Voltar

O desenvolvimento humano na teoria de Piaget

Publicado em | 0 comentários

© Depositphotos.com / imagepointfr De acordo com o psicólogo Jean Piaget, desde crianças, as pessoas são construtores ativos de conhecimento, como pequenos cientistas que estão constantemente criando e testando teorias sobre o mundo.

Jean Piaget (1896-1980) foi um psicólogo e filósofo suíço que passou a maior parte de sua carreira se dedicando a compreender o raciocínio das crianças, inclusive de seus filhos, descobrindo que os processos de pensamento delas possuem uma lógica própria, totalmente diferente dos adultos.

A partir de suas reflexões e buscas sobre como se constrói o conhecimento e se desenvolve a inteligência, Piaget gerou um grande impacto positivo no âmbito da psicologia e na construção de um sistema educacional efetivo para aprendizagem infantil.

De acordo com ele, “crianças não são depósitos vazios, mas sim construtores ativos de conhecimento. Pequenos cientistas que estão constantemente criando e testando suas teorias a partir de suas observações sobre o mundo.”

Com base nesta ideia, Piaget formulou sua teoria de que o conhecimento evolui progressivamente por meio de estruturas cognitivas (raciocínio) que substituem umas às outras em estágios.

Estágios do desenvolvimento

De acordo com Piaget, o indivíduo possui padrões de ações físicas e mentais que estão relacionados a fatos específicos de inteligência. Esse processo evolutivo é constituído por quatro estágios:

1º Estágio: Sensório-motor: de 0 a 2 anos

Nesta fase, a inteligência é prática. O bebê assimila mentalmente o meio em que vive sem construção de pensamento, ele apenas define esquemas de ação por meio da repetição e imitação.

2º Estágio – Pré-operatório: de 2 a 7 anos

Neste estágio, a criança possui uma inteligência simbólica e assimila suas ações por imagem, chegando a confundir aparência com realidade. Este estágio também é caracterizado pela centralização no próprio eu e sentimento de posse e egocentrismo, além de ser a famosa fase dos “por quês”, em que tudo precisa ter uma explicação.

3º Estágio – Operacional concreto: de 7 até 11 ou 12 anos

Nesta etapa, a criança é capaz de fazer análises lógicas, não age apenas por observação imagética e começa a atingir um nível cognitivo mais elevado, desenvolvendo habilidades de empatia, concentração, responsabilidade, organização, colaboração, respeito mútuo e relacionamento interpessoal.

4º Estágio – Operacional formal: de 12 anos em diante

Ao contrário da fase anterior, o adolescente tem um raciocínio lógico e sistemático. Possui capacidade de desenvolver conceitos, ideias e deduções sem precisar de um referencial concreto.  A partir deste estágio, a maior característica é a habilidade de criar hipóteses e de buscar explicações e soluções para os problemas por meio das possibilidades:“o que poderia ser” ou “como fazer diferente”.

Jean Piaget deixou um legado extraordinário para a educação, que nos beneficia até os dias de hoje e possibilita o entendimento sobre o desenvolvimento dos pequenos pensadores e, assim, contribui para um mundo cada vez melhor!

E você? Qual legado pretende deixar? Comente e compartilhe com seus amigos em suas redes sociais.

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!