ideia-insight

Qual a diferença entre Insight e Ideia?

Por: José Roberto Marques | Blog

Entender a diferença entre insight e ideia é essencial para se tornar alguém mais realizador. Muitas pessoas acreditam que os termos são sinônimos e isso as leva a estagnação, pois nunca dão um passo adiante para realizar seus insights. Para compreender melhor essas duas etapas de realização de projetos, continue lendo. Tire seus planos do papel e seja mais bem-sucedido!

Conquiste resultados extraordinários através do Coaching!
Clique aqui e conheça mais sobre essa poderosa metodologia!

Entenda a diferença entre insight e ideia

Insight e ideia não são a mesma coisa, essa é a primeira coisa que deve ficar clara. O insight nada mais é do que uma percepção de algo que antes era desconhecido e permite vislumbrar soluções para problemas. Contudo, o insight não é a ideia em si, trata-se do primeiro passo para formular uma solução. Ideia, por sua vez, é a ação tomada a partir da percepção gerada pelo insight. Há insights que não são seguidos de ideias.

Para que fique mais fácil de entender, daremos um exemplo prático do que é insight e do que é ideia. Imagine uma empresa fabricante de biscoitos recheados que conta com produtos saborosos, mas que não consegue emplacar as vendas nos supermercados. A marca é bem vista pelos consumidores, mas ainda assim fica encalhada nas prateleiras.

Devido a essa situação, um funcionário do departamento de marketing da empresa resolve ir observar o comportamento dos consumidores nos supermercados. Ele constata que os consumidores se interessam pelo produto, mas comparam a quantidade de biscoitos e o preço de cada pacote com os dos concorrentes. O preço do pacote com 6 unidades da marca em questão é o mesmo de um pacote com 12 biscoitos de outra marca.

O funcionário sugere que a empresa desloque seus produtos para o setor de bolos de pacote. Os consumidores passam, então, a levar os pacotes com 6 unidades porque comparativamente com os preços dos bolos vale a pena.

O observador teve um insight ao identificar o motivo pelo qual a marca não era consumida, comparação de preço e quantidade. A ideia, nesse caso, foi a de trocar os produtos de setor. Se ele apenas tivesse entendido o motivo, mas não tomado nenhuma atitude, não teria a ideia.

Você tem insights ou ideias?

Essa é uma pergunta essencial de responder para direcionar sua carreira ao sucesso. Provavelmente, você já ouviu de um conhecido “Nossa eu tive a mesma ideia dessa marca” ao ver um determinado produto. Na verdade, essa pessoa não teve a mesma ideia, o que ela teve foi um insight. Houve um entendimento de uma necessidade e uma potencial solução, porém, não é uma ideia, uma vez que não houve ação. Ter muitos insights, mas não os transformar em ideias, não contribui para o seu crescimento.

O sucesso vem para aqueles que sabem como converter suas percepções em soluções práticas. Então, o ideal é focar na realização dos seus insights para que eles adquiram relevância no mundo real. Faça uma autoavaliação sincera, perceber que está tendo somente insights é o primeiro passo para se tornar alguém com maior potencial realizador.

Você é feliz?

Transformando os insights em ideias

Se você tem bons insights, já tem meio caminho andado para ter boas ideias. Tenha em mente que você precisará trabalhá-los. Basicamente, a conversão de insight em ideia depende de colocar a mão na massa, ou seja, fazer acontecer. Em um primeiro momento, ao identificar um problema, o indivíduo deve focar em encontrar uma solução pertinente.

Obtendo um insight (percepção), poderá, então, transformá-lo em uma ideia (ação). A evolução do processo de uma ideia se baseia em saber como tornar seu insight algo factível e que traga resultados. Tudo inicia com o entendimento da existência de um problema, seguido da percepção de como resolver, e culmina com a solução.

O que impede que um insight se torne ideia?

Essa provavelmente é uma pergunta que você está se fazendo, há algumas respostas para ela. O primeiro fator que pode impedir o andamento do processo criativo é acreditar que já se está muito próximo da solução ao ter o insight. Grande parte das pessoas para no processo no insight e não dá seguimento ao processo. Transformá-lo em ação é crucial para aproveitar todo o seu potencial criativo.

A passagem do tempo é outro fator que deve ser considerado, pois, em algum momento, a solução não empregada deixará de ser a melhor. A falta de incentivos e conhecimento para executar a ideia também corrobora para estagnar insights. Para tentar driblar os fatores impeditivos das ideias, é importante fortalecer a sua autoestima intelectual. Em outras palavras, valorize os seus insights, dê a eles credibilidade.

Esteja preparado para a ação, ao ter um insight já comece a pensar em como colocá-lo em prática. Dedique parte do seu tempo a adquirir mais conhecimentos para estar capacitado a realizar os seus insights. Uma forma prática de estimular suas ideias é começar a colocar as suas etapas no papel. Monte um esquema visual para saber como fazer com que seus insights se tornem realidade.

3 Passos para estimular insights

Confira, a seguir, dicas de como estimular o surgimento de insights para depois poder convertê-los em ideias.

1 – Descanse

Se, após longas horas de trabalho e leitura, você ainda não conseguiu chegar a um insight, tire um tempo para descansar. No momento em que sua mente sair do estágio de pressão, poderá pensar com mais calma. É exatamente quando você não está pensando na questão que terá uma melhor compreensão dela. Depois de um tempo trabalhando, faça uma parada para tomar um banho, ler um livro ou até tirar uma soneca.

2 – Abasteça sua mente de dados

O insight apenas virá se a sua mente tiver dados com os quais trabalhar. Leia o máximo possível sobre o assunto, tente considerar as visões de pessoas diferentes, mergulhe no tema. Tendo esses dados, a sua mente ficará preparada para trabalhar e, em algum momento, encontrar uma solução.

3 – Tenha todo tipo de insight

Geralmente, ao longo do processo criativo, surgem diversos insights, incluindo aqueles não tão bons. Valorize todos os seus insights, pois, até mesmo um ruim, pode servir de base para formular uma boa ideia na sequência. Ter ideias depende de estar com sua mente trabalhando continuamente.

Agora você tem base para gerenciar seus insights e ideias! Se gostou, deixe seu comentário abaixo e aproveite para compartilhar este conteúdo em suas redes sociais!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: