cultura-organizacional

Saiba como definir a Cultura Organizacional da sua empresa

Por: José Roberto Marques | Blog | 24 de julho de 2020

A forma mais efetiva de conquistar consumidores é através da entrega de produtos e serviços que reflitam a mensagem de comunicação transmitida, ou seja, ser exatamente aquilo que se diz ser. Assim, uma cultura organizacional consistente e alinhada com os valores praticados no dia a dia pelos colaboradores é o caminho certo para a formação de uma imagem relevante diante do público.

Visando adequar-se ao mercado atual, alguns empresários adotam valores que não correspondem à realidade dos seus negócios com o único objetivo de se agregar ao mercado, o que não é interessante, pois os consumidores estão cada vez mais atentos e exigentes. Continue lendo para entender melhor o assunto.

O que é cultura organizacional?

Uma forma simples de definir cultura organizacional é dizer que se trata de uma manifestação na prática dos valores assumidos pela empresa como seus. No escopo desse conceito estão tópicos como experiências, expectativas e filosofia da companhia, além dos valores que guiam a forma como seus membros atuam.

A cultura organizacional se reflete na imagem corporativa, no sistema de funcionamento interno da empresa e nas interações feitas com o mundo exterior. Ressalto que a cultura não é baseada apenas no conjunto de regras estabelecido pela organização, mas também, e principalmente, pela forma como os colaboradores as seguem ou não. Em linhas gerais, trata-se dos elementos que contribuem para entender como uma empresa funciona na prática.

Não é incomum que uma companhia se apresente ao mercado com uma imagem que não corresponde à sua realidade prática. Por exemplo, imagine uma organização que inclui em seus valores básicos a inovação, mas não tem processos otimizados, não possui perfil em redes sociais e nem um atendimento tecnológico ao cliente. O público-alvo logo perceberá que a imagem vendida não é verdadeira.

Identidade

Para ter um posicionamento consolidado em seu mercado, é fundamental que as marcas compreendam o quanto é relevante definir uma cultura organizacional alinhada com a sua realidade.

O público-alvo deve ter contato com uma empresa que entregue exatamente aquilo que vende em sua comunicação. Não se trata de criar uma imagem para parecer ser e sim ter uma imagem que reflete exatamente quem a companhia é.

Como definir a cultura organizacional de uma empresa?

Agora que já expliquei em detalhes o que é cultura organizacional, confira dicas de como definir a cultura do seu negócio, observando os valores mais agregados a elas e como torná-los reais no dia a dia. A ideia é determinar quais os valores que podem ou não ser adicionados à cultura organizacional do seu empreendimento sem perda de identidade.

1 – Gestão inovadora

Esse valor diz respeito a buscar incansavelmente a melhoria e o aprimoramento do ajuste do fluxo produtivo da empresa por meio de métodos de trabalho consistentes. Lembra que mencionei o exemplo de uma companhia que se define culturalmente como inovadora, mas que não adota medidas otimizadas de atuação no mercado? Para que um empreendimento inclua gestão inovadora em sua cultura organizacional, deve ter processos e metodologias relacionadas à inovação.

Você é feliz?

2 – Foco

O foco adicionado como valor a cultura organizacional deve ser direcionado para a busca de melhores resultados e não aos resultados em si mesmos. Para que fique mais claro, vou exemplificar, para alcançar melhores resultados produtivos é possível investir em um software de gestão, no entanto, esse não é o objetivo final. O objetivo deve ser sempre a melhoria, o software é apenas um caminho para alcançar esse resultado.

3 – Inconformismo

Outro valor adicionado à cultura de companhias de vários setores, o inconformismo diz respeito a se manter na busca constante pela melhoria para chegar a um patamar mais alto. Ao acrescentar esse valor à cultura organizacional do seu empreendimento, crie mecanismos para aperfeiçoar constantemente os métodos de produção e conhecimento de seus colaboradores.

4 – Bom clima organizacional

Quando há um clima organizacional agradável entre os colaboradores, independentemente das hierarquias, se tem muito mais produtividade e qualidade. Certamente, esse é um dos valores culturais mais almejados pelos gestores, mas é necessário observar que, para manter esse clima, se deve criar formas saudáveis de interação entre os colaboradores e reduzir a competitividade nociva.

5 – Desenvolvimento constante do capital humano

Mais um valor que aparece frequentemente na definição de cultura organizacional de várias companhias. Investir na capacitação dos colaboradores é essencial para a empresa se manter crescendo e evoluindo. Para que esse valor seja uma realidade palpável, sugiro o desenvolvimento de um programa de capacitação e incentivo para a busca por atualizações por parte dos colaboradores.

Perfis de cultura organizacional

Outro ponto relevante de conhecer e considerar é a existência de diferentes perfis de cultura organizacional presentes no mercado. Lembrando que não há certo ou errado, apenas o mais adequado para cada tipo de companhia.

Cultura de pessoa

Trata-se de um perfil de cultura horizontal, em que o capital humano é o mais relevante para a companhia. Há valorização de como os negócios são realizados e o relacionamento existente entre colaboradores, sociedade e clientes.

Cultura de mercado

Na cultura de mercado também se valoriza o relacionamento existente entre sociedade, colaboradores e clientes, mas com foco nos resultados do mercado.

Cultura adaptativa

Há descentralização da gestão e mais liberdade para tomar decisões, há mais direcionamento para ação e transformação visando se adequar a realidade do mercado.

Cultura adhocracia

Semelhante à cultura adaptativa, se diferencia apenas por ter uma proposta mais inovadora direcionada a inovação e posicionamento pioneiro no mercado.

Cultura de poder

O líder concentra o poder detendo funções relevantes para o funcionamento geral da companhia.

Cultura de papéis

Uma estrutura burocrática, em que os colaboradores se reportam constantemente aos líderes focando em sua eficiência.

Cultura de hierarquia

Muito parecida com a cultura de papéis, tem como seu diferencial a busca por mais eficiência e estabilidade, não tendo abertura para mudança.

Cultura de tarefa

Há grande comprometimento com a realização dos objetivos, os colaboradores são divididos em pequenas equipes que são responsáveis por partes isoladas do trabalho.

Cultura de clã

Segue a linha de comprometimento com os objetivos da cultura de tarefa, mas com um relacionamento baseado em uma estrutura familiar, com processo de mentoria e colaboração.

Com esses conhecimentos acerca de cultura organizacional é possível estabelecer a sua empresa com uma identidade forte no mercado. 

 

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: