empatia-raport

A Técnica da Empatia: Entenda o que é Rapport

Por: José Roberto Marques | Alta Performance | 15 de outubro de 2020

Olá querida pessoa,

Espero encontra-lo em paz, harmonia e com saúde.

Ser de luz, você sabe o que significa Rapport?

Rapport é um conceito originário da psicologia que remete à técnica de criar uma ligação de empatia com outra pessoa. O termo vem do francês Rapporter, cujo significado vem da sincronização que permite estabelecer uma relação harmônica. A técnica objetiva gerar confiança no processo de comunicação, para que a pessoa fique mais aberta e receptiva durante a terapia. Isso faz com que ela interaja, troque e receba informações com mais facilidade.

O Coaching se apropria da técnica de Rapport para criar a sinergia necessária com o cliente e torná-lo mais receptivo durante as sessões. Esse método gera três comportamentos fundamentais em seus envolvidos: coordenação, positividade e atenção mútua. Ele constrói laços de compreensão e estabelece um diálogo em que todas as opiniões são consideradas e os pontos de vista e valores correspondidos e respeitados.

Neste artigo você irá entender o que é essa técnica e saber como ela pode ser usada para se conectar a outras pessoas através da empatia, acompanhe!

Afinal, você sabe o que é rapport? 

Trata-se de uma palavra de origem francesa, derivada do termo rapporter, que na tradução para o português significa “trazer de volta”. No contexto de uma sessão de Coaching, o rapport representa criar conexão, gerar empatia, formar um campo relacional, oferecer apoio e segurança em um momento pleno de sintonia e alta frequência entre coach e coachee (cliente).

O rapport ajuda a criar uma troca equilibrada de informações, aumenta a confiança mútua e gera um estado maior de receptividade por parte do cliente. Por outro lado, se o coach não consegue desenvolver bem essa habilidade, se torna mais desafiador conseguir alcançar empatia e abertura, o que pode comprometer todo o sucesso do processo de Coaching.

Para compreender melhor o que é Rapport, temos que levar em conta os elementos que o compõe. Esse conceito, em primeiro plano, está relacionado a sentir a conexão que transcende o campo das palavras. Desse modo, em sua essência e amplitude, exige atenção e equilíbrio dos seguintes elementos:

1. Contato Visual

Para se estabelecer Rapport de forma efetiva, é preciso, em primeiro lugar, olhar nos olhos da pessoa que está diante de você. Digo isso, pois é a partir do contato visual pleno, que conseguimos realmente enxergar o que está além das palavras.

2. Expressão Facial

Outro ponto importante do processo de Rapport são as expressões faciais que não conseguem mentir. Quando observamos o que o rosto da pessoa nos diz, conseguimos compreender melhor o que ela, muitas vezes, tenta nos dizer e não consegue. Com isso, tornamos a comunicação muito mais eficiente em todos os seus aspectos.

3. Postura Corporal

A partir da observação da forma como as pessoas se comportam, ou seja, da sua postura corporal, é possível saber se estão à vontade ou incomodadas com algo, se estão receptivas ou resistentes, entre outros pontos, que ajudam a compreendê-la melhor e a encontrar maneiras para se comunicar com elas na essência.

4. Equilíbrio Emocional

Nossas emoções também dizem bastante sobre nós. Se estamos com raiva, tristes, ansiosos, felizes, vamos demonstrar de alguma forma. Assim, observar estes sentimentos, buscando compreender se há um equilíbrio entre eles também é essencial para saber como está o outro.

Querida pessoa, outro elemento de extrema importância, que faz com que haja ainda mais facilidade para se estabelecer, verdadeiramente, o Rapport com alguém é suspender todo e qualquer tipo de julgamento com relação ao outro.

Digo isso, pois, se tentamos estabelecer uma comunicação com alguém e colocamos nesta comunicação nossos preconceitos, passando a julgar tudo o que a pessoa nos diz e o seu modo de ser, agir e levar a sua própria vida, não conseguimos estabelecer uma conexão genuína.

Neste processo, é importante entender que o julgamento, ao invés de nos manter abertos e dispostos a compreender e contribuir para o crescimento do outro, acaba por ter o efeito contrário, ou seja, acaba por nos afastar e não criar o vínculo de acolhimento, que é o verdadeiro pressuposto da técnica de Rapport.

Rapport: a comunicação que vai além das palavras

Essa ferramenta de comunicação vai muito além do básico, uma vez que é capaz de extrapolar a linguagem verbal. Ao entrar em rapport criamos um campo de energia que permite, por alguns instantes, vivenciar a vida da outra pessoa. Com isso, podemos ver, ouvir, sentir e entender o outro, em sua essência maior, sem preconceitos e julgamentos.

Essa permissão para acessar a outra pessoa permite fazer uma leitura sistêmica dela, que compreende desde a postura corporal, o movimento de seus olhos, seus gestos e que leva, através desses sinais, a uma compreensão maior de suas intenções, motivações, crenças, valores e visões de mundo.

Você é feliz?

Provido dessas informações, o coach deve buscar entender seu cliente e, em hipótese alguma, tentar induzi-lo a fazer o que ele considera o certo. Como bem sabemos, as respostas estão e são do coachee e o nosso papel é apoiá-lo, com nossas técnicas e ferramentas, no alcance rápido e efetivo de suas metas, objetivos e resultados profissionais e pessoais.

Como criar o Rapport? Confira 7 dicas poderosas

De modo geral, para conseguirmos obter a empatia, seja em um processo de Coaching, em uma venda ou mesmo em uma paquera, por exemplo, precisamos nos conectar visualmente a essa pessoa e, nesse contato, é essencial que haja uma troca sinérgica.

Isso significa que todos os estímulos, físicos, gestuais, posturais, a intensidade da respiração, o timbre e o tom de voz, precisam estar perfeitamente sintonizados ao dá outra pessoa para que o rapport seja feito. Veja, a seguir, algumas dicas especiais.

1 – Seja genuíno

Antes de darmos sequência às outras dicas para construir rapport é preciso dizer que nada conecta mais do que a verdade. Por isso, antes de qualquer coisa, seja você, assim, partindo dessa base, todas as técnicas aplicadas farão muito mais efeito. Até porque as técnicas não servem para padronizar comportamentos e sim agregar ao processo e criar uma relação de empatia entre duas pessoas.

2 – Aplique os princípios básicos da boa comunicação

A segunda dica é se atentar aos princípios básicos da boa comunicação, que devem estar presentes em qualquer conversa que tiver. São eles:

  • Ser simpático e educado com a outra pessoa;
  • Fazer o possível para se lembrar do nome das pessoas e chamá-la através dele na conversa (caso tenha problemas para memorizar, anote);
  • Manter uma postura corporal que demonstre seu interesse naquele diálogo, com a cabeça erguida e olhando para o outro;
  • Ser empático e dar a mesma atenção que gostaria que lhe dessem.

3 – Encontre temas em comum com a outra pessoa

Podemos encontrar coisas em comum até mesmo com pessoas que, aparentemente, são totalmente diferentes de nós. Fazendo isso, nos aproximamos delas, o que é ótimo para construir laços de amizade, confiança e, até mesmo, fechar negócios.

Se for um encontro profissional ou uma sessão de Coaching, é interessante falar sobre amenidades no início. Assim, nessa conversa informal, é possível encontrar pontos em comum e usá-los para criar estabelecer rapport. Apenas é importante tomar cuidado para evitar parecer que está forçando uma situação, mantenha sempre a naturalidade.

4 – Demonstre interesse verdadeiro pelas pessoas

É perceptível quando estamos genuinamente interessados no que uma pessoa está falando ou apenas torcendo para ela acabar logo. E nem preciso dizer qual postura é mais eficaz na hora de construir rapport, não é mesmo? Procure ter um real interesse no outro, em suas vivências e naquilo que ele está compartilhando contigo, isso fará toda a diferença.

5 – Observe o outro e imagine um espelho

Na primeira dica desta lista falei sobre a importância de ser você mesmo e isso é realmente relevante. Portanto, não confunda esta técnica com fingir ser algo que não é. A intenção aqui é simular uma forma de espelho, adotando uma postura corporal, linguagem e tom de voz compatíveis com o interlocutor, mas sempre com naturalidade e sendo fiel a quem você é.

6 – Faça perguntas que criem conexão

Em uma conversa, as perguntas são como âncoras, que trazem a pessoa até você e é exatamente esse o objetivo do rapport. Uma forma de usá-las estrategicamente é fazendo questionamentos abertos e que não possam ser respondidos apenas com sim e não. Assim, o interlocutor é impelido a falar mais, trazendo mais informações que ajudem a gerar essa conexão.

Em vez de perguntar: “seu final de semana foi bom?”, prefira “como foi seu final de semana?”. Veja que na primeira questão a resposta poderia ser apenas “bom”, já a segunda dá brecha para algo mais completo, como: “foi bom, estive em um evento muito interessante sobre…”. Faça perguntas estratégicas e obtenha respostas extraordinárias!

7 – Ouça na essência

Por fim, uma atitude que faz parte da dica número dois, sobre os princípios básicos da boa comunicação, mas que é tão importante que merece um tópico exclusivo: o ouvir. Para estabelecer rapport é preciso muito mais do que simplesmente escutar, é necessário acolher com toda a sua atenção e se transpor para o lugar do outro, em vez de usar esse momento simplesmente para planejar a sua próxima fala.

Conclusão

Cada pessoa tem sua própria forma interagir, processar as informações e tempos distintos de conectar-se ao outro. Para iniciar uma conversa ou qualquer tipo de relacionamento, é preciso observar e encontrar as melhores maneiras de acessar o outro e se comunicar com ele.

Lembre-se sempre que, para ser efetivo em sua comunicação e potencializar o rapport, é preciso se manter atento a como você e o seu coachee, cliente, parceiro, colega ou amigo se comunicam também. Busque entender, respeitar e se adaptar a esses modelos, isso favorecerá a abertura de um canal receptivo à interação e potencializará ainda mais seus resultados.

Gostou de saber como utilizar a técnica da empatia? Aproveite para enviar este conteúdo para os seus amigos e passar o conhecimento adiante!

 

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: