Voltar

Dicas para Dinâmicas de Apresentação

Publicado em | 0 comentários
dinâmicas de apresentação

© Depositphotos.com / jayfish Dinâmicas de Apresentação promovem interação e abrem um campo de comunicação entre colegas.

As dinâmicas de apresentação são muito utilizadas em processos seletivos, principalmente porque compõem-se de atividades dinâmicas que ajudam a quebrar o gelo inicial comum nessas situações e evidenciar melhor as características dos candidatos. As pessoas tímidas, que costumam apresentar dificuldades em se expressar publicamente, são as que mais se beneficiam dessa estratégia, já que ela ajuda a estreitar as relações interpessoais, aumentando o campo de comunicação entre os participantes e avaliador durante a realização da entrevista.

Além de integrar os indivíduos para que eles compartilhem suas experiências, as dinâmicas em grupos também são ferramentas eficazes para manter a organização e harmonia entre os participantes. Elas ajudam o avaliador a identificar em situações práticas como cada pessoa se comporta em grupo e também como ela desempenha um trabalho em equipe. Dessa forma, podem ser avaliadas as seguintes habilidades: comunicação, iniciativa, liderança e grau de frustração quando as suas ideias são desconsideradas. Ao mesmo tempo, pode ser verificado como o restante do grupo age com relação a cada um dos candidatos.

Por evidenciar características relevantes dos candidatos em relação aos outros, essas atividades tornam-se excelentes opções para escolher os profissionais que tenham o perfil mais próximo das necessidades da organização. Por outro lado, também permitem que os participantes possam conhecer melhor a empresa contratante e saber se os valores dela batem com as suas expectativas. Na medida em que identificam se há ou não sintonia entre o candidato e o cargo disputado, as dinâmicas em grupo são eficazes instrumentos de aproximação de interesses entre ambos os lados.

No entanto, as dinâmicas de apresentação não são indicadas para conhecer profundamente a personalidade de determinado candidato. Para isso, há técnicas mais adequadas, como avaliação psicológica e entrevistas pessoais.

Como escolher a dinâmica em grupo e aplicá-la corretamente

Existem diversas formas de colocar em prática as dinâmicas de apresentação e a sua escolha deve ser feita considerando o objetivo do processo seletivo. Portanto, tem uma mais indicada a contratação diversos tipos de profissionais, desde alguém para ocupar uma vaga operacional até a opção mais eficaz para escolher coordenadores ou líderes. As atividades podem, ainda, serem adaptadas às mais diversas necessidades.  

A realização atual de qualquer dinâmica de apresentação exige do avaliador um tratamento mais leve e descontraído para que o candidato realmente se sinta à vontade e haja naturalmente. Os selecionadores devem explicar os motivos de cada atividade e o candidato tem o direito de saber qual a finalidade de cada uma.

Para facilitar a sua aplicação e obter resultados mais precisos, as dinâmicas de apresentação devem seguir as etapas abaixo.

Apresentação 

A fase da apresentação é imprescindível para o bom sucesso da dinâmica. Os candidatos são convidados a falar mais sobre sua vida profissional e pessoal, o que pode ser feito com a utilização de materiais e recurso diferentes, como folhas ou cartolinas para criar uma exposição por meio de desenhos, recortes, entre outros que complementem e facilitem a definição que o entrevistado tem de si próprio.

Aquecimento

O aquecimento pode ser realizado como primeira ou segunda etapa e é composto de jogos, brincadeiras ou outros recursos que deixem os candidatos mais relaxados e, ao mesmo tempo, promovam o entrosamento entre todos os participantes.

Atividade principal 

Há diferentes formas de realizar a atividade principal e a escolha da mais adequada também depende dos objetivos do processo seletivo. Abaixo, separei as três mais comuns:

Execução

Os candidatos são convocados a elaborar algum poduto ou projeto, cujo tipo será escolhido considerando a vaga que está em jogo. No geral, os participantes devem criar algo inovador, apresentando a viabilidade de custo, estratégia de marketing, tempo de retorno e público-alvo. Dessa forma, é possível verificar  o nível de criatividade, dinamismo, conhecimento do mercado, comportamento em grupo, participação de cada um nos resultados, grau de sintonia entre o perfil do avaliado com a empresa e/ou cargo, entre outras características.

Argumentação

Realizada por meio de debates ou histórias, em que o grupo é dividido em dois e devem defender uma tese sobre algum tema da atualidade e precisam argumentar adequadamente para isso. Aqui, são avaliados conhecimento sobre o assunto, poder de negociação e convencimento, habilidade de se comunicar adequadamente, relacionamento interpessoal, maturidade e grau de facilidade de expor ideias.

Situacional 

Cada pessoa deve dar sua opinião sobre determinado problema cotidiano da empresa e apontar possíveis soluções para eles. Para isso, o grupo é dividido em duas equipes e os integrantes precisam chegar a um acordo sobre aquilo que vão expor. Com isso, o avaliado pode identificar a capacidade de compreensão, síntese, liderança, habilidade de análise, maturidade, respeito à opinião, entre outros fatores relevantes.

Exemplos de dinâmicas de apresentação 

TROCA DE PAPÉIS

Neste modelo, os participantes são convidados a formarem duplas e, em um minuto para cada um, se apresentarem, falando nome, experiências profissionais e alguma particularidade (como cor preferida, time, frase que gosta ou tipo de música favorito). Passados os dois minutos, cada membro da dupla apresenta seu parceiro ao grupo.

LIGAÇÃO DIRETA 

Para essa dinâmica, é necessário um rolo de barbante. Todos os participantes devem formar um círculo e, em seguida, eleger uma pessoa para começar a dinâmica segurando o rolo. Essa pessoa deve segurar a ponta do barbante e se apresentar aos demais participantes. Em seguida, ele deve passar o rolo para outro participante, sem soltar a ponta da linha. O mesmo será feito por todas as pessoas, que devem ficar com o ponto da linha e passar o novelo adiante.

Ao final, será formada uma enorme teia, com vários elos entre os participantes. O condutor da dinâmica deve, então, explicar a intenção da dinâmica, ilustrando a ligação entre o grupo e mostrando como a união fortalece o espírito coletivo.

AUTORRETRATO

Se a dificuldade está em fazer uma autodescrição verbal, que tal fazer um desenho que melhor represente você? Independentemente das habilidades artísticas, a intenção é promover a criatividade e estimular novas formas de apresentação de si mesmo. O objetivo do desenho é responder a seguinte pergunta – Quem sou eu?

Para isso, o treinador deve distribuir uma folha branca e um lápis colorido para cada um dos participantes, e dar de 10 a 15 minutos para que façam seu autorretrato.

Em seguida, todos os participantes apresentam seu desenho ao grupo, que deve descrever a personalidade da pessoa conforme o que está presente na imagem. Com isso, cada um consegue demonstrar sua visão que tem de si mesmo, além de ouvir e perceber as diferentes interpretações de sua imagem.

E você, o que acha sobre as dinâmicas de apresentação? Exponha suas ideias nos comentários!

 

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!