ser-feliz-dicas

8 Conselhos Poderosos Para ser Feliz

Por: José Roberto Marques | Blog | 05 de julho de 2018

Felicidade é um desejo universal, afinal, quem não deseja ser feliz, não é mesmo? Por isso mesmo, em todo o mundo, são inúmeras as pesquisas abordando este tema tão importante na vida do ser humano, bem como os vídeos e os livros trazendo conselhos para ser feliz. De fato, a felicidade, como disse Mahatma Gandhi, “É o caminho”, pois cada pessoa tem um ideal, ou seja, aquilo que considera ser a felicidade para si mesma.

Para uns, isso representa estar com a família, ter um bom emprego, um relacionamento correspondido, viajar pelo mundo, ajudar os mais pobres ou conquistar fama e dinheiro. Cada pessoa tem um conceito distinto, não existe certo ou errado, quando tratamos do que a deixa mais ou menos feliz.

Ainda sim, eu quero compartilhar alguns conselhos universais que podem ajudar você, a conquistar realmente a sua felicidade, independente do que ela seja. Continue lendo, confira e busque colocar estas dicas em prática!

8 Conselhos Para Ser Feliz

Veja quais são os oito passos poderosos e simples para ser feliz em todos os aspectos de sua vida.  Confira e inspire-se:

1- Conheça a Si Mesmo!

A jornada da felicidade começa a partir do momento que nos conhecemos, nos entendemos e sabemos dizer, ao certo, o que nos faz verdadeiramente, pessoas mais felizes. Descubra o que faz você feliz, o que lhe deixa pleno e com a sensação de realização completa e, então, parta para esta conquista.

2- Ame-se!

Não espere conquistar a felicidade para amar-se, quando reconhecemos a nós mesmos em nossas virtudes, ações, comportamentos, pensamentos e resultados; podemos ter mais motivação e força para buscar o estado de contentamento que desejamos conquistar em nossa vida de modo geral.

3- Tenha Paciência!

Saber esperar o tempo certo e o momento certo também nos ajuda a encontrar nossa felicidade. Entender que nem sempre estamos no controle e que mesmo o que fazemos de bom pode levar um tempo para gerar o resultado que queremos; é importante e um teste à nossa fé e autoconfiança.

4- Foque no Positivo

Pensar positivo, alimentar o otimismo e boas esperanças, nos ajuda a nos mantermos firmes e fortes e seguir nosso caminho, construindo nossa história, e nossa felicidade autêntica.

5- Tenha Compaixão e Doe-se Mais!

Quanto mais compartilhamos o nosso melhor, mais crescemos como seres humanos e deixamos uma marca positiva no mundo. Olhe ao seu redor, evite julgamentos e perceba os espaços onde você pode se encaixar e contribuir de alguma forma.

6- Seja Honesto!

Com você, seus sentimentos, suas crenças e convicções e não deixe que nada nem ninguém corrompam seus valores. Leve a vida de forma consciente e sabendo que tudo que tira de alguém também lhe será tirado, assim como tudo que doa também retornará a você. Ser feliz é um caminho que se faz com bons valores e honestidade.

7- Espalhe o Bem!

Em forma de amor, compaixão, carinho, por meio do seu trabalho, ações e dos seus exemplos. Transfira o seu melhor ao mundo, compartilhe boas energias e ajude todos que puder a conquistar sua felicidade também.

8- Seja Grato!

Agradeça por todas as oportunidades de acertos, crescimento, na carreira e vida pessoal, pelos erros que lhe trouxeram aprendizados importantes, pelas pessoas que estão e passaram por sua vida e pelas conquistas que te fazem uma pessoa mais feliz. Tenha gratidão!

E você, também tem algum conselho para sermos pessoas mais felizes? Comente compartilhe sua opinião!

 

10 Conselhos Para Você “Não Fazer” Para Ser Mais Feliz 

Quando se fala no que fazer para encontrar e conquistar a felicidade, muitos são as sugestões para isso. Às vezes, parar de fazer alguma coisa é muito mais proveitoso do que adotar novas atitudes a sua vida. Prestar atenção no que você está fazendo de errado e tentar fazer diferente. Segue uma lista do escritor Jeff Haden, sugerindo 10 ações importantes para começar a riscar da sua vida e tentar dar mais alegria a ela:

1 – Reclamar

Suas palavras têm poder, especialmente sobre você. Reclamar sobre seus problemas faz com que você se sinta pior, não melhor. Se algo está errado, não gaste tempo reclamando. Use esse mesmo esforço para tentar fazer a situação melhorar. A não ser que você deseje passar o resto da vida reclamando, é isso o melhor a se fazer. Desse modo, não converse sobre o que está errado, mas sim sobre como é possível melhorar – mesmo que o assunto da conversa seja você, seus colegas ou seus amigos. Lembre-se: amigos não deixam amigos reclamar. Amigos ajudam a melhorar a vida dos demais.

 

2 – Culpar

As pessoas cometem erros. Há empregados que não atendem às suas exigências, empresas que não entregam produtos a tempo… Então é muito fácil botar a culpa dos seus problemas nos erros dos outros. No entanto, você também tem parte da culpa. Assumir a responsabilidade quando as coisas dão errado em vez de culpar os outros não é masoquista, mas recompensador. Afinal, você pode se preocupar em fazer tudo melhor da próxima vez e, assim, dar um passo à frente em direção a uma vida mais feliz.

3. Agarrar-se

Quando as pessoas sentem medo ou insegurança, é mais provável que elas se agarrem àquilo que já conhecem, mesmo sabendo que isso pode não ser particularmente o melhor. No entanto, a ausência de medo e insegurança não é felicidade, apenas a falta de medo. Por isso, é importante saber deixar de se agarrar ao que você acha que precisa e ir atrás do que você quer. Mesmo se você acabar não conquistando aquilo que desejava, o simples ato de correr atrás já é suficiente para ajudá-lo a se sentir melhor a respeito de si mesmo.

4. Impressionar

Ninguém precisa gostar das suas roupas, carro, posses. Tudo isso são coisas, e mesmo se alguém gostar delas, não significa que vão gostar de você. Claro, aparentemente pode parecer que sim, mas apenas superficialmente e não de maneira substanciosa. E sem substância é impossível ter um relacionamento real. Como relacionamentos genuínos ajudam você a ser mais feliz, tente parar de impressionar os outros e passe a ser você mesmo.

5. Interromper

Interromper os outros não é apenas rude. Quando você corta o discurso de alguém, o que você quer realmente dizer é “Não estou ouvindo para entendê-lo, estou ouvindo para poder decidir o que eu quero dizer”. Você quer que as pessoas gostem de você? Passe a ouvi-las e se concentre no que elas dizem. Elas passarão a gostar de você, e você vai gostar de como isso vai fazer você se sentir.

6. Controlar

Você pode ser o chefe, mas a única coisa que você consegue controlar é você mesmo. Se você tentou controlar a vida de alguém, você decidiu que você, seus objetivos, seus sonhos ou mesmo as suas opiniões são mais importantes que os dessa outra pessoa. Em vez disso, tente encontrar pessoas que acreditam no mesmo que você. Elas trabalharão melhor, se divertirão mais e será mais fácil criar relacionamentos de negócios ou pessoais – tudo isso sendo ainda mais feliz.

7. Criticar

Você pode ter mais educação ou mais experiência, mas isso não o torna mais inteligente ou melhor que os outros. Isso o torna único, porém, no final das contas, isso é apenas você. Da mesma forma, todas as pessoas ao seu redor também são únicas. Como todos são diferentes (não melhores ou piores), é muito mais interessante aceitar essas diferenças em vez de reparar e apontar defeitos. Assim, você verá os outros de uma maneira melhor (e poderá esperar o mesmo a seu respeito).

8. Pregar

Se criticar os outros é incômodo, o mesmo pode ser dito sobre pregar. Quanto mais você souber, mais fácil será para você imaginar que sabe de tudo e tentar dizer aos outros o que fazer baseado nesse “conhecimento”. Quando você diz algo sem propriedade, as pessoas poderão até escutá-lo, mas ninguém vai ouvir nada – e poucas coisas poderiam ser mais tristes.

9. Conservar-se

Claro que o passado é valioso e pode te ensinar muito. O mesmo pode ser dito a respeito do passado dos outros. No entanto, não se pode ficar atrelado ao passado. Tudo isso é apenas um treinamento e não define a sua pessoa. Pense no que deu errado antes, mas apenas em termos do que pode ajudá-lo nesse momento, e siga em frente.

10. Ter medo

Todo mundo tem medo de algo. Do que poderia ou não acontecer, do que não vai mudar, do que não seremos capazes de fazer ou de como seremos vistos pelos outros. Desse modo, não é difícil hesitar e esperar um pouco mais antes de arriscar.

Enquanto isso, dias, semanas e meses passam e, junto com eles, os nossos sonhos. Não deixe seu medo impedi-lo de realizar seus planos. Seja abrir um novo negócio, entrar em um novo mercado ou mudar de emprego, dê o primeiro passo hoje e não espere outro dia. Faça qualquer coisa, senão você perde o dia de hoje. Uma vez que o dia de amanhã chega, o dia de hoje está perdido e este é um bem precioso que ninguém vai querer desperdiçar.

Quem é Feliz Adoece Menos

Estudos comprovam que a felicidade traz saúde para as pessoas. E o que é preciso para ser feliz? A condição não está associada a dinheiro mas sim, a fatores como: ser altruísta, aprender a perdoar e ter religião.

A felicidade é um fator fundamental para a manutenção da saúde e prevenção de doenças, conforme pesquisas feitas. Dos 67% dos entrevistados que se dizem muito felizes afirmam ter saúde boa ou excelente, independentemente da idade.

De acordo com a pesquisa, entre os participantes que se afirmaram felizes, 40% tem Índice de Massa Corpórea (IMC) normal e 51% praticam atividade físicas pelo menos três vezes por semana. A felicidade também está associada à prevenção: 64% dessas pessoas visitam algum médico regularmente e 14,4% participam dos programas de prevenção. Mais dados importantes: 73% dos entrevistados “felizes” não têm doenças crônicas – apenas 7,8% são hipertensos -, e esperam viver até os 91 anos, bem mais do que a expectativa média de vida do brasileiro, que é de 75,8 anos.

Os resultados também apontam que os indivíduos mais felizes são do sexo masculino (31,5%), sendo também os que apresentam mais saúde e bem estar (41,7%). Entre as pessoas acima dos 56 anos, saúde e felicidade estão conectadas: 50,5% e 36,6%, respectivamente. Já entre os jovens, a saúde é mais predominante (42,1%) do que a satisfação com a vida (30,9%).

Dinheiro Traz Felicidade?

Jeanette Bicknell, uma filósofa canadense, afirma que é mais provável que a felicidade de uma pessoa melhore a partir do modo como ela investe o próprio tempo e não o quanto ela ganha por mês. “Uma vez que as pessoas tenham dinheiro suficiente para suprir suas necessidades básicas, ter mais dinheiro não está necessariamente correlacionado com uma maior felicidade”

Como Ser Uma Pessoa Feliz?

A felicidade está associada a uma série de fatores. A saúde mental é um fator importantíssimo para isso. Se sua mente está saudável poderá sim vivenciar grandes momentos de felicidade. Uma pessoa com mente saudável pratica exercícios, mantém hábitos também saudáveis. Enfrenta os desafios diários com mais facilidade. Ser feliz não é realizar todos os seus sonhos mas sim aceitar a vida como ela é e tentar vive-la da melhor forma que você conseguir. Ser feliz é encontrar forças para vencer cada batalha.

 

E você? O que está fazendo para encontrar sua felicidade? Está cuidando de sua saúde mental, de seu estresse para viver grandes momentos felizes também?! Seja você mesmo e dê o seu melhor para encontrar essa tal felicidade.

 

Se gostou de nosso artigo, compartilhe nas redes sociais.

 

Copyright: 573172159 – https://www.shutterstock.com/pt/g/agoniya

Deixe seu Comentário: