Business,Team,Office,Worker,Entrepreneur,Concept

Respeitar as Diferenças: atitude que faz bem a toda empresa

Por: José Roberto Marques | Blog
Equipe sorrindo feliz, com profissionais dando as mãos mostrando como respeitar às diferenças é importante

Mangostar/Shutterstock Respeitar as diferenças é muito importante para uma convivência harmoniosa dentro da empresa

Eu, você, todos nós temos nossa forma de ser, pensar e agir. É por isso mesmo que respeitar as diferenças é fundamental para uma boa convivência tanto dentro como fora do ambiente de trabalho. No dia a dia de uma empresa, essa ideia deve ser ainda mais aprimorada, afinal, trata-se de um local em que pessoas com as mais diferentes origens, formações e orientações convivem.

Quando um líder ou colaborador tem atitudes preconceituosas e discrimina seu liderado ou seu colega, por exemplo, isso é um claro sinal de que não consegue conviver com as diferenças. Quando isso não é combatido e a falta de respeito predomina no ambiente de trabalho, essas atitudes negativas acabam por prejudicar o profissional atingido pelas discriminações e podem até mesmo comprometer sua produtividade e carreira.

Continue lendo para saber mais a respeito da importância que o respeito às diferenças tem para uma empresa e a sociedade de maneira geral.

Respeito é bom e todo mundo gosta!

Seja pelo modo de se vestir, falar, de praticar sua espiritualidade, pela cor de sua pele, origem social ou forma de se relacionar afetivamente com seu parceiro ou parceira, todos devem ser respeitados e tratados de forma igual. Portanto, o espaço de trabalho deve ser um ambiente onde todos os colaboradores tenham as mesmas chances e de forma alguma sejam expostos, constrangidos ou humilhados por ninguém.

Pode parecer que o que estou falando não seja lá uma novidade. Mas, acredite, ainda existem muitas empresas que simplesmente ignoram a importância de respeitar a diversidade e que tratam de maneira preconceituosa os profissionais que consideram diferentes de seus padrões. Não por acaso, todos os anos a Justiça do Trabalho recebe inúmeras queixas de funcionários que se sentiram discriminados por seus empregadores.

Pense bem, profissionais que foram contratados para realizar seu trabalho precisam lidar com comentários e atitudes discriminatórias. Qual o sentido disso? Por que julgar uma pessoa por suas características? Essas atitudes magoam e comprometem o desempenho daquele que é visto como diferente, ou seja, toda a empresa sai perdendo.

Quando todos os colaboradores se sentem respeitados, o trabalho flui. As pessoas se sentem motivadas, trabalham de forma colaborativa e a organização obtém os melhores resultados possíveis. Então, além de ser a coisa certa a se fazer, as companhias que têm como valor o respeito às diferenças acabam saindo na frente em relação às demais.

Respeitar as diferenças: faça valer essa ideia!

Em minha empresa, por exemplo, tratamos com humanidade e imparcialidade nossos funcionários desde o momento da contratação. Não discriminamos sua origem, sua cor, religião ou orientação sexual. O que importa para nós são os conhecimentos, competências técnicas e comportamentais, suas experiências, motivação e sua vontade de fazer a diferença e contribuir com o que sabe.

Uma organização que tem esta mesma cultura, que respeita as diferenças e defende essa mentalidade junto aos seus profissionais, também é aquela que tem um ambiente de trabalho muito mais harmônico, respeitoso e com mais qualidade.

Em decorrência dessa atitude, suas equipes conseguem se integrar de maneira muito mais positiva, sem rixas, perseguições e discriminações entre colegas e agir de forma sinérgica para unir seus conhecimentos e forças e fomentar grandes resultados. Lembre-se disso e promova sempre o respeito às diferenças, seja na empresa, em casa ou em sociedade. O mundo todo só tem a ganhar com isso!

10 Atitudes para respeitar as diferenças no trabalho e na vida

Depois de entender o quanto respeitar as diferenças faz bem no trabalho e na vida, confira algumas atitudes para colocar em prática. Através dessas ações, além de demonstrar respeito ao diferente, estará ensinando as pessoas através do seu exemplo. Vamos lá?

Você é feliz?

1. Jamais faça comentários sobre seus colegas de trabalho

Seja pela frente ou pelas costas, jamais faça comentários sobre os colegas de trabalho que possam magoá-los. Comentar a aparência, a religião, a orientação sexual ou qualquer outra coisa de uma pessoa não é bacana. Se pensa algo sobre esse tipo de característica dos outros, guarde para si e siga para a próxima dica.

2. Identifique os preconceitos que carrega

Agora é hora de encarar os seus preconceitos e entender o que está por trás deles. Se questione sobre o que pensa a respeito das pessoas que são diferentes de você. Assim, irá tirando a força de cada um desses pensamentos e compreendendo que cada um tem o direito de ser e viver da forma que achar melhor.

3. Procure conhecer as pessoas e suas diferenças

Outra atitude extremamente positiva para enfraquecer os próprios preconceitos é conhecer as pessoas. Se tem um colega de trabalho com uma religião, posicionamento político, orientação sexual ou qualquer outra característica diferente da sua, escute-o. Uma conversa respeitosa pode te ensinar muito e ajudar a expandir a sua mente.

4. Entenda que não precisa concordar para respeitar

Ao longo da conversa com os colegas de trabalho ou qualquer outra pessoa, lembre-se sempre que não precisa concordar para respeitar. Você não precisa agir igual ao outro, siga sua vida da forma que achar melhor e deixe que ele faça o mesmo. Nós podemos conviver muito bem com nossas diferenças, mas, para isso, precisamos respeitar.

5. Pratique a empatia

A empatia é uma habilidade indispensável para conviver com a diversidade. Através dela nos colocamos no lugar das outras pessoas e evitamos agir de formas que não gostaríamos que agissem conosco. Sempre que pensar algo negativo relacionado a alguém, se imagine naquela mesma situação e veja como seu pensamento irá se transformar.

6. Evite impor os seus padrões aos demais

Entenda, você é livre para escolher como irá viver, a crença que irá cultivar, com quem irá se relacionar, em quem irá votar, entre outras opções. Entretanto, não pode impor os padrões que escolheu para si aos outros. Você pode conversar, compartilhar suas experiências, mas sem exigir que os outros façam igual.

7. Aprenda através das diferenças

Conviver com pessoas diferentes pode ser extremamente enriquecedor. Mas, para que possamos desfrutar dos benefícios é preciso se abrir para conhecer o outro e aprender com ele. Acredite, seus colegas de trabalho têm muito a te ensinar, seja relacionado à carreira ou à vida de forma geral. Esteja aberto a aprender e veja o quanto pode crescer através da diversidade.

8. Atente-se à sua forma de se comunicar

Como é a sua forma de se comunicar? Acha que consegue passar um ar acolhedor ou que afasta as pessoas? Pensar sobre isso é importante porque, às vezes, pode parecer rude mesmo que não tenha essa intenção. Observe as palavras que usa e a entonação, pois tudo isso influencia na hora de passar uma mensagem.

9. Elogie os colegas

Se um colega fizer algo que considere positivo, elogie, não guarde para si. Quando você elogia uma pessoa está estimulando-a a continuar se dedicando, especialmente em um ambiente com indivíduos diversos. Isso mostra que trata a todos com igualdade e que torce pelo sucesso de todos, sem competição.

10. Jamais seja conivente com situações de discriminação

Por fim, é muito importante que saiba que, além de não discriminar ninguém, jamais deve ser conivente com uma situação desse tipo. Se um colega discrimina o outro na sua presença e você se cala, torna-se cúmplice do agressor. Portanto, a qualquer sinal de algo do tipo, fale, defenda aquele que foi vítima de preconceito e informe o supervisor. É assim que se combate as coisas erradas e não se calando.

O pensador Confúcio tem uma citação bastante significativa que fala sobre o respeito às diferenças: “Sem sentimentos de respeito, o que distingue os homens dos animais?”. Tenha o respeito como um valor forte em sua vida e contribua para mantê-lo sempre presente no seu ambiente de trabalho.

Este conteúdo te ajudou de alguma maneira? Deixe sua opinião no espaço para comentários abaixo e aproveite para compartilhá-lo em suas redes sociais para passar a informação adiante!

Imagem: Por Rawpixel

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: