licenca-paternidade

Vou ser pai. O que preciso saber sobre Licença Paternidade?

Por: José Roberto Marques | Blog | 09 de outubro de 2019

Ser pai é uma experiência verdadeiramente fantástica, significa dar continuidade a uma história, compartilhando ensinamentos e valores com aquele novo ser que vai chegar ao mundo. Dada essa importância, é interessante se preparar para viver tudo isso, tanto de modo emocional quanto prático. No artigo de hoje falarei a respeito de uma questão que, de alguma maneira, envolve esses dois lados, que é a licença paternidade, um direito concedido aos trabalhadores quando um filho vai nascer.

Continue acompanhando para entender mais sobre os aspectos burocráticos dessa licença, além de conferir dicas de como compartilhar os cuidados com o bebê. Afinal de contas, os cuidados com os filhos são uma obrigação das duas pessoas que os colocaram no mundo e não apenas da mãe. Acompanhar ativamente o desenvolvimento do ser que você colocou no mundo, apesar de desafiador, é extremamente gratificante.

Como funciona a Licença Paternidade na prática?

Todos os trabalhadores que têm registro em carteira e são segurados pelo INSS têm direito a um período de licença quando se tornam pais. Para as mulheres, a pausa no trabalho é de 120 dias, com exceção das empresas que fazem parte do programa Empresa Cidadã, que concedem à funcionária 180 dias de afastamento. Já para os homens, o período é bem menor, de apenas 5 dias. Nas companhias que integram o programa já citado, esse prazo se estende para 20 dicas.

Um ponto importante a ser ressaltado é que o direito à licença também vale para adoções, porém, nesse caso, apenas um dos pais pode utilizar o benefício. Então, cabe ao casal definir quem irá ficar esses dias em casa durante essa fase de integração da criança à família. Nos casos em que a mãe falece durante ou logo após o parto, o pai passa a ter direito aos 120 dias de afastamento do trabalho.

É bastante comum que os pais se organizem para tirar férias logo após o fim da licença, para que possam dar apoio à companheira nos estágios finais da gravidez, parto, puerpério e, claro, compartilhar os cuidados com o bebê. Essa é uma maneira interessante de ser mais participativo e evitar que a mãe se sobrecarregue. Contudo, é uma opção que precisa de planejamento, tanto por parte do funcionário quanto da empresa.

7 Dicas para aproveitar ao máximo a Licença Paternidade e honrar o seu papel como pai

Depois de entender a parte prática da licença paternidade, é hora de saber como aproveitar esse período ao máximo e, assim, honrar esse presente que é ser pai. As dicas a seguir irão te ajudar nessa missão extraordinária.

1 – Troque a ajuda pelo compartilhamento

Por muito tempo, vimos pais afirmando que ajudavam nos cuidados com os filhos. Analisando bem o sentido da palavra, ajudar demonstra apenas uma função de auxiliar, de alguém que faz tarefas menores e a paternidade não deve ser assim. Nesse sentido, procure compartilhar em vez de apenas ajudar sua companheira, demonstre interesse, assuma uma postura ativa. Afinal, ter um filho é um projeto realizado a dois, então, nada mais justo do que seguirem essa jornada juntos.

2 – Você é capaz de aprender tudo

Muitos homens se tornam coadjuvantes quando os filhos nascem por acreditarem em crenças do tipo: “a mãe sabe tudo”; “não tenho jeito com bebês”; “não tenho como amamentar” e assim por diante. Pense bem, você já aprendeu muitas coisas na sua vida, tem total capacidade para aprender a trocar fraldas, dar banho ou mesmo ninar o seu filho. Portanto, abandone essas crenças e se abra para novos aprendizados.

3 – Informe-se sobre cuidados com bebês

Atualmente, é possível ter acesso facilitado a vários tipos de informação sobre qualquer assunto, incluindo cuidados com bebês. Você pode saber mais sobre esse universo e se preparar para cuidar do seu filho através de livros, vídeos do YouTube, sites especializados e, até mesmo, cursos. Quanto mais se informar, mais seguro irá se sentir quando estiver com o seu bebê nos braços, o que também ajudará a passar segurança para sua companheira.

4 – Lembre-se das tarefas domésticas também

Além dos cuidados diretos com o bebê, os pais devem se lembrar de outras atividades, que envolvem principalmente as tarefas domésticas. Preparar as refeições, lavar a louça ou fazer qualquer outra coisa enquanto sua esposa amamenta, dá banho ou mesmo descansa após uma noite em claro, também são formas muito positivas de compartilhamento. Se nunca fez nada parecido, aproveite a oportunidade para começar, pois isso também fará muito bem ao seu relacionamento.

5 – Reveze os turnos com a mãe do bebê

Em seus primeiros meses de vida, os bebês costumam acordar várias vezes durante a noite, para mamar, trocar as fraldas, quando estão com cólicas. E ter as necessidades de sono prejudicadas pode ser um tanto quanto delicado e gerar um grande desgaste, tanto físico quanto emocional. Por isso, procure revezar os turnos com a sua esposa, para que o fardo não fique pesado apenas de um lado. Assim, ambos poderão ter o seu descanso dentro do que for possível.

6 – Seja compreensivo com sua companheira

Quando uma mulher engravida, uma série de mudanças ocorrem em seu corpo e é natural que isso se reflita em seu comportamento e humor. Desse modo, procure ser compreensivo com sua companheira, tanto durante a gestação quanto após o parto. Converse com ela, dê oportunidade para que se abra e conte como está se sentindo, mostre que pode contar contigo e que juntos irão superar todos os desafios.

7 – Continue sendo um pai participativo mesmo após o fim da licença

Por fim, é importante dizer que um pai deve ser participativo nos cuidados e na educação dos seus filhos durante toda a vida e não apenas na licença paternidade. Por mais que, após o retorno ao trabalho, o tempo se torne mais escasso, lembre-se de priorizar a sua família e de continuar compartilhando com a sua esposa as tarefas. Com isso, sua família se tornará cada vez mais unida e os seus filhos irão crescer em um ambiente seguro e feliz.

Espero que tenha gostado do artigo e que as informações aqui compartilhadas te ajudem a vivenciar ao máximo essa experiência fantástica que é ter um filho, tanto durante a licença paternidade, quanto após o fim dela. Aproveite para compartilhar este conteúdo com os seus amigos que também serão pais!

Copyright:  1405405496 – https://www.shutterstock.com/pt/g/dolgachov

Deixe seu Comentário: