pessoas-boas

Pessoas boas são extraordinárias

Por: José Roberto Marques | Blog | 20 de novembro de 2020

Em muitas novelas, filmes e livros, as pessoas mais poderosas e bem-sucedidas são quase sempre aquelas que chegaram a essa posição cometendo alguns delitos e demonstrando desvios de caráter consideráveis. No entanto, as trapaças todas são descobertas, e, no fim das contas, fica difícil sustentar o sucesso sem uma boa dose de caráter.

Pessoas boas são íntegras e honestas. Elas alcançam seu lugar ao sol por puro e verdadeiro merecimento. Dessa forma, esses indivíduos jamais se apoderam do que não é seu por direito. Conquistam pessoas, fazem amigos, demonstram lealdade, respeitam as regras, investem em seus conhecimentos e, em consequência de tudo isso, encontram o sucesso nas diferentes áreas da vida.

A seguir, você confere as 10 virtudes que justificam o fato de pessoas boas serem extraordinárias:

1. Respeito

Em primeiro lugar, o traço mais básico e óbvio de uma pessoa boa é o respeito. Respeitar alguém significa não ferir seus sentimentos, não invadir seu espaço e basicamente não fazer à outra pessoa aquilo que você não gostaria que fizessem com você.

O respeito também envolve a educação, ou seja, a capacidade de tratar as pessoas com cortesia, utilizando as palavras-chave essenciais, como “por favor”, “obrigado” e “com licença”. O respeito é uma forma de demonstrar que você reconhece a dignidade da pessoa à qual você se dirige, tratando-a da mesma forma como você gostaria que lhe tratassem.

2. Humildade

Bastante atrelada ao respeito, a humildade também é um traço-chave das pessoas boas. Muita gente confunde humildade com humilhação ou subserviência. No entanto, a humildade consiste em nada mais do que agir com a consciência de que você não é superior ou inferior a ninguém. Independentemente do cargo que você ocupe ou de sua situação financeira, isso não te torna um ser humano melhor ou pior do que ninguém.

Nada justifica uma pessoa que trata as demais com desrespeito, arrogância e falta de educação. Qualquer sensação de superioridade é falsa quando nos lembramos de que todos nós somos humanos, falhos e mortais.

3. Honestidade

A honestidade é o traço do caráter de uma pessoa que se verifica quando ela fala a verdade, age de acordo com as regras do local em que vive e trabalha, não prejudica alguém para obter algum proveito da situação, assume seus erros, não atribui culpas a outras pessoas e conduz sua vida com responsabilidade.

Pessoas honestas sabem que o caminho correto nem sempre é o mais fácil, mas é o que deve ser seguido. É impossível que uma pessoa boa seja desonesta, pois o primeiro sinal de mentira ou egoísmo coloca em xeque qualquer atitude bondosa que ela tenha realizado.

4. Lealdade

Ao longo da vida, estabelecemos relações com diversas pessoas, o que inclui familiares, amigos e colegas de trabalho. Em alguns momentos, a vida nos coloca em circunstâncias em que é preciso provar o quanto podemos, de fato, ser confiáveis a todas essas pessoas. Quando nossas palavras e atitudes comprovam essa relação de confiança, fica atestada a lealdade de uma pessoa.

Ser leal significa defender aqueles com quem nos relacionamos, respeitar sua individualidade, manifestar gratidão por ter essas pessoas em nossas vidas e jamais colocar nossos próprios interesses acima das relações construídas. Lealdade é uma postura de amizade, reconhecimento e confiança.

Você é feliz?

5. Bondade

A bondade é um comportamento que se manifesta de diferentes formas. Uma pessoa que doa uma quantia financeira a instituições filantrópicas é uma pessoa bondosa. Uma pessoa que visita um amigo ou familiar enfermo é uma pessoa bondosa. Uma pessoa que ajuda um colega de trabalho compartilhando seu conhecimento é uma pessoa bondosa.

A bondade permite que as pessoas ajudem-se umas às outras, negando todo o egoísmo e o individualismo. É por meio dessa ajuda mútua que a humanidade se fortalece enquanto grupo e alcança resultados cada vez mais expressivos. Precisamos uns dos outros, e as pessoas bondosas reconhecem essa necessidade.

6. Disciplina

A disciplina é a nossa capacidade de seguir regras. Não se trata apenas de seguir as regras de funcionamento da sociedade, mas também as regras que nós impomos a nós mesmos. Uma pessoa verdadeiramente bem-sucedida é capaz de realizar aquilo a que se propôs, como ir à academia 5 vezes por semana, ler diariamente ou ter um ato de solidariedade ao menos uma vez por mês, por exemplo.

Uma pessoa disciplinada persevera em seus objetivos. Não importa o que aconteça, ela se mantém fiel às suas metas e é capaz de realizar tudo aquilo que seja necessário ao seu alcance, desde que não prejudique outras pessoas.

7. Resiliência

Resiliência é a propriedade que alguns materiais têm de retornar à sua forma original depois terem sido submetidos a alguma deformação. A psicologia tomou de empréstimo este conceito da física para caracterizar a capacidade que as pessoas têm de passar por momentos de dificuldade e, depois disso, recuperar suas forças para seguir em frente.

Uma pessoa resiliente não perde suas forças nem suas esperanças. Ela é capaz de superar os maiores obstáculos sem perder a confiança em si mesma e no universo. Ela pode ter momentos de cansaço e desânimo, mas sabe que eles não são eternos. Qualquer adversidade pode ser superada.

8. Alegria

A alegria também é um traço das pessoas boas. Elas são extremamente determinadas e confiantes. Mesmo nos momentos difíceis, elas não perdem a alegria de viver e estão sempre dedicadas a propagar essa alegria às pessoas ao seu redor.

As pessoas verdadeiramente bondosas procuram manter o bom humor ao longo do dia. Quando estão diante de uma dificuldade, jamais descontam suas tristezas ou raivas em outras pessoas. Elas procuram cultivar bons sentimentos, conduzindo as tarefas rotineiras com leveza e descontração.

9. Empatia

A empatia é a capacidade de colocar-se no lugar do outro e imaginar quais são seus pensamentos e sentimentos, de acordo com a situação que esteja vivendo. Isso permite que cada um de nós possa fazer pelo outro aquilo que gostaríamos que fizessem para nós.

A empatia é um conceito bastante atrelado ao altruísmo, que é a preocupação com o outro, em combate ao egoísmo. Pessoas naturalmente boas desenvolvem a empatia e, por este motivo, evitam fazer coisas que desagradem ou prejudiquem aqueles que estão ao seu redor.

10. Tolerância

Por último, mas definitivamente não menos importante, é preciso ser tolerante. A tolerância não significa abrir mão da disciplina e aceitar tudo o que acontece. No entanto, essa característica permite que saibamos perdoar os erros dos outros, afinal de contas, nós também erramos, já que a perfeição não existe.

Ser tolerante é também saber lidar com as diferenças. Nem sempre as pessoas concordarão com nossos pontos de vista. Como a humanidade é algo bastante complexo, nem sempre é claro o que é certo e o que é errado, de modo que o respeito e a tolerância tornam-se os melhores caminhos. Pessoas boas não precisam concordar com ninguém, mas têm a obrigação de permitir que cada um seja do jeito que é.

Os 10 pilares acima são provas de como pessoas boas são extraordinárias. Não só elas alcançam grandes resultados em todas as áreas de suas vidas, como também promovem grandes melhorias nas vidas das pessoas com as quais convivem. Portanto, se você deseja fazer do mundo um lugar melhor, desenvolver as 10 características acima é um bom começo.

Se você gostou desta reflexão, não se esqueça de deixar seu comentário aqui no blog. Além disso, compartilhe este artigo em suas redes sociais, levando este conteúdo valioso aos seus amigos, colegas e familiares.

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: