solidariedade-conceito

Solidariedade – Um conceito universal

Por: José Roberto Marques | Blog | 14 de outubro de 2020

Solidariedade, uma palavra com um significado poderoso e que representa a união de propósitos em prol de uma pessoa, grupo ou causa. Trata-se de um valor universal e fundamental para a nossa existência e para a convivência em sociedade. Ser solidário é muito mais do que oferecer ajuda e sim se doar, compartilhar, se colocar no lugar do outro.

Ao longo deste artigo, falarei sobre a importância da solidariedade em nossas vidas, continue a leitura e saiba mais.

Importância da Solidariedade

Sempre que um grande desastre acontece, um grande número de pessoas se mobiliza para ajudar e essa é uma grande demonstração de solidariedade. Consegue imaginar como seria o mundo se esse tipo de movimento não acontecesse? Certamente a humanidade levaria muito mais tempo para superar as grandes catástrofes.

Embora os gestos solidários não sejam capazes de apagar acontecimentos dolorosos, servem como um bálsamo que ajuda a ferida a cicatrizar. Isso vale para diversos tipos de situação, desde grandes desastres que impactam a vida de milhares de pessoas até situações delicadas vividas por famílias ou um único indivíduo.

Independentemente do tamanho do gesto, a solidariedade sempre se faz presente porque é um valor intrínseco ao ser humano. Para comprovar isso basta perceber que possuímos um impulso natural de oferecer ajuda quando vamos alguém em necessidade. Se está passando pela rua, vê que uma pessoa sofreu uma queda, por exemplo, a primeira atitude que a grande maioria tem é de ir até lá e ver se pode ajudar de alguma maneira.

Esse impulso faz parte de nós, claro que com exceções, mas de maneira geral é comum que as pessoas ajudem umas às outras. Inclusive, em seus estudos, Charles Darwin, que foi um grande estudioso na área da Biologia, percebeu esse mesmo comportamento em diversas espécies, o que torna o assunto ainda mais interessante.

10 Formas de praticar a Solidariedade no dia a dia

Existem diversas maneiras de praticar a solidariedade em seu dia a dia, a seguir darei algumas sugestões de como fazer isso. Perceba que muitos gestos que podem passar despercebidos são oportunidades de sermos solidários.

1 – Lembre-se sempre que somos todos iguais

A primeira atitude a se ter para ser mais solidário é sempre ter em mente que, embora diferentes em relação a características e visão de mundo, somos todos iguais perante a lei, o universo e qualquer outra força ou ser espiritual que fizer sentido para você. Sendo assim, ninguém deve se colocar como superior em relação aos demais, porque isso fere toda a ideia por trás da solidariedade.

2 – Doe seu tempo ouvindo as pessoas

Dedicar seu tempo a ouvir na essência outra pessoa que esteja precisando desabafar também é uma forma de ser solidário. Mesmo que não tenha respostas ou soluções a oferecer, o fato de se mostrar disponível para escutar já será muito positivo.

Você é feliz?

3 – Compartilhe seus dons com quem precisa

Cada pessoa tem dons, coisas que realiza com mais facilidade, e compartilhar isso com os demais é fantástico. Se gostar de contar histórias, por exemplo, pode realizar encontros com crianças da sua comunidade ou mesmo visitar orfanatos. O mesmo se aplica a outros tipos de habilidade, como pintura, cuidar de idosos, ensinar algum tipo de matéria escolar e assim por diante.

4 – Eduque-se sobre preconceitos que carrega

Como o próprio nome sugere, preconceitos são conceitos formados previamente, antes de realmente conhecer algo ou alguém. Procure refletir sobre as crenças que carrega e busque se informar para desmistificá-los. Faça isso e entenda que não é preciso concordar para respeitar.

5 – Pratique a cultura do consentimento

Existem pessoas que, na ânsia de ajudar quem precisa, acabam se tornando invasivas e tentam impor suas convicções sobre o outro. Por isso é muito importante praticar a cultura do consentimento, que consiste em perguntar se a outra parte deseja a ajuda que está sendo oferecida e ouvir o que ela tem a dizer, suas dores e necessidades.

6 – Apoie pessoas que estejam enfrentando problemas emocionais

Se você tem um familiar, amigo ou conhecido que está enfrentando problemas emocionais, ofereça apoio. Falar sobre isso é necessário porque, muitas vezes, as dores emocionais se tornam invisíveis perante os problemas físicos. Por mais que apenas um profissional seja capaz de ajudar o indivíduo a se tratar, ter apoio de outras pessoas faz toda a diferença.

7 – Lute também por problemas que não te impactam

Você não precisa ter uma deficiência para lutar por mais acessibilidade ou ser negro para combater o racismo, essas e tantas outras causas pertencem a toda a sociedade. Quando nos juntamos a causas que não nos impactam diretamente estamos sendo solidários e unindo nossas vozes ao coro que pede por respeito e igualdade para todos.

8 – Ajude pessoas em questões burocráticas

A solidariedade pode ser exercida de muitas maneiras diferentes e pouco citadas, uma delas envolve questões burocráticas. Apesar de estarmos vivendo a era da informação, um grande número de pessoas não possui desenvoltura ou mesmo não tem acesso à tecnologia. Por isso, ajudá-las com essas questões, como auxiliar alguém a fazer um cadastro para receber um benefício, por exemplo, é mais uma maneira de ser solidário.

9 – Faça doações a quem precisa

A solidariedade também pode ser realizada através de doações, dos mais diferentes tipos, como: financeiras, de roupas, calçados, cobertores, itens de higiene, tempo, entre outros. Apenas tome cuidado para selecionar bem o que irá doar, sempre se lembrando que a intenção deve ser ajudar quem irá receber os itens e não apenas se livrar do que não usa mais.

10 – Ensine solidariedade para as crianças

Por fim, um gesto que não é, necessariamente, de solidariedade, mas que ajuda a propagá-la: ensinar as crianças a serem solidárias. Se tem filhos, sobrinhos ou mesmo trabalha com crianças, ensine esse valor a elas, que pode começar a ser aplicado ainda na infância, através da doação de brinquedos e no dia a dia com os irmãos e colegas.

Martin Luther King Júnior disse que nossas vidas começam a terminar no dia em que silenciamos sobre as coisas que importam. Não deixemos que isso aconteça, sejamos solidários uns com os outros, levando adiante esse conceito universal tão poderoso.

Aproveite e comece isso agora mesmo, compartilhando este conteúdo em suas redes sociais.

 

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: