amadurecer

Amadurecer é Necessário! Como o Amadurecimento Ajuda em Todos os Momentos da Nossa Vida!

Por: José Roberto Marques | Blog | 13 de agosto de 2020

Amadurecimento é o processo biológico por meio do qual as espécies atingem o grau máximo do seu desenvolvimento. Uma fruta amadurece, um legume amadurece e uma pessoa amadurece. No entanto, quando o assunto é o comportamento humano, a coisa é bem mais complexa, pois, nesse caso, o amadurecimento nada tem a ver com a idade.

Pois é, amadurecer está muito mais ligado com as experiências vividas do que com o tempo de vida propriamente dito. Pode acontecer de um jovem de vinte e poucos anos, por exemplo, ser mais maduro do que alguém que passou dos cinquenta. Uma pessoa madura é aquela que consegue lidar de forma mais serena com os problemas e sabe aproveitar as mudanças da vida para evoluir.

Quer descobrir como você pode desenvolver suas habilidades?
Clique aqui e Mergulhe no maravilhoso “Mundo do Coaching”!

Amadurecer é preciso – Conheça os 7 passos essenciais

amadurecimento de um indivíduo é algo que deve ser conquistado dia após dia, com base em todas as experiências vividas. Ninguém se torna maduro do dia para a noite, já que não podemos queimar etapas. Assim como os frutos da terra, nós nascemos “verdes”, e é com o passar do tempo que nos transformamos e amadurecemos.

Contudo, aqueles que buscam esse crescimento e o autoconhecimento conseguem atingir a evolução mais rapidamente, pois sabem aproveitar cada oportunidade ou mesmo dificuldade para se manter em constante evolução.

Veja, a seguir, quais são os sete passos essenciais para conquistar a maturidade em todos os campos da vida:

  1. Agir com cautela

O primeiro passo para se tornar uma pessoa madura é começar a pensar mais antes de agir e considerar as consequências para tomar decisões mais sábias. Já dizia o ditado: “a pressa é inimiga da perfeição”, então, quanto menos refletir, maiores são as chances de ter resultados desastrosos e diferentes do que você esperava. Entretanto, é importante encontrar o equilíbrio entre agir sem pensar e pensar demais, para não perder boas oportunidades.

Os indivíduos maduros conseguem controlar os impulsos causados pela ansiedade e descontrole emocional e, assim, guiam os seus atos com mais sabedoria. Esse controle, por exemplo, evita que o indivíduo se deixe levar por provocações dos mais diferentes tipos e que reaja, provocando consequências negativas.

  1. Ter autoconfiança

A maturidade traz consigo a autoconfiança, que é um sentimento poderoso e transformador. Para isso, é muito importante que a pessoa busque se conhecer verdadeiramente, entender os seus medos e, principalmente, as suas qualidades e aqueles pontos que precisa desenvolver. O autoconhecimento irá fazer com que ela tome consciência sobre quem, é e isso proporcionará empoderamento e segurança.

Quanto mais experiências uma pessoa acumula, menos insegura ela se sentirá. Ao amadurecer e tornar-se confiante em relação a si, dificilmente a pessoa se magoará quando alguém a tentar desestabilizar, fazendo algum tipo de crítica negativa e sem propósito, seja a respeito de características físicas ou qualquer outro tipo.

Algo que só a maturidade traz é a capacidade de diferenciar os feedbacks construtivos – a serem considerados como instrumento de desenvolvimento pessoal – e os destrutivos – a serem completamente ignorados.

Você é feliz?

  1. Não levar as críticas sempre para o âmbito pessoal

Algumas pessoas têm o hábito de achar que todas as ações que alguém dirige a elas são pessoais. Por exemplo, quando o chefe pede alguma correção em um trabalho que tenha realizado, ele não está criticando a sua pessoa, mas sim algo que tenha feito e que possa melhorar. Da mesma forma, um atendente que te trata de forma ríspida não está se dirigindo especificamente a você, mas sim a qualquer indivíduo que fosse atender. Aliás, talvez esse atendente esteja num dia ruim, não é mesmo?

amadurecimento permite que se enxerguem as situações através de uma nova visão, sabendo diferenciar o que é pessoal daquilo que não é. Esse discernimento te ajudará a lidar com muito mais naturalidade com as mais diferentes situações e evitará muitas chateações desnecessárias.

  1. Ter empatia com desligamento emocional

empatia é o ato de colocar-se no lugar de outra pessoa para tentar imaginar como ela se sente e porque age de tal maneira. Por mais simples que pareça, essa atitude é capaz de tornar os relacionamentos muito mais positivos e evitar uma série de desentendimentos e posturas egoístas. Contudo, é necessário ter cautela para não se envolver mais do que o necessário com problemas alheios.

A maturidade permitirá que você sinta empatia pelas pessoas com as quais convive, ou mesmo por estranhos, porém, sem se envolver emocionalmente com as situações e se desestabilizar. Ao manter o chamado desligamento emocional, você conseguirá oferecer apoio as essas pessoas sem se desgastar ou perder suas energias.

  1. Não ter necessidade de agradar a todos

Indivíduos imaturos costumam ser inseguros e baseiam suas atitudes e decisões em agradar terceiros, com o objetivo de serem aceitos. Com o amadurecimento, é possível entender que agir assim é desnecessário e bastante frustrante. As pessoas irão te aceitar por quem você é verdadeiramente, e não há necessidade de passar por cima dos seus objetivos e desejos para convencê-las de qualquer coisa. Há indivíduos que anulam tanto a si mesmos para agradar aos outros que, ao fim do dia, não sabem mais quem são.

Ter segurança ao dizer “sim” e “não”, seja no trabalho, no relacionamento, em família ou entre amigos é parte essencial do amadurecimento. Antes de agradar a alguém, o indivíduo deve agradar a si mesmo, pois somente ele sofrerá as consequências de suas escolhas, e mais ninguém. A felicidade de cada um depende disso e, como ninguém é unanimidade, colocar-se em primeiro lugar não é um gesto de egoísmo, mas de uma procura verdadeira pela felicidade. É impossível agradar a todos.

  1. Aprender com os erros

Mesmo com todas as experiências vividas, as pessoas maduras também cometem erros, pois continuam sendo humanas. A diferença está na forma como reagem ao falhar. Em vez de ficarem se lamentando e se culpando pelo que aconteceu, procuram tirar lições desse erro para fazer diferente da próxima vez. Aliás, as pessoas geralmente aprendem e desenvolvem muito mais habilidades nos erros e adversidades do que quando tudo dá certo.

Sempre que algo tiver um resultado diferente do que era esperado, evite desperdiçar o seu tempo com lamentações e sentimentos de culpa que só desequilibram seu estado emocional e desperdiçam o seu tempo. Adote uma postura positiva e analise a situação, a fim de entender o que poderia ter sido feito de forma diferente. Faça das suas falhas algo que amplie a sua visão, que te ensine novos caminhos, e não algo que te bloqueie e te impeça de enxergar adiante.

  1. Substituir reclamações por ações

Muitas pessoas passam e vida reclamando e, por isso, elas não percebem o quanto essa atitude pode ser nociva. Ver sempre apenas o lado ruim das situações é altamente prejudicial porque impede que as oportunidades de se desenvolver, aprender e evoluir sejam percebidas e aproveitadas. A maturidade proporciona uma nova visão sobre tudo e mostra que, mais do que apenas falar, é necessário agir.

Reclamar para os amigos que o relacionamento amoroso está ruim, por exemplo, não vai melhorá-lo, pelo contrário. Desabafar com pessoas de confiança é realmente muito bom, mas também é preciso agir para resolver o problema. Então, nesse caso, o ideal é chamar o seu par para conversar e, juntos, chegarem às soluções necessárias, isso é sinal de maturidade.

Toda pessoa é resultado das viagens que fez, das pessoas que conheceu, dos livros que leu, dos trabalhos que executou, das conversas que teve, das barreiras que superou, enfim, dos momentos que viveu. A maturidade surge quando não só acumulamos essa bagagem de experiências, como também extraímos lições de cada uma delas.

 

Copyright: 593472626 – https://www.shutterstock.com/pt/g/lado

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: