Concept,Vision,,Young,Businessman,Wearing,Comfortable,Casual,Suit,Jacket,Standing

Qual a diferença entre ganância e ambição?

Por: José Roberto Marques | Blog | 19 de fevereiro de 2021

Todo mundo almeja uma vida melhor. Isso inclui estudar, encontrar bons empregos, crescer na carreira e obter remunerações maiores, de modo que a pessoa possa viver com mais conforto e compartilhar esse conforto com a sua família. Até aqui, sem problemas.

No entanto, existem pessoas que parecem ter um desejo sem limites quanto ao que almejam. Cada vez que conquistam algo, imediatamente já querem algo mais. É nesse momento que as pessoas começam a se questionar: até que ponto o desejo é algo saudável? Em outras palavras, o que é ambição e o que é ganância?

Continue a leitura deste artigo para entender o significado desses dois conceitos e para aprender a diferenciá-los.

O que é ambição?

Nem mesmo os dicionários parecem ter clareza quanto às diferenças entre ambição e ganância. O conceito de ambição é definido como um “forte desejo de poder ou riquezas, honras ou glórias; cobiça”. Também aparece como um “anseio veemente de alcançar determinado objetivo, de obter sucesso; aspiração; pretensão”.

No entanto, para que possamos estabelecer a diferença entre ambição e ganância, é preciso compreender que a ambição vai além da questão financeira. Ela significa a luta por uma vida melhor em diferentes aspectos. Uma pessoa que estuda muito para ser um bom profissional pode ser considerada ambiciosa. Uma pessoa que se dedica bastante ao trabalho para crescer na carreira é ambiciosa. Uma pessoa que faz de tudo para conquistar o coração de alguém também é ambiciosa.

A ambição é um desejo forte para conseguir algo, que geralmente demanda trabalho duro e determinação.

3 Características de uma pessoa ambiciosa

  • Determinação

Toda pessoa ambiciosa é determinada. Essas pessoas geralmente possuem elevado autoconhecimento, identificando o que as faz verdadeiramente felizes. Por isso, esses indivíduos têm gosto pelo planejamento. Adoram definir objetivos para as diferentes áreas da sua vida e traçar estratégias que permitam o seu alcance.

A determinação consiste exatamente nessa vontade de viver melhor: com mais dinheiro, mais saúde, mais liberdade, mais amor, mais alegria, enfim, mais qualidade de vida. São pessoas que sabem que alcançar todos esses objetivos é difícil, mas também sabem que o seu sucesso só depende delas.

  • Coragem para sair da zona de conforto

As pessoas ambiciosas sabem que, se desejam obter resultados diferentes, elas precisarão ter atitudes diferentes. Muitas vezes, desenvolvemos uma série de crenças limitantes, que partem de nossos pais, irmãos, professores, vizinhos, colegas, chefes etc. No entanto, quem tem a ambição no DNA não acredita cegamente nessas crenças.

Os indivíduos ambiciosos sabem que a vida pode ser muito mais do que apenas aquilo que os seus pais ou que a escola lhes ensinou. São pessoas que almejam o sucesso, mas que sabem que ele está fora da zona de conforto. Por isso, essas pessoas não têm medo de estudar, de trabalhar e de correr certos riscos, mesmo que mais ninguém acredite em suas ideias.

  • Respeito ao próximo

A ambição é fruto da motivação que a pessoa tem para lutar por uma vida de mais qualidade. No entanto, essa característica é conduzida sempre dentro de princípios básicos de ética, moral, honestidade e respeito. Uma pessoa ambiciosa sabe que não precisa recorrer a meios ilícitos para obter aquilo que deseja.

Você é feliz?

Esses indivíduos compreendem que não há felicidade verdadeira quando o alcance de um objetivo é obtido passando por cima dos interesses de outras pessoas. A ambição é o desejo da felicidade, mas isso não quer dizer que a pessoa deseje o mal aos outros. Pelo contrário, essa ambição saudável inclui também o bem-estar de quem está ao redor do indivíduo.

O que é a ganância?

O conceito de ganância, embora muitas vezes confundido com o de ambição, apresenta as suas particularidades. Nos dicionários, a sua definição é: “ânsia por ganhos exorbitantes; avidez; cobiça; desejo exacerbado de ter ou de receber mais do que os outros”.

Embora também represente um desejo de melhorar de vida, os mecanismos para alcançá-los são diferentes na ganância. O ganancioso é sempre alguém egoísta e muito apegado às coisas materiais, como a riqueza ou mesmo a comida. Também é uma pessoa que gosta de poder e de ter domínio sobre os outros — aspectos que não necessariamente aparecem nos desejos de quem é ambicioso.

Há quem diga que a ganância é a ambição levada ao extremo, o que até faz sentido. O grande problema é que a ganância muitas vezes perde o contato com a realidade e com a racionalidade. É aí que as outras pessoas podem sofrer com as atitudes de alguém ganancioso.

3 características de uma pessoa gananciosa

  • Insatisfação constante

Ao contrário do ambicioso, que sabe aonde quer chegar, o ganancioso jamais impõe limites à sua trajetória. Para ele, quanto mais, melhor. São pessoas que simplesmente nunca se dão por satisfeitas. Tão logo conquistam algo, já almejam um novo objetivo em seguida.

É claro que todo mundo precisa “atualizar” os seus objetivos com frequência, procurando melhorar constantemente. Mas o caso o do ganancioso é particularmente problemático porque ele nunca está feliz ou satisfeito com o que já conquistou. Ele sempre foca no que falta, nunca no que já tem (mesmo que já tenha conquistado muita coisa!). Isso torna essas pessoas infelizes, pois sempre projetam a felicidade para um futuro que nunca chega.

  • Desprezo pelo outro

Como citamos anteriormente, o ganancioso não apenas deseja alcançar os seus objetivos, mas quer ser visto como alguém melhor do que os outros, ou que tem coisas melhores do que as coisas dos outros. Existe nesse tipo de indivíduo uma necessidade de estar sempre à frente, como se a vida fosse uma grande competição.

Por isso, essas pessoas, ao contrário dos ambiciosos, não se preocupam com os sentimentos do outro. Para eles a vida é uma guerra em que, para que um vença, o outro precisa perder. O ambicioso acredita que todos podem ser felizes, desde que ninguém interfira na vida de ninguém. O ganancioso não acredita nisso e, portanto, prejudica a vida do outro, se isso possa beneficiá-lo de alguma maneira.

Líderes de nações que se envolvem em guerras são exemplos de pessoas gananciosas. Motivados por interesses políticos e econômicos individuais, esses governantes pouco se importam com as vidas que são perdidas nos combates, desde que a sua nação seja vista como poderosa e vencedora.

  • Tendência à desonestidade

Como as pessoas gananciosas não têm muito apreço pelo outro, elas não passam as suas ações pelo crivo da moral, da ética e da honestidade, como fazem as pessoas ambiciosas.

Movidas pelo desejo incontrolável de vencer, elas podem mesmo recorrer a atos ilícitos para alcançar o que desejam, seja dinheiro, posses, amor ou poder. Assim, pode-se dizer que, embora nem todo ganancioso seja um criminoso, todo criminoso é ganancioso, pois colocou os seus interesses acima da lei e de bem-estar do outro. É mais fácil roubar, mentir, enganar, culpar terceiros e até mesmo matar do que trabalhar e enriquecer licitamente.

Como é possível perceber, embora a ambição e a ganância tenham objetivos em comum, os meios de alcançá-los é o que difere os dois termos, especialmente no que diz respeito à honestidade e à preocupação com os sentimentos do outro.

Assim, uma nação de pessoas ambiciosas tem um excelente potencial para prosperar em diferentes áreas. Em contrapartida, um país de indivíduos gananciosos está condenado à criminalidade e à corrupção, fatores que apenas ampliam as desigualdades sociais já existentes.

Que você seja uma pessoa ambiciosa, mas jamais gananciosa! E que você saiba reconhecer e se defender dos gananciosos que apareçam em seu caminho! Se você gostou deste artigo, deixe o seu comentário no espaço abaixo. Por fim, não se esqueça de compartilhá-lo nas suas redes sociais!

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: