Não se Deixe Levar por Nenhuma Influência

Por: José Roberto Marques | Blog | 18 de novembro de 2015

Ostill/Shutterstock As influências negativas nos levam a tomar atitudes erradas, que prejudicam nós e aos outros

Você é uma pessoa influenciável? Bem, de modo geral, em maior ou menor grau, todos nós somos influenciados por algo ou alguém. Gostos, estilos, ideias, crenças, atitudes; a todo tempo somos inquiridos a sermos de determinado jeito ou a lutar e formar a nossa própria personalidade.

Se você é do tipo que se deixa influenciar facilmente, ou seja, que muda de ideia constantemente e tem medo de mostrar realmente o que pensa, eis que chega hora de repensar o seu comportamento. Digo isso, porque essa volatilidade, ao invés de indicar alguém flexível a mudanças, pode esconder um ser humano inseguro e, que não discorda, simplesmente para agradar os outros.

Construa relações cada vez melhores e mais saudáveis!
Clique aqui e acesse meu desafio “Detox da Mente”!

Livrando-se das Influências Negativas

Uma pessoa influenciável é aquela que tem uma opinião, de acordo com as pessoas e circunstâncias. É aquela amiga que, por exemplo, sempre pede a aprovação de alguém na hora de escolher sua roupa e que demonstra ter enorme insegurança em tomar decisões sozinha, seja nos relacionamentos ou na carreira.

Em sua mente, para ser aceita, é melhor não discutir e sempre concordar com o que os outros dizem e pensam.  Considerado “Maria vai com as outras” o indivíduo volátil tem baixo senso crítico em relação as suas atitudes e, um muito alto em relação às ações dos outros (excesso de julgamentos).

Você é feliz?

No trabalho, são aquelas pessoas que espalham as fofocas pela empresa, pois se deixam influenciar facilmente por boatos. Também são aqueles profissionais que, mesmo sobrecarregados, não conseguem dizer não a mais uma demanda urgente e, por isso, muitas vezes acabam sentindo-se explorados.

Na vida pessoal, os influenciáveis sofrem mais ainda, pois sentem enorme dificuldade em demonstrar sua verdadeira opinião ao parceiro e à família. Por isso, evitam veementemente entrar em discussões e, na maioria das vezes, demonstram indecisão, baixa confiança e até mesmo submissão, o que lhes traz grande tristeza.

Entretanto, como tem receio de não serem bem-vistos, acabam, repetidamente, aceitando estes tipos de situações e sendo facilmente “manipulados”. Neste sentido, onde os prejuízos se somam, é fundamental que a pessoa busque entender as origens de tais comportamentos e criar formas efetivas de mudar sua maneira de pensar e agir.

Descubra como anda o grau de felicidade em seus relacionamentos!Acesse gratuitamente nosso
Teste ” O Termômetro da Felicidade”!

Todo ser humano tem direito de ter seus próprios pensamentos, objetivos, sonhos e vontades de acordo com suas próprias crenças e valores e, não porque outros assim o querem. Para isso, é essencial conhecer a si mesmo, seus pontos fortes, diferenciais, habilidades e enxergar-se de maneira positiva.

Só assim é possível eliminar as fontes de tamanha dependência emocional e finalmente, deixar-se influenciar apenas pelo que você realmente desejar. Permita-se ser você mesmo e ouse fazer suas próprias escolhas!

Gostou do texto? Curta, comente e compartilhe!

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: