pessoas-assertivas

O que é Uma Pessoa Assertiva e O Que Podemos Aprender com Ela?

Por: José Roberto Marques | Blog | 23 de março de 2020

De 0 a 10, o quanto você se considera uma pessoa assertiva? Como esse é o tema do nosso artigo, já começo fazendo essa reflexão para que pense a respeito. Bem, podemos dizer que alguém tem assertividade quando declara algo, seja positivo ou negativo, de forma totalmente honesta, sem medo de julgamentos. Nos momentos de crise, as pessoas assertivas também são aquelas que lidam melhor com a pressão e que conseguem ter um desempenho superior ao esperado.

Preparei para você um material incrível que vai te ajudar a desenvolver-se!
Clique aqui e acesse gratuitamente o ebook “O Poder do Autoconhecimento”!

Não por acaso, um dos principais atributos da pessoa assertiva é justamente a inteligência emocional. Na prática, isso evidencia sua capacidade de gerenciar suas emoções e de não deixar que sentimentos sabotadores e negativos controlem suas ações.  Um indivíduo que ainda não desenvolveu essa habilidade, nos momentos de pressão, pode agir por impulso, tomar uma decisão errada e prejudicar muito os seus resultados. Uma pessoa assertiva, por sua vez, vai se valer de suas experiências anteriores e do seu autocontrole emocional para pensar antes de agir e tomar o rumo certo.

O que é assertividade?

O comportamento humano pode ser classificado de três maneiras diferentes: passivo, agressivo e assertivo. Quando um amigo lhe pede um favor e você diz que vai fazer, mesmo que para isso tenha que sacrificar tarefas que julga importantes, está agindo de forma passiva. Se você se descontrola e o acusa de lhe procurar apenas quando precisa, está sendo agressivo. Por fim, se prefere ser honesto, dizer que não poderá fazer o que ele está pedindo, mas sugerir outras soluções, está sendo assertivo.

Perceba que a pessoa assertiva reúne características como autoconhecimento, autoconfiança e autocontrole. Ela sabe exatamente quais são as suas prioridades e tira do seu caminho tudo aquilo que for lhe afastar delas, mas, claro, sempre com educação e respeito, já que é totalmente possível impor suas vontades sem agir com agressividade. Ainda sobre o exemplo, veja que na postura assertiva existe a vontade de ajudar, mas sem deixar as próprias prioridades de lado.

As pessoas assertivas são as mais equilibradas emocionalmente porque não têm medo de se expressar. Isso é ótimo para os relacionamentos pessoais e profissionais, pois, além de passar mais firmeza aos demais, evita uma série de frustrações, já que o indivíduo não deixa de fazer o que acredita ser o certo por medo. Dessa maneira, podemos concluir que ser assertivo é acreditar na própria verdade e mostrar isso através de atitudes.

O que podemos aprender com a pessoa assertiva?

Acredito que o maior aprendizado que a pessoa assertiva nos transmite é a coragem de ser quem é, de dizer “sim” e “não” com confiança, apontar o que acha certo ou errado sem medo de ser julgada ou rejeitada. E o mais importante, fazer tudo isso com serenidade e respeito, sem levantar a voz para se impor ou acreditar que é melhor do que os outros.

Ter a assertividade como um valor pessoal é libertador, porque essa postura impede que alguém se sinta inseguro ao declinar um convite que não deseja aceitar por diversos motivos diferentes. Há uma consciência de que declinar o convite não significa declinar a presença da pessoa que o fez em sua vida, afinal, são coisas totalmente distintas. Você não rejeita um amigo e sim afirma que não poderá fazer o que ele está pedindo.

Você é feliz?

Ser assertivo é ser maduro e aceitar, também, quando as pessoas ao redor forem assertivas contigo. É entender que se um familiar diz “não” a um pedido seu, não significa que ele esteja dizendo “não” a você. A assertividade nos permite manter relações muito mais saudáveis e equilibradas com os demais e conosco mesmos, sem cobranças desnecessárias, apenas sinceridade e afeto.

Dicas para ser uma pessoa mais assertiva

Depois de entender melhor o que é assertividade e o quanto ela é benéfica, confira dicas que te ajudarão a construir esse valor internamente e demonstrá-lo através de suas atitudes no dia a dia. Buscar essa transformação é um ato de amor próprio e, também, de amor aos que lhe cercam.

1 – Tome a decisão de ser assertivo

A melhor forma de iniciar um processo de transformação que envolve assertividade é tendo uma atitude assertiva, ou seja, tomando claramente a decisão de fazer isso. Saiba exatamente quais são os motivos pelos quais deseja adquirir essa postura, como isso pode te beneficiar, enfim, todos os pormenores envolvidos. Ter essa clareza manterá a sua motivação ao longo de toda a jornada e te proporcionará mais confiança.

2 – Saiba quem você é e o que deseja

Uma das características mais fortes das pessoas assertivas é que elas se conhecem muito bem e sabem exatamente o que desejam para suas vidas. Por isso, o autoconhecimento é um passo essencial para desenvolver a assertividade e a inteligência emocional. Se observar, entender como reage a cada tipo de situação, como expressa sentimentos, se questionar, tudo isso faz parte desse processo.

3 – Pratique a escuta ativa

A assertividade é uma postura pessoal, mas que tem total relação com o mundo externo e com as outras pessoas, porque também representa a forma com a qual um indivíduo age em relação aos demais. E, para isso, é essencial saber ouvir o outro ativamente, colhendo as informações que precisa para refletir a respeito e tomar a melhor decisão. Portanto, antes de falar, ouça, acolha, isso te dará mais segurança para agir.

4 – Enxergue o ato de discordar como natural

Se você costuma ver o ato de discordar de outra pessoa como algo ruim, é importante que reveja seus conceitos. Quando dois indivíduos possuem opiniões divergentes e, claro, quando não há um valor moral essencial em jogo, não existe certo ou errado e sim dois pontos de vista, formados através de experiências de vida diferentes. Nesse sentido, enxergar com naturalidade essa diferença de pensamento é, também, uma forma de ter mais confiança para agir com assertividade.

5 – Evite fazer acusações

Uma pessoa assertiva não sente a necessidade de se impor para mostrar sua verdade. Uma postura bastante interessante a se ter envolve expressar sentimentos se colocando como responsável sobre o que sente, sem fazer acusações aos outros. Assim sendo, em vez de começar conversas com “você me deixa triste com essa atitude”, o ideal é substituir por “eu me sinto triste quando”. Essa pequena mudança tira o tom acusador e permite que a conversa flua com mais tranquilidade, aumentando as chances de entendimento.

6 – Seja receptivo com a assertividade alheia

Assim como você deseja adotar uma postura assertiva e espera que as pessoas ao seu redor respeitem suas escolhas, é extremamente importante que faça o mesmo por elas. Faça isso de todas as formas, desde as mais simples, como, por exemplo, aceitando com naturalidade quando um amigo recusa um convite que você faz, até as mais significativas, quando seu chefe aponta algum comportamento seu no trabalho que precisa melhorar. Evite levar isso para o pessoal, aja com maturidade e tudo ficará mais simples.

7 – Tenha paciência consigo mesmo

Por fim, lembre-se de ter paciência consigo mesmo, afinal, mudanças de comportamento levam um tempo para acontecerem. É claro que é importante agir e colocar cada um dos passos descritos em prática, mas sem esperar que tudo mude rapidamente. Assertividade requer prática, por essa razão, existirá situações em que se sairá melhor do que outras, é natural. Com o tempo se sentirá cada vez mais confiante e isso ficará claro através de suas atitudes.

Como bem disse a escritora e psicóloga Edith Eva Eger, ser passivo é deixar os outros decidirem por você. Ser agressivo é decidir pelos outros. Já ser assertivo é decidir por si mesmo e confiar que você é suficiente. Pense nisso!

Copyright: 176125400 – https://www.shutterstock.com/pt/g/baranq

 

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: