meditar-sozinho

Como Aprender a Meditar Sozinho?

Por: José Roberto Marques | Blog | 13 de setembro de 2020

A meditação é uma prática, ou seja, é uma ação que precisa de treino para ser aprendida. Por isso, se deseja começar, é fundamental que tenha em mente que é com o tempo que irá aperfeiçoar a habilidade de manter a mente focada. No artigo de hoje, irei compartilhar dicas para quem deseja aprender a meditar sozinho e desfrutar de todos os benefícios que esse hábito poderoso pode oferecer. Continue acompanhando e confira!

O Que é Preciso Para Aprender a Meditar?

Se você deseja começar, mas está se perguntando do que precisa, saiba que a resposta é bem mais simples que possa imaginar. Afinal, trata-se de uma prática que contempla a mente e o espírito, então, tudo o que irá precisar é de si mesmo, de alguns minutos do seu dia, de um ambiente tranquilo e da vontade de dar esse passo. Lembrando que existem locais em que você pode contar com o suporte de instrutores já experientes, porém, nada impede que faça isso sozinho.

Um ponto que precisa ser esclarecido diz respeito ao tempo, principalmente porque atualmente a vida de grande parte das pessoas é corrida e imagino que a sua também seja. Contudo, saiba que cerca de cinco ou dez minutos diários são o suficiente para começar. Assim, conforme for se adaptando a esse hábito, poderá estender esse tempo e encaixar a prática em um momento livre que tiver, pela manhã ao acordar, antes de dormir ou quando achar conveniente.

Ah, e é preciso dizer que algo que não pode faltar para que inicie a sua prática meditativa é se permitir, porque, como disse anteriormente, é através do tempo que irá aperfeiçoar sua habilidade. No início, é natural que a sua mente vagueie por outros lugares, então, tudo o que terá que fazer é se permitir trazê-la de volta quantas vezes forem necessárias, sem se julgar incapaz ou querer desistir. É através da perseverança que o seu objetivo será alcançado.

Clareie seus pensamentos com ajuda do “Detox da Mente”!
Um desafio que irá te ajudar a ter uma vida mais leve e feliz!

Como Aprender a Meditar Sozinho em 7 Passos Simples

Se está em dúvida sobre como começar na prática da meditação, comece pelos passos a seguir. São ações extremamente simples que irão te ajudar a se familiarizar com a técnica e torná-la parte dos seus hábitos diários.

1 – Encontre um Local Tranquilo

O primeiro passo para começar a meditar é escolher um local tranquilo. Vale dizer que o importante é apenas que seja um ambiente que não tenha barulhos que possam tirar a sua atenção e que ninguém irá te interromper. Não precisa ser um templo ou nada parecido, pode ser o seu quarto, outro cômodo da sua casa ou qualquer outro lugar em que possa relaxar e se concentrar na prática.

2 – Escolha um Mantra

Como está começando, fazer uso de mantras certamente irá te ajudar a manter a mente focada. Caso não saiba do que se trata, mantras são palavras ou frases a serem repetidas no pensamento durante a meditação. A palavra vem do sânscrito “man”, que se refere à mente, e “tra”, que significa proteção, por isso é usada como uma forma de proteger a mente de pensamentos intrusivos. Você pode tanto usar palavras em português quanto em sânscrito, o importante é que faça sentido para você.

Você é feliz?

Alguns exemplos de mantras incluem: OM (considerado o som do universo); paz; amor; não tenho medo; sinto muito, me perdoe, eu te amo, sou grato.

3 – Fique em uma Posição Confortável

Na prática tradicional da meditação, as pessoas costumam ficar numa posição chamada lótus, em que se senta no chão, com as pernas cruzadas e as mãos abertas viradas para cima sobre as coxas. Porém, você não precisa se posicionar assim caso não deseje, pois o importante é que esteja confortável. Nesse sentido, se preferir sentar-se em uma cadeira ou mesmo se deitar, tudo bem, apenas tome cuidado para não adormecer durante a prática.

4 – Feche os Olhos e Respire Profundamente

A respiração tem o poder de conectar o corpo e a mente, por isso ela é tão importante durante a prática da meditação. Então, feche os olhos e comece a respirar profundamente, inalando o ar pelo nariz e exalando-o pela boca. Após algumas respirações profundas, volte ao ritmo normal e comece a mentalizar o mantra que escolheu no segundo passo.

5 – Evite Querer Esvaziar a Mente

Muitas pessoas se confundem e acham que meditar é esvaziar totalmente a mente e a verdade é que ficar sem pensar em nada é impossível. O que se faz na prática meditativa é focar esse pensamento em algo positivo, como um mantra, por exemplo. Portanto, evite “brigar” com ideias que surgirem, acolha-as, deixe-as ir e retorne ao seu foco. Faça isso quantas vezes forem necessárias, sem julgamentos.

6 – Sinta Cada Parte do Seu Corpo

Um exercício bastante interessante a se realizar durante a meditação envolve sentir cada parte do seu corpo, como se estivesse passando por um scanner. Comece pelos dedos dos pés e vá subindo gradativamente. Sinta os seus músculos, identifique dores ou outros tipos de desconforto e continue até chegar na cabeça. Fazer isso é maravilhoso, porque te ajudará a se conectar com o momento presente e desfrutar desse instante de relaxamento em plenitude.

Clareie seus pensamentos com ajuda do “Detox da Mente”!
Um desafio que irá te ajudar a ter uma vida mais leve e feliz!

7 – Defina uma Rotina

Por último, lembre-se de estabelecer uma rotina, para que a meditação torne-se parte da sua vida e possa ter acesso a todos os benefícios que a técnica é capaz de oferecer. Para encontrar o melhor período do dia, experimente horários diferentes, assim, conseguirá identificar em qual deles se sentiu mais relaxado e pode se entregar ao processo.

Os benefícios da prática da meditação são muitos e incluem: redução em dores pelo corpo; melhora do sistema imunológico; aumento do fluxo sanguíneo; prevenção e alívio de sintomas da ansiedade e da depressão; sensação de calma, paz e equilíbrio; mais energia e qualidade de vida.

Como se pode ver, são muitos os benefícios que a técnica oferece e você pode ter acesso a todos eles gratuitamente, praticando em casa, durante alguns minutos por dia. Se preferir, poderá utilizar músicas suaves que ajudem a contar o tempo. Inclusive, existem aplicativos específicos que podem ser bastante úteis nesse primeiro momento, em que irá se familiarizar com a prática.

Aproveite para compartilhar o artigo com os seus amigos e familiares que estejam em busca de uma vida mais leve e equilibrada!

Copyright: 605622212 – https://www.shutterstock.com/pt/g/evgenyataman

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: