Dynamic,Team

Entenda a Importância da Dinâmica em Grupo em Processos Seletivos

Por: José Roberto Marques | Blog

Na maioria dos processos de recrutamento e seleção, a dinâmica em grupo está presente, se apresentando como mais uma ferramenta para avaliação dos candidatos. Muitos profissionais não entendem ao certo qual é a sua finalidade e até acham que seja perda de tempo, porém, esse tipo de análise revela muito sobre os comportamentos e a personalidade de cada um.

Continue lendo para saber mais a respeito da importância da dinâmica de grupo em processos seletivos, além de dicas para ter um bom desempenho.

Objetivos da dinâmica em grupo em processos seletivos

Os principais objetivos das dinâmicas em grupo são: conhecer melhor o perfil comportamental dos candidatos, identificar habilidades e verificar se possuem competências específicas, que são aquelas que a empresa está buscando.  Entre esses componentes avaliados, alguns são recorrentes: liderança, relacionamento e comunicação interpessoal, criatividade, atitude e trabalho em equipe.

Vale ressaltar, ainda, que esses testes seguem bases psicológicas, ou seja, foram feitos por especialistas em comportamento humano. Por mais lúdicos que alguns possam parecer, são verdadeiramente capazes de revelar traços importantes da personalidade do indivíduo quando exposto às mais diversas situações.

Por isso, se o candidato a uma recolocação não estiver devidamente preparado, por melhor que seja o seu currículo e suas qualificações técnicas, ele pode esbarrar em dificuldades e acabar perdendo uma excelente oportunidade de emprego. Mas, como um profissional pode se preparar para se sair bem em uma dinâmica? É exatamente sobre isso que falaremos em seguida.

Dicas para ter um bom desempenho em uma dinâmica em grupo

Por mais que a dinâmica em grupo sirva para que uma pessoa mostre como realmente é, existem certas atitudes que podem ser mais bem recebidas pelos avaliadores. Veja, a seguir, algumas dicas que podem te ajudar a ter um bom desempenho e aumentar as chances de conquistar a vaga que deseja.

1. Prepare-se

Nunca sabemos ao certo quais dinâmicas em grupo os selecionadores irão aplicar, entretanto, é importante estar sempre preparado para tudo que surgir. Dessa maneira, a dica é, de forma contínua, buscar melhorar aspectos muito avaliados como: oratória, liderança, apresentação, paciência e trabalho em grupo. Esteja atento, seja proativo nos processos e mostre sempre abertura para participar e mostrar o seu melhor.

2. Evite excessos

Ouça sempre o organizador da atividade com muita atenção e, quando seus colegas estiveram se apresentando, respeite e não os interrompa. Jamais seja agressivo, invasivo, ou fale demais. Evite também fazer piadinhas fora de hora, por mais bem humorado que você seja, nem sempre isso é bem recebido. O melhor caminho é sempre o do equilíbrio, lembre-se sempre disso.

3. Aprenda a se vender

Se você é um bom comunicador e sabe falar bem, busque usar essa capacidade para destacar suas experiências, conhecimentos e habilidades e mostrar um pouco a sua identidade. Se tiver mais perfil de liderança, assuma a condução dos processos que exigirem um líder.

Nas dinâmicas em grupo, esteja sempre pronto a colaborar e não tenha medo de se mostrar. Lembre-se que tudo está sendo avaliado e que a proatividade é fundamental. O segredo está em se conhecer, saber quais são os seus pontos mais fortes e usá-los a seu favor.

4. Seja ético

Se perguntarem por que você saiu de seu antigo trabalho, por exemplo, jamais fale mal da empresa anterior, muito menos dos seus colegas e chefes. Mesmo que a experiência tenha sido ruim, mantenha a discrição e deixe para fazer comentários sobre isso com pessoas íntimas. Foque apenas nos conhecimentos e experiências que adquiriu em seu último emprego, ressaltando suas vivências positivas e sem entrar em maiores detalhes.

Outro aspecto relevante sobre a ética diz respeito aos outros participantes. Embora sejam seus concorrentes, mantenha o respeito e jamais cometa qualquer ato, por menor que seja, com o objetivo de prejudicar alguém. A empresa fará a escolha com base nas características de cada participantes, então, o fracasso do outro não determina o seu sucesso.

Você é feliz?

5. Concentre-se no momento presente

Um processo seletivo para uma vaga de trabalho costuma gerar ansiedade em algumas pessoas, isso é natural. Entretanto, enquanto estiver participando da dinâmica em grupo, procure focar no momento presente. Se você ficar pensando o tempo todo que precisa ter um bom desempenho porque quer muito a vaga poderá se desconcentrar e ter seu desempenho prejudicado.

Por mais desafiador que seja em alguns momentos controlar a ansiedade, saiba que você pode, sim, gerenciá-la e evitar que te domine. Mantenha o foco no ambiente em que está e na atividade que está realizando, essa atenção aos detalhes te ajudará a se concentrar e dar o melhor de si na atividade.

6. Explore todas as possibilidades

Como a intenção das dinâmicas em grupo é conhecer melhor os candidatos, muitas dessas atividades dão liberdade para cada um executá-las da maneira que preferir. Então, procure explorar todas as possibilidades em vez de fazer o mesmo que todos.

Claro que a ideia não é agir diferente apenas para não ser igual e sim quando realmente fizer sentido e for trazer um bom resultado. As empresas desejam colaboradores que pensem fora da caixa e sejam inovadores, portanto, mantenha sua mente aberta para criar.

7. Demonstre seu interesse em aprender

A grande maioria das empresas sabe que nem sempre um bom colaborador chega pronto, até porque é no dia a dia de trabalho que irá aprender o modus operandi da organização. Contudo, o interesse em aprender é uma característica extremamente apreciada e que pode ser demonstrada ao longo da dinâmica em grupo. Mostre que se interessa, que tem curiosidade e que tem disposição para aprender.

5 Dinâmica em Grupo mais utilizadas em processos seletivos

Embora exista um grande número de dinâmicas em grupo, algumas são mais conhecidas e utilizadas em processos seletivos. Conheça o funcionamento de cinco delas e vá mais confiante para a próxima atividade desse tipo que for participar. Mesmo que seja diferente, o fato de conhecer como funciona te dará mais segurança.

1. Dinâmica da apresentação

Essa é uma dinâmica bastante simples, mas que permite aos recrutadores conhecerem melhor os candidatos. Por isso, é ótima para iniciar uma sequência de atividades. Consiste em permitir que cada participantes fale um pouco de si e se apresente, contando sobre sua vida e carreira. É importante colocar um tempo limite para ninguém se exceder e deixar os demais sem tempo para falar.

2. Dinâmica da empatia

Na dinâmica da empatia cada participante deve escrever em um pedaço de papel uma situação profissional delicada que já viveu, sem assinar. Em seguida, os papéis são dobrados e redistribuídos. Cada um deverá ler em voz alta o problema que pegou, se imaginar naquela mesma situação e oferecer uma solução prática ao colega.

3. Dinâmica da ilha

Todos os participantes devem permanecer sobre um tapete, que representa uma ilha deserta. Eles deverão conversar e chegar a um consenso sobre como irão sair desse lugar sãos e salvos. O organizador da atividade pode incluir mais detalhes, como os itens disponíveis que podem ser utilizados para desenvolver as soluções.

4. Dinâmica da venda

Se o cargo em questão for na área de vendas, é interessante pedir que cada participante “venda” determinado item para os demais. Para dar um toque leve e divertido para a dinâmica, podem ser objetos inusitados, para que os candidatos realmente soltem sua imaginação e apliquem seus conhecimentos como vendedores.

5. Dinâmica do crachá

Nesta atividade deve ser disponibilizado uma caneta e um crachá em branco para cada candidato. Eles deverão personalizar seu crachá usando sua criatividade e, em seguida, usá-lo para se apresentar aos demais. Ao longo da atividade será possível verificar a autoconfiança de cada um e a forma como enxergam a si mesmos.

Como podemos perceber, as dinâmicas em grupo são muito importantes para que os selecionadores possam conhecer, de outras formas, os modelos mentais e comportamentais dos candidatos a futuros colaboradores. Também é um modo de identificar as competências e habilidades que a empresa busca e um poderoso auxílio no processo de seleção. Esteja preparado e boa sorte!

Imagem: Por Werner Heiber

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: