atencao-seletiva-dicas

Confira 5 Exemplos de Atenção Seletiva e Aprenda a Desenvolvê-la!

Por: José Roberto Marques | Ativadores Mentais | 27 de agosto de 2019

Provavelmente, você já ouviu alguém falar que possui atenção seletiva. Mas você sabe o que isso significa realmente? O termo remete à capacidade de focar em apenas um fragmento de toda a informação ao seu redor, excluindo tudo o que é irrelevante, como ruídos sonoros, distrações visuais ou condições psicológicas que podem tirar a atenção.

Quando usada da maneira correta, a atenção seletiva e como ela pode te ajudar a ter um melhor desempenho profissional. Vale ressaltar que algumas pessoas usam a técnica apenas para guardar informações superficiais que não a ajudam mais tarde. Por isso, é importante que você seja estratégico ao direcionar a sua atenção.  

O processo de alguém se concentrando fortemente em algo, aplicando a atenção seletiva, também é chamado de estado de flow. Ou seja, quando estamos tão concentrados em algo, que tudo ao nosso redor parece “sumir”. Isso acontece, geralmente, quando amamos o que estamos fazemos e nos conectamos, profunda e verdadeiramente com o nosso trabalho ou tarefa. A ideia vale para a vida pessoal também. Imagine que você está lendo um livro de forma tão concentrada, que não percebe o que está acontecendo ao seu redor. 

Para que fique ainda mais claro como isso funciona no dia a dia, selecionei 5 exemplos de atenção seletiva. Continue lendo o texto para ver quais são eles e ainda aprenda como desenvolver a atenção seletiva no seu dia a dia. 

Você é capaz de crescer e desenvolver-se continuamente!
Quer saber como? Acesse meu ebook “O Poder do Autoconhecimento”!

Atenção seletiva: aprenda como funciona na prática

Nada melhor do que usar exemplos para explicar as coisas, não é verdade? Por isso mesmo, fiz uma seleção especial com exemplos práticos de como a atenção seletiva se manifesta ou de como ela pode ser aplicada. Acompanhe:  

1 – Isolando sons: o conceito de atenção seletiva se refere ao ato de conseguirmos fragmentar os estímulos (visuais, olfativos, de temperatura e/ou sonoros) que nos cercam. Na hora do almoço, por exemplo, você pode optar por ouvir apenas o canto do passarinho na janela ou o narrador esportivo da TV, que está anunciando os gols da rodada. Concentre-se somente nesse som, com o passar do tempo, você perceberá que ouve tudo ao seu redor, mas tem sua concentração em somente um elemento sonoro.

2 – Exercite sua mente: a mente é uma ferramenta poderosa, mas que precisa de exercícios para se desenvolver e aprimorar todos os dias. Você pode treiná-la com jogos de raciocínio, como de memória, quebra-cabeças, cruzadas, encaixe de peças, entre outros. Concentrar-se em um detalhe para resolver o todo é à base da atenção seletiva.

3 – Organize as ideias: além de ser um excelente exercício para a sua mente, consiste em uma forma de estabelecer um plano de ação para realizar os seus objetivos. Anote em uma página quais são as 5 ideias que você tem e que deseja colocar em prática, tanto na vida pessoal quanto profissional. Então, escolha as duas que tiverem mais distanciamento lógico entre si e comece a estabelecer relações entre elas. Não importa que as relações pareçam absurdas, apenas ignore as demais ideias que estão na sua lista.

4 – Treine nas redes sociais: atualmente, a maior parte das pessoas tem mais de uma rede social e tira algum tempo diariamente para atualizá-las, fazendo novas publicações, respondendo mensagens ou mesmo conferindo o que os amigos estão fazendo. Geralmente, nesse momento a atenção se dissipa em várias partes ao mesmo tempo. Você pode, por exemplo, estar no tablet, celular e no notebook simultaneamente. 

Para ajudar a aumentar a sua atenção seletiva, você pode estabelecer um tempo de 10 minutos para conferir suas mensagens e dedicar outros 5 minutos para cada rede social, fragmentando o momento entre cada mensagem ou visualização. Mesmo que seu celular permaneça com mais mensagens chegando, você deve focar em uma conversa por vez, sem se distrair, pois é o momento de treinar a sua capacidade de selecionar o que quer ver. Além de ser benéfico para a sua prática, você também limita o tempo que usa as redes sociais. Caso você não trabalhe com isso, a ideia é ótima para aumentar a sua concentração em outras tarefas. 

5 – Leia em lugares públicos: quando pensamos a respeito de atenção seletiva, exemplos podem parecer distantes, mas pense em quantas pessoas você já viu lendo no ônibus ou em uma praça com muito barulho em volta. A capacidade de se concentrar na leitura mesmo com tantos estímulos na volta ajuda a trabalhar o cérebro para se concentrar somente no que você precisa.

No fim das contas, os casos acima mostram que conseguir estabelecer prioridades dando destaque para os assuntos mais relevantes, é muito positivo. As consequências boas servem para você ter uma rotina de trabalho assertiva e saudável para a sua mente e também para aliviar o cérebro do turbilhão de informações a que nós somos submetidos diariamente. 

Agora, com esses exemplos, fica mais fácil de enxergar como e quando você pode trabalhar a sua atenção seletiva? Se você tiver mais algum exemplo que gostaria de compartilhar, não fique tímido! Pode escrever nos comentários, assim que acabar de ler o texto. 

Você é capaz de crescer e desenvolver-se continuamente!
Quer saber como? Acesse meu ebook “O Poder do Autoconhecimento”!

Comece a praticar e veja sua atenção melhorar

Que tal começar a colocar as ideias acima em ação? Comece aos poucos e vá evoluindo à medida que sente a necessidade. Com o passar do tempo, você vai ver que será muito mais capaz de exercer sua atenção seletiva sem se esforçar tanto. Sua mente já estará tão treinada, que será mais fácil praticar automaticamente. Além de ser bom para exercitar a mente, o processo também é essencial para que você se torne uma pessoal mais bem organizada e dedicada tanto no trabalho quanto na vida pessoal. 

Se precisar de ajuda com esse processo de evolução, pode contar com o coaching. O método possui técnicas efetivas que podem ajudar você a trabalhar o seu autodesenvolvimento e a inteligência emocional, que é a sua habilidade em gerenciar sentimentos. Excelente para colocar os problemas pessoais em uma caixinha enquanto trabalha, não é mesmo? Experimente e veja o quanto você pode progredir em pouco tempo com a ajuda de um profissional de coaching. 

 

Compartilhe o artigo nas suas redes sociais e inspire outras pessoas a trabalharem na atenção seletiva também!

 

Copyright: Snapgalleria/Shutterstock

Deixe seu Comentário: