melhoria contínua.

Como fazer uma crítica construtiva

Quando as atitudes de um colega de trabalho ou mesmo de seu superior não estão contribuindo para alcançar os resultados propostos, é momento de você fazer uma crítica construtiva. O melhor é chamar a pessoa para uma conversa privada, deixando claro que o objetivo do feedback é um desfecho assertivo e positivo.  

Exponha os pontos que precisam ser melhorados, mencionando que deve ser alterado e o motivo. Se possível, tente dar um exemplo real sobre o problema. Para que haja uma mudança, é fundamental que a pessoa compreenda qual é exatamente o problema.

Dê espaço para que o criticado exponha suas dúvidas e explique possíveis dificuldades. Depois, seja específico ao descrever o comportamento desejado, apontando também o desempenho ou resultado esperado.

Ao final, procurem uma solução juntos. É essencial que, junto com a crítica, você dê exemplos e sugestões sobre como a mudança pode ser realizada, tendo em vista o objetivo final esperado. Tenha em mente que, embora você possa encorajar o criticado, é ele quem deve realizar as alterações necessárias. Por isso, não tente impor nada.

Na hora de encerrar o assunto, lembre-se de reforçar os pontos positivos e demonstrar que você está confiante na possibilidade de êxito, aperfeiçoamento e crescimento. O bom uso da crítica construtiva pode ajudar a melhorar não só o ambiente de trabalho, mas também o desempenho e comportamento de toda uma equipe.

Gostou do artigo? Comente e compartilhe nas redes sociais.

Imagem: Por Jiw Ingka

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: