ego

Mente do ego e mente da alma

Por: José Roberto Marques | Blog | 11 de maio de 2019

Quantas vezes já nos pegamos pensando demais nos problemas, nas tarefas diárias, em tudo aquilo que precisamos resolver no dia seguinte e perdemos até o sono por causa disso?

É comum pensarmos, criarmos, refletirmos, calcularmos prós e contras o tempo todo, mas quando esses pensamentos são mais dispensáveis e inúteis do que válidos, estamos acumulando dentro de nós o que chamamos de sobrepeso mental.

Ele provoca cansaço, pois é uma montanha de pensamentos que não contribuem para nosso progresso, apenas estão lá para nos fazer estagnar ou até mesmo regredir na evolução da vida.

A mente solta sem parar imagens que correspondem a dois momentos distintos. Ela repete sem interrupção memórias do passado que já não pode mais ser mudado ou ela nos inunda com imagens de um futuro formadas por expectativas, medos, preocupações e inseguranças. Além disso, ela cria mundos paralelos, ilusões e novas realidades, todos truques para impedir uma vida no Agora, no presente.

Claro que nem sempre estamos carregando lembranças ou ilusões desagradáveis ou que causam sofrimento. Há momentos em que lembramos da viagem de Ano Novo, do nascimento de um filho, dos primeiros dias na faculdade, mas isso também é uma forma da mente se refugiar, evitar o momento em que estamos vivos, o que também é uma forma de se afastar de todas as dificuldades e complicações que ele também pode causar.

Viver no passado ou no futuro, recordando momentos ou esperando por uma felicidade que, aparentemente, não está no presente é obra da Mente do Ego.

A Mente do Ego trabalha 24 horas por dia, 7 dias por semana, para controlar a tudo e a todos, pois essa é a forma que encontrou para se sentir confortável e livre de inseguranças e medos, para ter tudo do seu jeito. Para uma sobrevivência.

Estar sob comando do Ego é ser carente, voltar-se apenas para as próprias necessidades, sem se importar com aqueles que compartilham a mesma jornada e, quando sente insatisfação, sente que as necessidades não estão sendo supridas, os pensamentos se tornam ainda mais torturantes e desgastantes.

Uma vida que põe o Ego na frente de tudo é uma vida que nunca estará satisfeita consigo mesma, sempre achando que a grama do jardim do vizinho é mais verde. É uma vida que sempre vai se comparar com os outros, deixando de olhar a própria essência falha do Ser Humano, todas as qualidades e pontos de melhoria que compõem quem realmente somos.

Você é feliz?

A Mente do Ego sempre está olhando para o passado, remoendo sentimentos e memórias dolorosas, ou para o futuro, pensando em como a felicidade está distante e como os objetivos estão longe de ser alcançados. No presente, ela age apenas para julgamentos e críticas, pois deixa de perceber como todos nós somos únicos e com as mesmas oportunidades de aprendizado e evolução.

Quando o Ego está pilotando nossa vida, estamos desconectados do Universo, mergulhados na Consciência do Eu. Nesse estado, o passado e o futuro se tornam o presente e deixamos de viver o tempo que realmente existe, vemos apenas nossos próprios problemas e não agradecemos pela Abundância e a Prosperidade que há no mundo.

A Consciência do Eu gera um sentimento de suficiência e de sabedoria extrema que são ilusórios, pois quem sabe de tudo? Quem consegue viver sem a ajuda de uma pessoa sequer?

No momento em que partimos da Consciência e expandimos em direção à Consciência da Unidade, a Mente do Ego se torna menos controladora, passamos a colocar o coração, o Amor a Mente da Alma, para pilotar a nossa vida.

Começamos a perceber como o Universo tem recursos suficientes para todos, como podemos viver bem sem que o outro deixe de viver bem e como aceitamos quem somos, nossa essência mais profunda, nossa verdade interna, nossa Luz e Sombra, nossa dualidade que tanto nos acompanha e nos ensina.

Nesse comando do Alma, observamos o Ego sem nos abalar, sem deixar que ele tome conta, entendemos quando ele tenta nos levar para memórias do passado ou para esperar demais do futuro, mas logo nos colocamos de Corpo e Alma no tempo presente.

A Mente da Alma é responsável pelo renascimento de uma vida criativa, pulsante e vibrante, aberta para as incontáveis possibilidades que existem, ampliando o campo de visão, que se torna ilimitado e infinito.

A Mente da Alma fala sem machucar o outro ou a si mesmo, pensa sem tornar cada reflexão uma dor e age sempre levando em conta um bem coletivo e Universal. Sob a Mente da Alma, nos damos conta de toda bondade, Divindade, Abundância e Prosperidade que há no Universo.

Quando fazemos esse paralelo entre Mente do Ego e Mente da Alma, será que conseguimos perceber quem está no comando de nossa vida? Você consegue perceber a partir de que Consciência você está observando o mundo? O Seu Mundo? Seus pensamentos e ações estão em que tempo: passado, presente ou futuro? A Mente que pilota sua vida é a do Ego ou da Alma?

Créditos da Imagem: Por Banana Oil – ID da ilustração stock livre de direitos: 763520650

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: