nenhuma-influencia

Não se Deixe Levar por Nenhuma Influência

Por: José Roberto Marques | Blog | 09 de janeiro de 2021

09Você é uma pessoa influenciável? Bem, de modo geral, em maior ou menor grau, todos nós somos influenciados por algo ou alguém. Gostos, estilos, ideias, crenças, atitudes, a todo tempo somos inquiridos a sermos de determinado jeito ou a lutar e formar a nossa própria personalidade.

Se você é do tipo que se deixa influenciar facilmente, ou seja, que muda de ideia constantemente e tem medo de mostrar realmente o que pensa, eis que chega hora de repensar o seu comportamento. Digo isso porque essa volatilidade, em vez de indicar alguém flexível a mudanças, pode esconder um ser humano inseguro e que não discorda simplesmente para agradar os outros.

Siga a leitura para continuar com essa reflexão que é tão necessária, especialmente em um momento do mundo em que influenciar se tornou uma profissão. Com isso, é preciso manter o senso crítico apurado para evitar se deixar levar por influências que não são positivas.

Construa relações cada vez melhores e mais saudáveis!
Clique aqui e acesse meu desafio “Detox da Mente”!

Livrando-se das influências negativas

Uma pessoa influenciável é aquela que forma sua opinião de acordo com as pessoas e circunstâncias. É aquela amiga que, por exemplo, sempre pede a aprovação de alguém na hora de escolher sua roupa e que demonstra ter enorme insegurança em tomar decisões sozinha, seja nos relacionamentos ou na carreira.

No trabalho, são aquelas pessoas que espalham as fofocas pela empresa, pois se deixam influenciar facilmente por boatos. Também são aqueles profissionais que, mesmo sobrecarregados, não conseguem dizer não a mais uma demanda urgente e, por isso, muitas vezes, acabam sentindo-se explorados.

Na vida pessoal, os influenciáveis sofrem mais ainda, pois sentem enorme dificuldade em demonstrar sua verdadeira opinião ao parceiro e à família. Por isso, evitam veementemente entrar em discussões e, na maioria das vezes, demonstram indecisão, baixa confiança e até mesmo submissão, o que lhes traz grande tristeza.

Entretanto, como têm receio de não serem bem-vistos, acabam, repetidamente, aceitando esses tipos de situações e sendo facilmente manipulados. Nesse sentido, onde os prejuízos se somam, é fundamental que a pessoa busque entender as origens de tais comportamentos e criar formas efetivas de mudar sua maneira de pensar e agir.

Todo ser humano tem direito de ter seus próprios pensamentos, objetivos, sonhos e vontades de acordo com suas próprias crenças e valores, e não porque outros assim o querem. Para isso, é essencial conhecer a si mesmo, identificar seus pontos fortes, diferenciais, habilidades e enxergar-se de maneira positiva.

Só assim é possível eliminar as fontes de tamanha dependência emocional e, finalmente, deixar-se influenciar apenas pelo que você realmente desejar. Permita-se ser você mesmo e ouse fazer suas próprias escolhas!.

7 Passos para evitar se influenciar por tudo que não agrega

Se você deseja manter a sua mente forte e centrada, a fim de evitar se deixar influenciar por tudo aquilo que não agrega, vai gostar dos passos apresentados a seguir. São atitudes que irão te ajudar a manter seu senso crítico apurado para evitar tomar para si verdades que não estão alinhadas com os seus valores.

Você é feliz?

1 – Se conheça e identifique seus valores

Antes de qualquer coisa, é preciso que você se conheça e saiba quem você é. Sem essa base, correrá o risco de ser influenciado por qualquer coisa que alguém venha a te dizer. Vale destacar que o processo de autoconhecimento deve ser contínuo, afinal, estamos todos em constante transformação.

Se observe, se questione, identifique o que acha certo ou errado, bom ou ruim, as suas prioridades e objetivos. A partir disso conseguirá construir uma base sólida que te ajudará a evitar se deixar levar por influências que não estão de acordo com quem você realmente é e deseja ser.

2 – Pare de buscar aprovação

Se, ao longo da sua jornada de autoconhecimento, perceber que tem a tendência de buscar aprovação alheia, questione-se em relação ao motivo que te leva a isso. Pense bem, por qual motivo deveria ter suas atitudes aprovadas por um terceiro? Por mais que seja natural considerar a opinião daqueles que amamos, quando isso se torna excessivo deixa de ser saudável.

Você não precisa usar roupas de determinado estilo, ler certos tipos de livros, ter certas atitudes ou seguir comportamentos que não estejam alinhados com o que deseja para a sua vida. Qualquer grupo social que te force a mudar para ser aceito não merece a sua presença. Seja você, esse é o seu maior diferencial!

3 – Busque outras fontes de informação

Como mencionado, hoje vivemos uma época em que as redes sociais estão cheias de influenciadores. E isso pode ser bom desde que saibamos escolher quem nos influencia e como isso acontece. Evite acreditar em tudo o que ouve, mesmo que a pessoa que esteja falando seja alguém que admira.

Sempre busque outras fontes de informação para confirmar o que ouviu, verificar se realmente concorda com aquilo. Se perceber que é mesmo válido, ótimo, poderá seguir aquelas informações e, de quebra, terá exercitado o seu senso crítico. Mas, caso veja que aquilo não está de acordo com os seus valores, descarte e siga sua vida.

4 – Aceite que mudar de ideia é natural

Existem pessoas que têm uma ideia equivocada sobre mudar de ideia, porque acham ser um sinal de falta de personalidade. A verdade é que mudar de opinião a respeito de determinado assunto é totalmente natural e até um sinal de inteligência. Apenas os inteligentes têm a consciência de que não sabem tudo e que sempre podem rever conceitos e até mudá-los.

5 – Entenda que as pessoas gostam de você pela sua essência

Nunca, em hipótese alguma, aceite algo que não gostaria ou não acha certo apenas para agradar alguém. As pessoas que valem a pena e gostam de você verdadeiramente continuarão ao seu lado mesmo que não concorde com elas em tudo. Inclusive, discordar faz bem porque gera reflexão e permite que os dois lados possam rever seus pensamentos.

6 – Tome decisões considerando as suas convicções

Sempre que for tomar uma decisão, considere as suas convicções, os seus planos e objetivos. Ouça os conselhos de pessoas que são importantes para você, mas depois coloque-os na balança para verificar se estão de acordo com o que acredita. É a sua vida que está em jogo e não dá para colocá-la nas mãos de terceiros. Quem irá arcar com as consequências das suas escolhas pessoais será você, então, nada mais justo e correto que decida qual caminho irá seguir.

7 – Tenha coragem de ser quem você é

Por fim, tenha sempre coragem de ser quem você é, de expressar as suas ideias, rever conceitos, pensar criticamente. Assim, conseguirá evitar ser uma pessoa influenciável, do tipo que acredita em tudo o que ouve sem considerar se é mesmo válido ou não, se irá agregar à sua vida ou não. A partir do momento em que se comprometer em viver de forma consciente, honrando a sua verdadeira essência, saberá escolher o que irá te influenciar.

E então, está pronto para iniciar essa caminhada em busca de mais autenticidade e menos influências negativas? Deixe seu comentário sobre o assunto abaixo e aproveite para compartilhar este conteúdo em suas redes sociais para levar a reflexão adiante! 

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: