objetivos-organizacionais-o-que-sao

O que realmente são objetivos organizacionais?

Por: José Roberto Marques | Blog

Os objetivos são situações futuras desejadas. Você, ao longo da vida, já teve e continua tendo diversos objetivos, como: terminar seus estudos, obter um emprego na área desejada, alimentar-se melhor, praticar exercícios físicos, aprender um novo idioma, entre outros.

Ter objetivos é essencial, pois são eles que nos levam a progredir em todas as áreas de nossas vidas. Não é à toa que muitas pessoas têm o hábito de fazer uma lista de resoluções a serem alcançadas no próximo ano.

Além das pessoas, as empresas também precisam determinar objetivos para que continuem progredindo e vencendo a concorrência. Para saber mais sobre o que são e como são definidos os objetivos organizacionais, continue a leitura deste artigo.

Objetivos organizacionais

Objetivos organizacionais são os estados que a empresa deseja alcançar em seu futuro, podendo ser objetivos de curto, médio ou longo prazo.

O principal objetivo de uma organização é aquele que aparece em sua missão e em sua visão — itens básicos a serem definidos nas empresas de qualquer porte ou segmento. Missão e visão são a forma escrita do porquê de a empresa existir e de como ela deseja ser vista no futuro.

A formalização desse objetivo principal da empresa acontece quando ele é escrito, documentado e divulgado a todos os colaboradores e à sociedade em geral. No Instituto Brasileiro de Coaching — IBC, temos como principais objetivos:

  • Missão: despertar e desenvolver nos seres humanos seu potencial infinito.
  • Visão: ser a principal referência em coaching no mundo.

Quando a empresa define sua missão e sua visão, ela está automaticamente definindo os objetivos de sua existência. A partir de então, esses grandes objetivos são “quebrados” em metas menores, que podem ser alcançadas anualmente, por exemplo.

As “quebras” dos objetivos em metas menores

Se uma empresa tem como objetivo de vida ser a líder em seu segmento de mercado, ela jamais conseguirá fazê-lo em uma semana, certo? Isso demanda tempo, afinal de contas, é um objetivo de vida.

Por isso, os administradores precisam subdividir esse grande objetivo organizacional em metas menores, que representam etapas. Essas etapas geralmente são definidas anualmente. Por exemplo: aumentar a quantidade de clientes em 40% em 2019. Aumentar o market share em 15% em 2020. Aumentar a receita da empresa em 20% em 2021. Criar 10 novas unidades da empresa na cidade de São Paulo em 2022.

Como é possível perceber, os objetivos organizacionais podem ter diferentes prioridades, mas o importante é que eles sejam claros. Quando a empresa determina esses objetivos, ela deve comunicá-los a todos os seus colaboradores.

A partir de então, uma nova “quebra” desses objetivos da empresa é realizada, desta vez dentro dos próprios departamentos. O marketing, por exemplo, definirá os seus próprios objetivos internos para ajudar a empresa a alcançar seus objetivos gerais. O mesmo acontece com a área de recursos humanos, de tecnologia da informação, de vendas, de contabilidade e finanças, de produção etc.

As 5 características que um objetivo deve possuir

Definir um objetivo é algo que parece simples, mas, na verdade, é bem mais complexo do que as pessoas acreditam. Peter Drucker, escritor e professor, considerado o pai da administração moderna, desenvolveu um método para que um objetivo seja adequadamente definido.

Esse método é chamado de SMART e consiste numa sigla que define 5 características (em inglês) para um bom objetivo:

  • SSpecific: específico;
  • MMeasurable: mensurável;
  • AAchievable: alcançável;
  • RRelevant: relevante;
  • T Timebound: em prazo definido.

1. Específico

Um objetivo precisa ser bem definido e claro. Ele precisa ser muito bem detalhado em todos os pontos relevantes, ou seja: qual é a meta? Como ela deve ser realizada? O que deve ser feito para que ela seja atingida?

Por exemplo, se uma empresa define que quer “crescer nas redes sociais”, essa meta não está muito bem explicada. O que a empresa entende como crescer? De quais redes sociais estamos falando? Quais estratégias podem ser utilizadas nesse processo?

Um objetivo específico responde a todas essas perguntas, por exemplo: “aumentar a quantidade e o engajamento de seguidores no Instagram, por meio da produção de lives periódicas com especialistas convidados”.

Você é feliz?

Percebe a diferença entre um objetivo raso e um objetivo específico? As organizações devem ser minuciosas para que um trabalho sólido seja desenvolvido nesse sentido.

2. Mensurável

Uma vez definido o objetivo, é preciso quantificá-lo e definir métricas que permitam que o progresso do alcance da meta seja monitorado estatisticamente. Sim, precisamos de valores numéricos para saber se estamos indo bem ou se precisamos recalcular a rota de nossas estratégias.

No exemplo acima, as métricas relevantes que precisam ser acompanhadas seriam: quantidade de seguidores no perfil da empresa no Instagram, visitas ao perfil, comentários, visualizações de lives, alcance de publicações, impressões de publicações, cliques em links, entre outros.

É necessário definir um valor numérico para essas métricas. Geralmente, as empresas utilizam valores percentuais para fazê-lo, como: “aumentar em 45% a quantidade de seguidores da empresa no Instagram”. Isso torna o objetivo mensurável, ou seja, permite que estatísticas apontem se ele está ou não sendo alcançado.

3. Alcançável

Quando falamos em objetivos organizacionais, precisamos levar os números para cima, como forma de motivar os colaboradores a darem o melhor de si em seus esforços para que as metas sejam alcançadas. No entanto, é preciso que esse objetivo seja realista, ou seja, alcançável dentro das possibilidades que a realidade da empresa permite.

Se você acabou de lançar uma marca de refrigerantes, por exemplo, seria muita ingenuidade determinar como objetivo tornar-se líder de mercado na cidade de São Paulo em um ano. Como é possível vencer a Coca-Cola, ainda mais num espaço de tempo tão curto?

Lembre-se de que nem tudo está ao alcance da empresa. Existem diversas questões culturais, sociais, ambientais, políticas e econômicas que precisam ser consideradas. Ignorá-las e definir metas surreais é um fator que apenas produz frustração.

4. Relevante

O objetivo definido precisa ser relevante para a empresa e para quem ela deseja se tornar. No exemplo que estamos seguindo, o objetivo é de que mais seguidores sejam conquistados no perfil da marca no Instagram. Mas será que essa rede social é importante para a marca?

Não faz sentido, por exemplo, determinar um objetivo desses se o público-alvo da empresa não é usuário assíduo das redes sociais e nem usa a internet em seu processo de decisão de compra.

Portanto, os objetivos definidos precisam ser relevantes, ou seja, devem estar, de alguma maneira, relacionados à missão e à visão da empresa, levando em consideração também o contexto do momento, o perfil de seu público, entre outros aspectos. Além disso, o objetivo definido dentro de um departamento deve ser consistente e consoante com o objetivo geral da organização.

5. Com prazo definido

Por fim, é importante que a empresa defina um prazo para que esse objetivo seja alcançado. Se a organização deseja conquistar novos seguidores no Instagram, ela precisa ter um parâmetro temporal para monitorar seu desempenho.

Um aumento na taxa de seguidores de 50%, por exemplo, pode ser expressivo no prazo de um mês, mas muito fraco no prazo de um ano. Por isso, o fator tempo deve ser definido para que a empresa possa acompanhar seu progresso e obter insights, do tipo “estamos bem em fevereiro, mas o desempenho em janeiro não foi legal”. Isso permite que a organização faça alterações em suas estratégias, conforme necessário.

Além dessas 5 características básicas, é importante que o objetivo definido consista num resultado, e não numa atividade. Obter seguidores no Instagram é um objetivo. Postar conteúdos relevantes no Instagram não é um objetivo, mas sim uma atividade estratégica para que esse objetivo seja alcançado. Saiba diferenciar as duas coisas, OK?

Para concluir, observe os dois objetivos a seguir:

  1. Crescer nas redes sociais;
  2. Aumentar em 50% a quantidade de seguidores do perfil da empresa no Instagram, dentro de um prazo de 2 meses, por meio da realização de lives semanais com especialistas convidados. Assim, a imagem da marca será fortalecida na internet, permitindo que o público-alvo cresça nesse meio.

Nitidamente, o segundo objetivo é muito mais eficaz do que o primeiro. Ele é específico (define metas e estratégias detalhadas), mensurável (possui valores numéricos a serem atingidos), alcançável (é realista no contexto da empresa), relevante (é importante para que a marca fortaleça sua imagem) e tem um prazo definido para o seu alcance.

Que as informações acima sejam úteis em seu processo de definição de objetivos e que você alcance resultados extraordinários em todas as áreas da sua vida!

Se você gostou deste artigo, deixe seu comentário no espaço abaixo e compartilhe-o em suas redes sociais.

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: