coaching-autoestima

Coaching e a Autoestima

Por: José Roberto Marques | Blog | 17 de junho de 2019

Em qualquer área da vida, ter autoconfiança é tudo para desenvolvermos nossa autoestima pessoal e profissional e conquistarmos nossos sonhos, metas e objetivos. Entretanto, muitas pessoas não conhecem ou acreditam em seu próprio potencial e, por isso mesmo, passam a maior parte do seu tempo, infelizes e descontentes com os seus resultados.

Pensando nisso, hoje vou falar sobre como o Coaching é capaz de contribuir com as pessoas que têm baixa autoestima, melhorando a imagem que estas têm de si mesmas e passando a viver com muito mais felicidade e realização.

Continue a leitura e confira!

O impacto da autoestima em nossa vida?

Autoestima é valorização de si mesmo, amor próprio, o reconhecimento de suas capacidades e habilidades, de seus dons e talentos, dos seus melhores aspectos físicos e intelectuais, em resumo, é honrar e respeitar a si mesmo e a sua história.

O que acontece é que muitos indivíduos, ao longo de sua trajetória, não foram patrocinados positivamente por seus pais, na infância ou adolescência, por exemplo, e por isso não aprenderam a se valorizar e se autorreconhecer.

Na vida adulta isso se reflete em um distúrbio de autoimagem acentuado, em falta de confiança, insegurança constante e num medo de errar, que acaba paralisando a pessoa. Isso pode ser ainda mais potencializado por relacionamentos sabotadores, onde em família, nos relacionamentos amorosos e interpessoais ou no trabalho, o indivíduo também é constantemente aviltado.

Isso cria um ciclo onde a pessoa sente-se constantemente “para baixo”, não reconhecida, onde não se acha merecedora de ter uma vida feliz e realizada, e em que a autoestima acaba por ter um impacto negativo em sua realidade.

Entretanto, esta é uma faceta que pode ser mudada e que começa por autoconhecimento.

Coaching Para Potencializar a Autoestima

Muitas vezes, somos expostos a pensamentos, crenças e comportamentos negativos que expõem a fragilidade do outro e não necessariamente nos representa. Isso quer dizer que os medos e inseguranças dos nossos pais, por exemplo, não são os nossos, e ainda que nos tenham sido passados, não precisam fazer parte da nossa história e continuar a nos sabotar para sempre.

A seguir, compartilho com você os pontos que o Coaching trabalha, para melhorar a autoestima de todo e qualquer perfil de pessoa que sofra com problemas como os que citei até aqui. Confira!

Elimina bloqueios e crenças limitantes

O Coaching, com suas técnicas e ferramentas poderosas, trabalha no sentido de fazer com que a pessoa, com baixa autoestima, possa ressignificar a imagem negativa que criou de si mesma. Na prática, isso significa eliminar as fontes de bloqueio e separar-se das pessoas e situações que a fazem acreditar que não seja boa o suficiente e merecedora de sucesso e felicidade.

Desperta e desenvolve o autoconhecimento

Em suma, o processo proporciona um profundo autoconhecimento, fator fundamental a que a pessoa possa entender quem ela é, e o que ela ainda pode ser. Este empoderamento leva o coachee ao seu autodescobrimento, a reconhecer suas qualidades, habilidades, pontos fortes, beleza interior e exterior e talentos, até então suprimidos por autocrítica ou críticas externas.

Incentiva a mudança de comportamentos

Tudo isso que abordei até aqui, ou seja, a eliminação de crenças limitantes, de bloqueios e o desenvolvimento do autoconhecimento, proporcionados pelo Coaching, conferem ao indivíduo com baixa autoestima a oportunidade que lhe faltava para modificar a imagem ruim que criou em relação a si mesmo ao longo da vida, rever suas ações, modificar seus comportamentos e construir uma nova história.

Torna o indivíduo mais otimista e resiliente

Geralmente, as pessoas com problemas de autoestima, costumam voltar o seu olhar sempre para os aspectos negativos de suas vidas. Através das técnicas e ferramentas de Coaching, o indivíduo passa a enxergar, não só o lado do bom da vida, mas também se torna mais resiliente, ou seja, se permite aprender com as adversidades que surgem em sua jornada, enxergando-os como oportunidades extraordinárias de fortalecer os melhores aspectos de sua personalidade, bem como seus recursos internos e habilidades, que são exatamente o que vão lhe ajudar a superar os desafios que surgirem daqui em diante.

Desenvolve a sua inteligência emocional

Outro ponto que nos torna mais frágeis é a pouca compreensão de nossos próprios sentimentos e emoções. Com as pessoas com baixa autoestima, esta realidade não é diferente.

Sabendo disso, o processo de Coaching voltado para solucionar questões como estas, contribui para o desenvolvimento da inteligência emocional deste indivíduo, para que ele entenda o que faz surgir os sentimentos de angústia, incompreensão de si mesmo, de ansiedade e tristeza, para que assim, quando eles surgirem, ele tenha a capacidade de mantê-los sob controle, dando espaço para uma mente tranquila e até mesmo autoconfiante.

Elimina comparações

Outro hábito que pessoas com baixa autoestima costumam cultivar é o de viver se comparando com aqueles que estão ao seu redor. Ao passar pelo processo de Coaching, o indivíduo que faz isso consigo mesmo passa a entender que cada um tem o seu papel no mundo, cada um carrega a sua história de vida e tem maneiras de lidar com os acontecimentos e desafios.

Sendo assim, ele começa a tomar a consciência de que não é justo continuar comparando a sua trajetória com a do outro e passa a realizar mudanças, efetivas e práticas, em seu modo de pensar e se comportar com relação a si mesmo.

Ouse ir além e melhore a sua autoestima com o Coaching

O Coaching para autoestima é um belo processo de empoderamento e um auxílio poderoso para todos que desejam encontrar seu amor próprio e ter uma vida mais plena, equilibrada e também mais realizada e feliz.

Por isso, eu convido você ousar ir além e a investir em sua autoestima, através da formação Professional & Self Coaching – PSC, que nada mais é do que um programa, desenvolvido por mim, para ajudar cada vez mais pessoas a melhorarem a imagem que têm de si mesmas através do desenvolvimento de seu autoconhecimento, de sua inteligência emocional, foco no positivo, resiliência, eliminação e quebra de crenças limitantes e bloqueios, mudanças de comportamentos, entre muitos outros pontos, que são trabalhados durante o curso e que transformam, verdadeiramente, a vida do indivíduo com problemas de autoestima.

Ao se permitir passar pelo processo de Coaching, realizando o PSC, a pessoa sai da formação pronta e apta a aplicar as técnicas, ferramentas e conhecimentos aprendidos, em sua própria vida e também na vida das pessoas ao seu redor, caso queira investir em uma nova carreira e se tornar coach profissional.

Conheça o PSC e conquiste a autoestima e autoconfiança profissional e pessoal que você pode e merece ter!

Tudo isso é muito importante para que a pessoa possa mudar sua autoimagem, orgulhar-se de ser quem ela é, de suas lutas e vitórias e também para impulsionar sua autoestima e fazer dela o apoio que precisa para realizar suas metas, sonhos e objetivos e eliminar de vez seus sabotadores.

Invista nisso e seja uma pessoa mais feliz e realizada!

Agora me conte, Ser de Luz: gostou deste artigo? O que você faz para melhorar a sua autoestima diariamente? Deixe o seu comentário, falando sobre suas experiências com relação a este assunto e, se este conteúdo te ajudou de alguma forma, compartilhe-o em suas redes sociais, para ajudar também seus amigos que podem estar passando pelo mesmo problema.

 

Copyright: 501126559 – https://www.shutterstock.com/pt/g/hbrh

 

Deixe seu Comentário: