Voltar

Conheça a Teoria da Atribuição e como Pode Contribuir na Formação de Novos Líderes

Publicado em | 0 comentários
Teoria da Atribuição

Baraq/Shutterstock Conheça a Teoria da Atribuição e veja como ela impacta no desenvolvimento das lideranças

 A Teoria da Atribuição, criada e desenvolvida pelos psicólogos: Fritz Heider, Harold Kelley, Edward E. Jones e Lee Ross estuda a maneira como os indivíduos explicam e interpretam seus comportamentos e atitudes e também dos outros.

Segundo essa teoria o comportamento humano é motivado por dois fatores: fatores internos que são todas as atitudes que executados através da nossa própria vontade e controle e os fatores externos que são as atitudes estimuladas ou incitadas por alguém ou alguma determinada situação.

Sendo assim, os indivíduos explicam as causas e razões de seus comportamentos e dos outros com base em três aspectos principais:

Distintividade – Os indivíduos primeiro avaliam as atitudes para depois explicar se eles foram causados por fatores internos ou externos;

Consenso – Trata-se de um comportamento consensual, ou seja, a compreensão geral das atitudes comuns definidos como interno ou externo. Neste sentido, se todos tiveram uma atitude ou ação semelhante, o consenso diz que a motivação foi externa, já se somente um único indivíduo teve um determinado comportamento, diz-se que a motivação é interna.

Consistência – Este aspecto visa avaliar e analisar o comportamento dos indivíduos para verificar se são consistentes ou não.

Teoria da Atribuição na Formação de Líderes

Segundo a teoria da atribuição, a classificação de uma determinada pessoa como gestor depende exclusivamente de uma equipe, de um grupo de pessoas, de um time para que ele possa exercer tal cargo. Ou seja, não é um processo individual, pelo contrário, a imagem do líder deve, obrigatoriamente, ser aprovada por sua equipe.

Quer um exemplo de como isso funciona na prática? A escolha de um presidente, por exemplo, deve passar pela votação e o consenso da maioria, que deve escolher entre diversas opções a imagem que melhor lhes representa enquanto líder de uma nação. Da mesma forma acontece nas empresas. Para que um líder exerça o seu papel, é necessário que os demais profissionais aprovem sua imagem e comportamentos assertivos e, ainda, aceitem a submissão deste profissional que será classificado como líder de um grupo.

Neste sentido, o conjunto de percepções individuais e coletivas do grupo é que resultará no consenso geral de uma pessoa como líder. Isso significa que para que um indivíduo seja um líder, por exemplo, ele precisa se colocar no lugar de seus subordinados para compreender o sistema e o ambiente sob a ótica de quem ele comandará.

Assim, o novo líder pode construir o seu papel com o aval e aprovação do grupo fortificando o seu laço com a equipe e exercendo sua gestão de forma participativa e coerente.

Gostou deste artigo? Então lembre sempre de se lembrar de nunca se esquecer de curtir, comentar e compartilhar estes poderosos conhecimentos em suas redes sociais.!!!

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!