Designers,Sitting,On,Sofa,Having,Creative,Meeting,In,Office

Como tirar vantagens da inteligência emocional no trabalho?

Por: José Roberto Marques | Blog

Alterações repentinas de humor em ambientes corporativos costumam desencadear situações que geram desconforto, constrangimento e assunto para fofocas. Para lidarmos com este tipo de situação, a inteligência emocional é uma excelente aliada. Saber utilizá-la a seu favor no ambiente de trabalho traz inúmeras vantagens e ainda evita embaraços desnecessários.

A inteligência emocional no trabalho nos ajuda a discernir nossos sentimentos e os de nossos colegas, nos motiva e nos dá a capacidade de dominar as emoções que podem ser prejudiciais ao nosso desempenho profissional. Para que essa poderosa ferramenta de desenvolvimento humano possa lhe auxiliar, é preciso trabalhar questões internas como a aceitação das características do outro, empatia e confiança.

Continue lendo para saber mais a respeito dos benefícios que a inteligência emocional pode proporcionar para a carreira.

Este conteúdo te ajudou de alguma maneira? Se sim, passe-o adiante, compartilhando através das suas redes sociais.

Quer descobrir como você pode desenvolver suas habilidades?
Clique aqui e Mergulhe no maravilhoso “Mundo do Coaching”!

A importância da inteligência emocional no trabalho

Fatores como estresse, a relação entre líder e colaborador, postura de um colega de trabalho que lhe desagrada, um feedback negativo, a falta de colaboração da equipe e muitas outras situações, podem fazer com que você se desestabilize e o clima na organização se desequilibre. Sendo assim, a melhor maneira de reagir a essas ocasiões é manter a calma e o controle das emoções para conseguir ter um bom raciocínio e tomar atitudes condizentes com a situação ocorrida.

Uma ótima forma de trabalhar a sua inteligência emocional é analisar o seu nível de autoconhecimento. Para isso, é necessário que você se enxergue como realmente é, pois assim fará uma autoanálise precisa, tendo consciência dos seus pontos fortes e os de melhoria.

A inteligência emocional é um diferencial importante para que seus objetivos sejam alcançados e para que você não se deixe abalar pelas adversidades diárias comuns ao ambiente de trabalho. Além disso, uma boa relação dentro da empresa em que você atua gera bons frutos, melhora a produtividade e propicia um convívio amistoso com os colegas.

Depositphotos.com / gstockstudio Uma ótima maneira de trabalhar a sua inteligência emocional é analisar o seu nível de autoconhecimento.

10 Atitudes para aproveitar as vantagens da inteligência emocional no trabalho

Agora é hora de falarmos sobre a parte prática da inteligência emocional no trabalho. Veja, a seguir, quais atitudes deve adotar para desfrutar de todos os benefícios que o equilíbrio das emoções pode oferecer para sua carreira e desempenho profissional.

1. Se observe mais

A primeira atitude a se ter quando o objetivo é se desenvolver como pessoa é se observar. Parece óbvio que a gente se conheça e saiba o que se passa em nosso interior. Entretanto, a verdade é que muitas vezes vamos simplesmente vivendo e entramos em uma espécie de piloto automático.

Pare e pense: acha que está vivendo de forma automática, apenas reagindo aos acontecimentos? Se sim, quebre esse ciclo se observando, se questionando, buscando se conhecer. Assim, começará a entender como suas emoções funcionam e poderá gerenciá-las em vez de se tornar refém delas.

2. Identifique os pontos emocionais que precisa trabalhar

O conceito de inteligência emocional envolve um conjunto de habilidades e são grandes as chances que você já tenha algumas delas. Desse modo, é importante identificar aquelas que lhe faltam, para priorizá-las ao longo do processo. Para tornar as coisas mais organizadas, registre as informações que obtiver. Assim, conseguirá definir prioridades e meios para melhorar cada aspecto identificado.

Você é feliz?

3. Pratique a autorregulação emocional

A autorregulação emocional é a capacidade de controlar o que sente e evitar agir de forma impensada. Para isso, você precisa encontrar meios de lidar positivamente com o que está sentindo. Embora existam algumas sugestões padrão, cabe a cada um identificar as coisas que trazem o melhor efeito.

Para lidar com o estresse, por exemplo, há quem goste de se afastar por alguns minutos para respirar, outros preferem praticar uma atividade física, ouvir uma música tranquila e assim por diante. Você apenas irá descobrir aquilo que traz bons resultados se experimentar várias opções.

4. Ouça mais as pessoas

Ouvir o outro é mais uma atitude capaz de te ajudar a controlar suas emoções. Quando você ouve alguém na essência, se permite realmente compreender como ele se sente. Assim, consegue tomar decisões com mais sabedoria e tranquilidade.

Vale destacar que ouvir é muito mais do que ficar em silêncio enquanto o outro fala. Ouvir envolve dedicar toda a sua atenção ao outro, incluindo sua fala, seu tom de voz, sua postura corporal. Evite usar o tempo de fala do outro para formular o que dirá em seguida e o acolha verdadeiramente.

5. Coloque-se no lugar dos colegas de trabalho

A empatia é uma das habilidades que faz parte do conjunto que compõe a inteligência emocional. Significa se colocar no lugar do outro e se imaginar naquela mesma situação. Então, comece a fazer isso no trabalho antes de ter qualquer atitude que possa impactar algum colega.

Pensou em fazer um comentário maldoso? Passar uma fofoca adiante? Negar ajuda a alguém que pediu? Se imagine naquela mesma situação e pense em como gostaria que as pessoas agissem em relação a você. Esse exercício de perspectiva te dará clareza para tomar atitudes mais conscientes e respeitosas.

6. Identifique os seus gatilhos emocionais

Gatilho emocional é o nome dado para tudo aquilo que gera uma reação emocional da sua parte. Por exemplo: ouvir uma crítica ao seu trabalho pode ser um gatilho para sua insegurança. Reconhecer o funcionamento desses mecanismos internos te ajudará a ter mais controle sobre a situação.

Lembrando que poderão acontecer situações novas que não terá como prever. Entretanto, o fato de ter conhecimento sobre a maioria delas já fará uma grande diferença. E quando algo novo acontecer, aproveite para ampliar seu repertório de autoconhecimento.

7. Assuma a responsabilidade pelo que sente

Você costuma terceirizar a responsabilidade pelo que sente? Fazer isso significa culpar outras pessoas por se sentir irritado, triste, enciumado. A verdade é que ninguém te faz se sentir dessa ou daquela maneira e você quem se sente. Assumir-se como responsável pelas suas emoções te dará o poder que precisa para controlá-las em vez de se deixar controlar por elas.

8. Evite discutir quando estiver tomado por fortes emoções

Imagine que você está no trabalho, se desentende com um colega e percebe que aquela situação te deixou irritado. Em vez de insistir na discussão, prefira dizer que acha melhor continuar a conversa em outro momento e se afaste. Assim, terá tempo para acalmar os ânimos e evitará tornar o atrito ainda mais intenso.

9. Se perdoe quando errar

Por mais que se esforce para agir com controle emocional, ser empático e contribuir para um ambiente de trabalho harmonioso, pode acontecer de você errar. Afinal, pessoas com a inteligência emocional desenvolvida também erram porque continuam sendo humanas. Portanto, se perdoe e entenda que a culpa não irá te ajudar, é o acolhimento que te dará a motivação necessária para aprender com a falha e evoluir cada vez mais.

10. Entenda que desenvolver a inteligência emocional é desafiador

Por fim, é importante ter a consciência de que desenvolver a inteligência emocional é desafiador. Quando ouvem falar sobre o assunto, muitas pessoas acham que parece fácil e não é. Trata-se de um processo que envolve esforço, autoconhecimento, ressignificação de crenças e mais uma série de transformações.

Ter consciência do quão desafiador isso é evitará que desista ao primeiro obstáculo por se sentir incapaz. Acredite, com dedicação, força de vontade e o desejo genuíno de se desenvolver você conseguirá alcançar o seu objetivo.

Dê o primeiro passo e veja como os benefícios começarão a aparecer, se intensificando conforme for evoluindo. Ao fazer isso estará também motivando seus colegas a contribuírem para um ambiente de trabalho harmonioso, acolhedor e de muito aprendizado.

Imagem: Por Monkey Business Images

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: