Voltar

O Que é um Psicólogo Comportamental?

Publicado em | 0 comentários

Pressmaster/Shutterstock O Psicólogo Comportamental ajuda seus pacientes a identificar as fontes de comportamentos nocivos e a reforçar aqueles que são benéficos e positivos

Um psicólogo comportamental é o profissional especializado em Psicologia Comportamental. Esta, por sua vez, é uma das vertentes da Psicologia que estuda o ser humano a partir das interações entre seus: comportamentos, crenças, pensamentos, emoções e ações.

Este conceito da Psicologia é baseado no Behaviorismo, que teve como seus percussores os psicólogos: John Watson e Edward L. Thorndike. Segundo a linha de estudo defendida por estes especialistas, o real objeto de todo estudo psicológico deve ser o comportamento.

Desta teoria surgiram outras linhas independentes como o: comportamentalismo e a análise dos comportamentos. Assim, podemos afirmar que trabalho de um psicólogo comportamental consiste em ajudar seus pacientes a identificar os comportamentos, crenças limitantes e emoções que estão bloqueando os seus resultados, bem aqueles que potencializam suas ações.

A partir desta identificação, o profissional tem mais condições de trabalhar para ajudar seus clientes a eliminar os comportamentos nocivos, os reforços negativos e a conquistar uma vida, profissional e pessoal, mais saudável, feliz e equilibrada.

Reforço Positivo e Reforço Negativo

Neste sentido, segundo Thorndike, o ser humano, assim como os outros animais, tem comportamentos de acordo com os estímulos, externos e internos, que recebe. O que o psicólogo americano quis dizer é que bons comportamentos são potencializados pelo que chamamos de (reforço positivo).

Em outras palavras, o que Edward nos fez compreender, é que nós tendemos a repetir atitudes positivas quando nos sentimos recompensados por elas e, quando aquele comportamento, nos traz a diminuição de suas influências negativas sobre nossa vida.

Veja um exemplo simples e prático do que estou falando – Chegar todo dia no trabalho no horário certo. O reforço positivo, nesta situação, está em manter uma boa reputação profissional e também o emprego. Já o reforço negativo consiste em: evitar reclamações do chefe e garantir que não haverá descontos no salário ao final do mês.

Veja outra situação. Por exemplo: Imagine  que há uma barra de chocolate deliciosa, em cima de uma mesa, porém ao encostar, neste local, levamos choques elétricos fortes. Qual será o seu comportamento – tomar o choque, para pegar o doce, ou deixar de lado o chocolate e evitar a dor ou mesmo a morte?

Por um senso de preservação natural, logicamente, qualquer pessoa sensata optaria por não sofrer dor ou ameaça. Entretanto, quando perdemos nosso referencial de comportamento, não vemos a situação por este viés e nos arriscamos a nos machucar. Por isso, precisamos de auxílio especializado de um psicólogo comportamental para reencontrar a essência de quem somos e recobrar nossos sentidos.

Este pensamento se aplica às nossas relações: amorosas, familiares, interpessoais e profissionais. Quando somos opressores e queremos sempre estar no centro das atenções e decisões, ou, submissos demais, e deixamos nossas vontades de lado para satisfazer o outro; isto denota comportamentos negativos também.

Estes, por sua vez, podem ser reforçados por nossas ações no trabalho, quando não dizemos “não” ao excesso de tarefas; em nosso casamento, quando impomos nossa vontade, ao nosso parceiro, e decidimos sozinhos, o que é bom ou ruim para o casal, e assim por diante. Por isto, esteja sempre atento aos seus comportamentos e busque o equilíbrio.

Boa sorte!

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!