inteligencia-emocional-vendas

Inteligência Emocional x Sucesso em Vendas

Por: José Roberto Marques | Blog

A forma como um vendedor lida com as suas emoções no seu dia a dia é um dos pontos mais importantes para qualquer resultado profissional.  Nesse sentido, a Inteligência Emocional se destaca como a capacidade de identificar e administrar as próprias emoções, lidando com elas de modo eficaz.

Assim, independente dos estímulos externos e internos, a pessoa com a IE bem desenvolvida consegue manter-se equilibrada e coesa, automotivar-se, gerir bem os seus sentimentos, usá-los a seu favor e ter um bom desempenho no trabalho.

No mundo corporativo, muitos profissionais são contratados por seus conhecimentos técnicos, mas demitidos em decorrência de problemas e falhas comportamentais. Isso se deve à falta de habilidade para se relacionar com os colegas; às dificuldades de lidar com situações de desconforto, conflito, frustrações e estresse; e à falta de habilidade de se comunicar com clareza, por exemplo.

Esses, entre outros elementos, acabam prejudicando a imagem e o desempenho do indivíduo. Sendo assim, o ato de desenvolver a Inteligência Emocional é muito importante e pode ser um grande aliado do sucesso dos vendedores.

Como desenvolver a Inteligência Emocional?

Desenvolver a Inteligência Emocional é desenvolver habilidades e capacidades de administrar as emoções para, assim, alcançar os seus objetivos. Com base nessa definição, fica claro o motivo pelo qual as pessoas devem saber lidar com os seus medos, inseguranças e insatisfações a fim de obterem êxito em suas atividades.

É essa a competência que tem cada vez mais o papel de diferenciar os profissionais, permitindo o desenvolvimento de um ambiente harmonioso, e ao mesmo tempo produtivo, tanto em ideias como em resultados.

Mas afinal, depois de entender melhor o conceito acima, essa é uma capacidade que você consegue aplicar no seu dia a dia? Saber lidar com os seus problemas com inteligência emocional é saber como controlar e explorar positivamente as atitudes, sentimentos e comportamentos que influenciam bons resultados no dia a dia.

Utilize as suas capacidades emocionais para conquistar resultados extraordinários. Para isso, pare e pense por alguns minutos:

  • Você sente que está perdendo o controle muito fácil?
  • Você lida cada vez pior com os seus conflitos internos?
  • Está difícil se manter focado nas vendas?
  • Existem mais problemas do que soluções?

O principal objetivo ao se desenvolver a habilidade de Inteligência Emocional está em ampliar o potencial de negociação das equipes de vendas por meio das suas capacidades.

Para isso, se faz necessário desenvolver: resiliência, foco, flexibilidade, criatividade e a capacidade de resolução de problemas em situações típicas e, constantemente, presentes nos processos que fazem parte de um relacionamento comercial.

5 dicas de inteligência emocional para vendedores

Para ajudar você nessa missão, separamos as 5 dicas a seguir. Confira-as e coloque-as em prática no seu dia a dia!

1. Conheça a si mesmo

O autoconhecimento é um dos pilares da inteligência emocional, o que não é diferente com os profissionais das vendas. Conhecer a si mesmo significa descobrir quais são as suas forças e quais são os pontos em que ainda precisamos de mais desenvolvimento e auxílio.

Todo vendedor precisa de certas habilidades, como clareza de comunicação, tranquilidade, empatia e uma grande capacidade de “ler” o cliente nas entrelinhas. Tudo isso pode e deve ser desenvolvido, por meio das dicas dos vendedores mais experientes e dos processos de treinamento. Quanto mais você desenvolver essas capacidades, mais seguro emocionalmente estará.

Você é feliz?

2. Não permita que as emoções o controlem

No momento das vendas, diferentes emoções podem surgir: a pressão para bater a meta, a ansiedade de fechar o negócio, o medo de ouvir um “não”, o alívio de perceber que o cliente está prestes a dizer “sim”, a pressão de ver os outros colegas fechando as vendas, e por aí vai.

Nós não podemos controlar as ações dos outros, assim como não podemos controlar as nossas emoções. As únicas coisas que estão verdadeiramente sob o nosso controle são as nossas atitudes. Portanto, mesmo que os cenários pareçam desfavoráveis, continue dando o seu melhor, sem cair no desespero. A vida de todo vendedor é feita de “sins” e de “nãos”, e é preciso acostumar-se com isso.

3. Desenvolva a empatia

A inteligência emocional não depende apenas de administrarmos as nossas próprias emoções, mas também de compreendermos as emoções do outro. Se um vendedor percebe, por exemplo, que um cliente está irritado por algum motivo, ele deverá agir no sentido de acalmá-lo, explicando as providências que a empresa tomará, com muita calma e clareza nas palavras.

O tom de voz, os gestos e as expressões faciais dizem muito sobre aquilo que estamos sentindo e pensando. Portanto, além de administrar essas questões em si mesmo, o vendedor deve desenvolver a empatia, ou seja, a capacidade de colocar-se no lugar do cliente. Quais sentimentos e pensamentos você teria se estivesse no lugar dele? Fazer a si mesmo esse tipo de questionamento ajuda o vendedor a ajustar a sua conduta da melhor maneira possível.

4. Motive a si mesmo

Motivar a si mesmo significa encontrar forças e razões para fazer um bom trabalho. É claro que o salário é um importante fator motivacional em qualquer emprego, mas não é o único. O vendedor precisa compreender que ele é a ponte entre o cliente e a empresa. Por isso, o seu trabalho é extremamente importante, como se ele fosse uma vitrine de todas as soluções da empresa, ajudando-a a promover as vendas e a crescer no mercado.

Além de ser importante para a empresa, o vendedor também é muito necessário para a sociedade. É ele o profissional mais indicado para ouvir atentamente os desejos e as necessidades do potencial cliente, identificando qual dos produtos e/ou serviços da empresa é o mais indicado para o caso em questão. Toda empresa tem o objetivo de facilitar a vida das pessoas de alguma maneira, e o vendedor é quem aponta a melhor solução. Reconhecer essa importância favorece a motivação do vendedor.

5. Seja resiliente

Por fim, vale a pena lembrar que toda vez que o cliente diz “não” à proposta ou que tem uma experiência de compra negativa, isso não necessariamente é culpa do vendedor. Pode ser que ele realmente não esteja interessado, que a concorrência tenha uma proposta mais vantajosa para ele, ou que aquele produto não o satisfez como ele esperava, ainda que o processo da venda tenha sido satisfatório.

Portanto, não leve as respostas negativas que receber para o lado pessoal. Elas não querem dizer que você seja realmente um mau vendedor. O “não” faz parte do dia a dia de quem segue essa profissão, de modo que é preciso reunir as forças e seguir em frente, na tentativa de obter uma resposta mais interessante do próximo cliente. Em outras palavras, é essencial ser resiliente!

Você sabia que a inteligência emocional tem tanto impacto sobre o trabalho dos profissionais de vendas? Você trata os vendedores das lojas que você frequenta com educação e cordialidade? Então, deixe o seu comentário no espaço abaixo. Além disso, lembre-se de compartilhar este artigo por meio das suas redes sociais. Leve estas dicas a todos os seus amigos, colegas, familiares e a quem mais possa se beneficiar deste conteúdo!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: