Promoção-Horizontal

Promoção Horizontal, Vertical e Diagonal: Definição e Conceito!

Por: José Roberto Marques | Blog

Um funcionário pode ser promovido por vários motivos. Pode ser a substituição da vaga de alguém que saiu, um passo do plano de carreira ou algo que o destacou em meio aos outros. No artigo de hoje, vou focar nas 3 formas em que essa mudança de cargo, ou a famosa promoção, pode acontecer: horizontal, vertical e diagonal. Continue acompanhando o texto para saber mais e entender qual é o modelo que mais combina com você!

Quer vivenciar uma oportunidade extraordinária na sua vida?
Acesse o meu curso “Introdução ao Coaching”,
é um presente!

O que é a promoção horizontal?

Na promoção horizontal, o colaborador muda de cargo e setor, mas continua no mesmo nível hierárquico dentro da empresa. Um exemplo seria trocar um gerente de setor. Dessa forma ele continua com um cargo de gerência, porém em uma nova área.

Geralmente isso acontece em situações em que uma pessoa deixa a empresa ou ainda por uma questão de o gestor acreditar que determinado profissional tem o perfil mais indicado para um setor diferente do que ele está.

A principal vantagem da promoção horizontal é que o profissional adquire mais conhecimento e isso pode ser ótimo se ele tiver o desejo de ascensão futura para um cargo de nível mais elevado.

Porém, isso pode ser visto de forma negativa por aqueles que já almejam um cargo mais alto ou por aqueles que gostam da área na qual estão. Por isso, é importante que os responsáveis pela mudança deixem todas as intenções claras e conversem bastante antes disso acontecer.

O que é a promoção vertical?

A promoção vertical é a mais comum de se encontrar no mercado. Ela acontece quando um profissional passa a exercer um cargo em um nível acima do seu na hierarquia da empresa. Por exemplo, o objetivo da maioria dos vendedores é ter a sua própria equipe e se tornar um gerente de vendas e, até mesmo, um diretor de vendas.

Assim acontece a promoção vertical, que a mais comum entre profissionais que gostam da sua área de atuação e pretendem permanecer nela, mas com foco no crescimento. Além de ser bom para o currículo, o funcionário continua na área de atuação.

Uma possível desvantagem para a promoção vertical é que o profissional deixa de adquirir conhecimento em outras áreas, como acontece com a promoção horizontal. Além disso, ao atingir o nível mais alto dentro de seu setor pode desestimular o aprendizado de novos conhecimentos.

Para evitar esse tipo de problema, é essencial que as áreas de recursos humanos (RH) e o departamento pessoal (DP) estejam em conexão e sempre investindo em treinamentos de desenvolvimento profissional e pessoal para os colaboradores.

O que é a promoção diagonal?

A promoção diagonal geralmente acontece quando a empresa está sem opções para oferecer um cargo por meio de uma promoção horizontal e vertical. Se, por exemplo, o gerente financeiro pede demissão de forma repentina e não há ninguém do mesmo setor apto a substituí-lo. Então, a opção mais viável é remanejar um funcionário de outro setor, pois, ao menos, ele já tem os conhecimentos relacionados à liderança.

Você é feliz?

A maior vantagem da promoção diagonal é a oportunidade que o profissional tem para adquirir mais uma experiência para incrementar o currículo. Por outro lado, pode ser difícil a aceitação por parte dos subordinados que podem ter mais conhecimento sobre o setor do que o novo gerente.

Uma forma de evitar esse tipo de problema é que os chefes do gerente incentivem a comunicação honesta e clara entre o novo líder e os liderados. Assim, todos se sentem mais à vontade e criam um relacionamento que pode facilitar a transmissão de sabedoria e de informações.

7 principais pontos que cooperam para uma promoção

E aí, qual é o tipo de promoção que você achou mais interessante? Independentemente do modelo que mais te atraiu, é essencial que você tenha algumas virtudes e tenha realizado alguns feitos antes de ser promovido.

Confira quais são os 7 principais pontos que podem ajudar na escada rumo à uma promoção:

  1. Estudar constantemente: é fundamental que você continue aprendendo a todo o momento. Portanto, esteja sempre atento a novos cursos complementares, formações de coaching e leituras extras que podem ajudar você a obter conhecimentos e a exercitar aquilo que você já sabe.
  2. Exercer a criatividade: procure conversar com os seus colegas do trabalho e outros profissionais para oxigenar o seu cérebro e aprender coisas novas. Muito ligado ao ponto de cima, o constante aprendizado pode ajudar muito a estimular a sua criatividade.
  3. Gerência eficiente de tempo e atividades: não é fácil chegar ao nível certo de produtividade, mas é essencial que você consiga combinar o seu tempo com as suas tarefas, sem deixar de perder a qualidade.
  4. Cumprir com os horários e as obrigações burocráticas: parece bobo, mas é importante lembrar, pois tem gente que não valoriza isso. Por isso, chegue no horário, cumpra com as necessidades burocráticas do RH e do DP e esteja em dia com as suas entregas.
  5. Ser respeitoso e educado com todos: jamais faltar com o respeito e a educação com qualquer pessoa, funcionário ou não, que esteja na empresa é essencial. Aliás, aplique isso em todo e qualquer momento da sua vida pessoal também.
  6. Agir profissionalmente a todo o momento em que estiver trabalhando: isso quer dizer que não vale fofocar, estragar a entrega do colega, ser negligente ou trapacear para conseguir as coisas.
  7. Praticar gestos proativos: observar pontos de melhoria nos processos do dia a dia, estar atento às novas tecnologias que podem aumentar a qualidade das entregas e muitos outros pontos podem demonstrar proatividade da sua parte. Só cuidado para não parecer bajulador, hein!

Você já perguntou a si mesmo se é verdadeiramente feliz?
Clique aqui e descubra qual é o grau da sua felicidade!

 

Lembrando que cada empresa trabalha de uma forma, com um plano de carreira e com regras diferentes. As orientações acima são gerais e servem apenas como guia para que você direcione o seu comportamento profissional de uma forma mais assertiva.

E você, já foi promovido? Qual foi a modalidade de promoção adotada no seu caso? Gostou ou gostaria que tivesse sido diferente? Compartilhe sua experiência abaixo nos comentários.

Até a próxima!

Copyright: https://www.shutterstock.com/

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: