Voltar

Impactos da Procrastinação na Produtividade no Trabalho

Publicado em | 0 comentários
Produtividade

Lightspring/Shutterstock A procrastinação afeta diretamente a produtividade do profissional em seu trabalho

A procrastinação está diretamente ligada à baixa produtividade no trabalho, pois a falta de interesse e foco nas atividades reduz drasticamente grau de comprometimento do colaborador com a entrega de suas demandas. Com isso, ele perde grande parte do seu tempo concentrado em coisas que em nada agregam aos seus resultados e perfomance.

Neste sentido, segundo uma pesquisa realizada pela Robert Half, empresa americana, especializada em recrutamento; existem quatro comportamentos que colaboram diretamente para a improdutividade organizacional.

Abaixo apresento a lista das atitudes que são vilãs da produtividade no ambiente de trabalho. Se você tem o hábito de deixar tudo para depois, avalie se estas ações, de alguma forma, também não estão prejudicando seu crescimento e desempenho profissional. Leia e Reflita:

Comportamentos que Afetam a Produtividade no Trabalho

  • 35% Navegar na Internet (sites e redes sociais)
  • 27% Conversas de Corredor (dentro ou fora de seu setor/mesa de trabalho);
  • 20% Atender ligações e responder emails pessoais;
  • 07% Excesso de emails corporativos

E ai, você também faz isso? Quando alguns destes quatro comportamentos improdutivos permeiam a rotina de um profissional, não é difícil descobrir porque seus resultados estão sempre abaixo do esperado. Na maioria dos casos, quando não acontece uma mudança real no mindset do colaborador em decorrência de sua procrastinação, de sua forma de pensar e agir, ele corre o risco inclusive de perder seu emprego.

Este desempenho, abaixo da média, reforça ainda mais no protelador sua ansiedade, estresse e os sentimentos de culpa, inércia e inoperância frente à própria vida. Por isso, é importante ter mecanismos efetivos que lhe permitam mudar sua relação com o tempo e as demandas de trabalho e da vida pessoal.

Efeitos Negativos da Procrastinação na Vida Pessoal e Carreira

A procrastinação frequente se transforma num problema crônico, ou seja, numa espécie de doença comportamental, pois desencadeia: estresse, tristeza, desmotivação, apatia, falta de confiança; o que resulta no sentimento constante culpa em decorrência da também constante má gestão do tempo.

Com a repetição deste comportamento, procrastinar se torna um tipo de vício que faz com que a pessoa, mesmo já prevendo seu sofrimento futuro, e mesmo sabendo das consequências negativas de suas ações, continue a deixar tudo para a última hora.

Assim, chegar no horário, entregar projetos e demandas de trabalho, dentro dos prazos, ou mesmo comparecer a um compromisso profissional importante; se tornam tarefas difíceis para o procrastinador. Consequentemente, isto também lhe faz perder muitas oportunidades de crescimento na carreira e na empresa.

E mesmo que o ato de adiar, frequentemente, a conclusão de suas tarefas e responsabilidades, tenha tantos efeitos colaterais, na vida pessoal do procrastinador seus comportamentos não são muito diferentes. Também neste contexto, o indivíduo que protela vive a arranjar mil e uma desculpas para adiar seus compromissos e não colocar em prática suas metas logo.

Deste modo, ações corriqueiras como: iniciar uma dieta, fazer uma poupança, exercícios físicos, cuidar da saúde, dar maior atenção aos estudos, resolver pequenos problemas domésticos ou mesmo dedicar mais tempo às relações familiares e amorosas, ficam sempre em segundo, terceiro, quarto planos.

Por fim, se você quer vencer a procrastinação definitivamente, aumentar a sua produtividade e impulsionar seus resultados profissionais e pessoais, minha dica é: invista em Coaching. Para isso, faça a formação Professional & Self Coaching – PSC e ouse ir além em todos os sentidos.

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!