criatividade-estimular

Criatividade – Como estimular entre os seus colaboradores

Por: José Roberto Marques | Alta Performance

Criatividade é a capacidade de usar a inteligência para criar e inovar, em qualquer área. Em se tratando do meio corporativo, ter uma equipe de pessoas criativas certamente contribui para o sucesso de uma empresa. Afinal, serão várias cabeças pensando em soluções originais que podem se tornar grandes diferenciais competitivos para o negócio. Se deseja estimular essa habilidade entre os seus colaboradores, continue acompanhando e saiba o que fazer.

Por que a criatividade é importante para uma empresa?

Até um tempo atrás, a criatividade era considerada uma qualidade ligada ao campo das artes. Nesse sentido, não era exigido que um indivíduo que trabalhasse com finanças, por exemplo, fosse criativo. O tempo passou, essa visão se transformou e hoje sabemos que ser criativo é relevante em qualquer área, porque envolve pensar fora da caixa e criar soluções inovadoras, capazes de fazer o negócio se destacar no mercado.

Para se ter uma ideia, na Google tudo é feito pensando em estimular a criatividade dos funcionários, o que vai desde o modus operandi da companhia, com liberdade de horários e tempo livre para investir em ideias inovadoras, até a arquitetura dos escritórios. Eles sabem que o que os tornou gigantes foi exatamente a capacidade de inovar, de criar coisas novas e repaginar outras que já existiam.

É importante ressaltar que isso não se aplica apenas a grandes corporações, como a Google, e sim a qualquer negócio que queira se destacar. Se você tem uma loja, um minimercado, uma floricultura, uma escola de idiomas, contar com colaboradores criativos certamente ajudará a fazer o empreendimento se sobressair, pois eles conseguirão encontrar maneiras originais de entregar o produto ou serviço, diferenciando dos demais oferecidos pela concorrência.

 

Ser de luz, a criatividade está presente na vida de qualquer pessoa. Seja no trabalho, para fazer o filho dormir ou no roteiro de uma viagem, toda tarefa exercida no dia-a-dia precisa de certa dose de criatividade, para que tenha ainda mais eficiência e alcance os resultados que esperamos. Tal habilidade tem sido cada vez mais essencial para o bom andamento dos processos ao redor do mundo, para o avanço tecnológico, para que possamos adquirir melhor qualidade de vida e continuarmos evoluindo constantemente.

Por estes e muitos outros motivos a criatividade, ao lado de inovação, tem sido uma das habilidades e características mais valorizadas pelas empresas, mas não só no ambiente organizacional, como em todos os aspectos de nossa existência, como eu disse acima.

Diante disso, sabendo de sua importância para a construção de um mundo e de relações de trabalho cada vez melhores, te convido a refletir sobre os processos criativos e sua necessidade para o desenvolvimento pleno do ser humano e o das empresas.

“Mas Zé, afinal, o que é a criatividade?”

Conceito de Criatividade

Ela nada mais é do que a capacidade do ser humano de construir e/ou produzir algo inédito e original, com um objetivo em vista. Ela é proveniente da busca por uma solução inovadora. Nesse sentido, uma pessoa criativa é aquela que, além de se importar com o interesse do próximo, também é curiosa, corajosa e não pensa apenas de forma convencional.

Contudo, nem sempre colocar a criatividade em prática é uma tarefa fácil. É necessário que o indivíduo encontre uma atividade que desperte sua curiosidade, para que assim, a ela surja e flua com mais facilidade. Outro ponto importante, é estruturar a tarefa, pois dessa forma a pessoa consegue ter insights criativos com mais agilidade.

Por isso a importância do processo criativo, onde o indivíduo planeja suas atividades com criatividade, esforço e inovação, e assim, constrói um produto/ideia que tenha algum valor, tanto para ele, como para o restante da sociedade.

Quando falamos em criatividade todos pensam que se trata de algo que surge facilmente para determinadas pessoas, que acabam sendo vistas como mais criativas e mais solucionadoras de problemas que as demais.

Isso pode até ser verdade, no entanto, até mesmo estas pessoas, que têm a sua criatividade mais aflorada, contam com um roteiro e realizam alguns processos, que lhes ajudam a deixar as ideias cada vez mais frescas em suas mentes e assim encontrarem soluções verdadeiramente criativas para lidar com as situações mais desafiadoras de seu dia a dia.

Neste sentido, o processo criativo se configura como um passo a passo que algumas pessoas seguem e que todos nós podemos elaborar o nosso próprio e segui-lo, com o objetivo de estimular a criatividade em nossa mente e aplicá-la nos mais diversos âmbitos da vida.

Trata-se de algo verdadeiramente importante para a nossa existência e desenvolvimento, pois nos permite sair sempre a frente, uma vez que, com a implementação de hábitos, que podem ser praticados diariamente, a nossa criatividade passa a ser despertada e, assim, conseguimos lidar com muito mais habilidade com os desafios rotineiros que a vida nos impõe.

Ser de luz, existem três ações que ao serem colocadas em prática, resultam no processo criativo, são elas:

Atenção focada: o momento em que a pessoa enxerga um problema ou uma oportunidade.

Fuga: quando deixamos de pensar apenas na realidade presente e abrimos a mente para novas conexões.

Movimento:  quando exploramos a imaginação e geramos novas ideias para construir conexões inéditas.

Se observarmos bem, estas três ações acontecem com frequência em nosso dia a dia, quando nos deparamos com um problema e ficamos refletindo sobre ele constantemente; quando paramos de pensar um pouco nele e acabamos encontrando uma solução para este desafio, expandindo a nossa consciência e pensando em outras coisas; ou quando estamos movimentando o nosso corpo, realizando uma atividade física, por exemplo, e a nossa mente se sente estimulada com isso e acaba encontrando as soluções que tanto buscávamos para lidar com as situações problemáticas que nos incomodavam.

Você é feliz?

Tendo maior consciência sobre tudo isso, as chances de que você desenvolva um processo criativo, que verdadeiramente lhe ajude a despertar a sua criatividade constantemente, aumentam de forma significativa, já que, ao se deparar com um problema, você colocará em prática uma destas ações e terá maior probabilidade de encontrar uma solução criativa para ele, com muito mais rapidez que os demais.

7 Formas de estimular a criatividade entre os colaboradores

Depois de entender o quanto a criatividade é importante para empresas de todos os setores, descubra formas de estimulá-la entre os seus colaboradores. Ao fazer isso, dará um passo importante rumo à inovação, o que é essencial para os negócios que desejam se adequar à nova realidade do mercado.

1 – Dê liberdade para os colaboradores criarem

Em primeiro lugar, é preciso deixar claro que não existe criatividade sem liberdade criativa. Se os funcionários forem constantemente cobrados a seguirem uma cartilha, não terão espaço para pensar de forma diferente e inovar. Pense bem, se contratou cada uma dessas pessoas é porque confia no potencial delas. Então, deixe-as livres, claro que não totalmente porque uma empresa precisa seguir certos processos, mas é importante que sintam que têm essa abertura para pensarem além.

2 – Considere a diversidade ao formar equipes

No momento de contratar ou de determinar quem serão os responsáveis por um projeto, considere a diversidade de perfis. Quando se tem indivíduos que pensam de forma diferente, cada um com seus pontos fortes, trabalhando em um mesmo objetivo, forma-se um ambiente altamente propício para o surgimento de ideias criativas. O que não aconteceria em uma equipe homogênea, com perfis semelhantes.

3 – Faça brainstorming individual

Em uma sessão de brainstorming em grupo, é comum que os introvertidos fiquem mais acanhados e acabem ocultando suas ideias. Uma forma de evitar isso e estimular a criatividade entre todos, é pedindo que cada colaborador realize um brainstorm individual e envie de três a cinco ideias para determinado projeto. Assim, sem a pressão de falar perto de todos, é bem provável que as ideias se aflorem com mais naturalidade.

4 – Evite a microgestão

Equipes que são microgerenciadas tendem a se sufocar com o excesso de controle do supervisor, o que mata qualquer tentativa de criatividade. No passado, esse tipo de gestão, considerada paternalista, até era mais comum, entretanto, com o passar do tempo, foi ficando cada vez mais claro que as pessoas precisam de espaço para pensar e agir com autonomia dentro de uma empresa, pois é através disso que ela pode se diferenciar.

5 – Destine um tempo semanal para a criatividade

Uma prática da Google que tem se tornado comum em muitas empresas, principalmente as de tecnologia, é ceder aos colaboradores uma carga horária semanal dedicada à inovação. A quantidade de horas depende de cada companhia, algumas determinam um dia todo por semana, outras o período da manhã ou tarde ou algumas horas.

Nesse tempo, os colaboradores poderão realizar pesquisas, desenvolver projetos, encontrar formas de melhorar os produtos e serviços já oferecidos pela empresa. Pense em como essa estratégia pode beneficiar o seu negócio e determine como deverá ser colocada em prática.

6 – Ofereça uma direção e deixe seus colaboradores criarem

Dificilmente alguém tem ideias criativas do nada, sem ter um local para direcionar suas ideias. Por essa razão, não dá para simplesmente dizer para os seus funcionários serem criativos, é preciso dar um direcionamento a eles, apresentar qual é o objetivo a ser alcançado. É após isso que vem a autonomia para que criem e desenvolvam soluções.

7 – Seja gentil com as ideias que não forem utilizadas

De acordo com especialistas em inovação, apenas cerca de 5% das ideias que uma equipe apresentar serão realmente válidas e colocadas em prática. Então, o que fazer com os outros 95%? A resposta é: receber com gentileza, sem fazer com que seus criadores se sintam menosprezados. Quando esse cuidado não é tomado, uma pessoa que teve uma ideia ruim, se sentirá totalmente desestimulada, o que possivelmente irá comprometer sua habilidade de criar a partir daquele momento.

O segredo para manter o ambiente propício à criatividade é acolher a falha com naturalidade, até porque é através dela que vem o aprendizado. Citando mais uma vez a Google como exemplo, certamente muitos erros aconteceram, e ainda acontecem, até chegarem aos produtos que conhecemos hoje.

Você se lembra do Google Glass, aqueles óculos com realidade aumentada? Foi um projeto muito falado, mas que não vingou por ser ter um custo alto e pouca utilidade. O que fizeram? Mudaram a abordagem e direcionaram a um público específico. Os erros fazem parte e precisam ser vistos com naturalidade para que não comprometam todo o processo criativo de uma equipe.

Como bem disse o autor William Plomer, a criatividade é o poder de conectar o que aparentemente estava desconectado. Incentive sua equipe a pensar fora da caixa e poderá alcançar resultados extraordinários!

Aproveite para enviar este artigo para os seus amigos e mostrar a eles o quanto a criatividade é importante no mundo dos negócios!

Copyright: 665227582 – https://www.shutterstock.com/pt/g/wowomnom

Fontes:

https://exame.abril.com.br/blog/instituto-millenium/as-pessoas-nascem-criativas/

https://www.forbes.com/sites/forbescoachescouncil/2017/12/21/15-ways-leaders-can-promote-creativity-in-the-workplace/#6a18195758ef

https://exame.abril.com.br/tecnologia/7-fracassos-do-google/

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: