Voltar

Feedforward: Indo Além do Feedback  

Publicado em | 0 comentários

 

Wakebreakmedia/Shutterstock O Feedforward é um a poderosa forma de olhar para frente e antecipar o futuro

A difusão do feedback é algo primoroso, mas não está livre de críticas – como, aliás, o próprio olhar de quem pratica o feedback nos ensina a encarar as coisas. Criou-se, sobretudo no Brasil, uma cultura do feedback que tem alguns vícios. Entre eles está o de receber o feedback apenas com um olhar voltado para o passado. O condicionamento existe também pela lógica do termo, no qual “back” nos remete ao passado, àquilo que já aconteceu e merece uma avaliação.

Os críticos desse enfoque apontam que o termo feedback vinha sendo esgotado por conta desse hábito de atribuir a essa ferramenta apenas um caráter de olhar no retrovisor, com excessiva atenção ao passado e uma posição meio que de costas para o futuro. Isso de modo algum combina com a perspectiva do Coaching, que tem todos os olhos – os físicos e os imaginários – voltados para a frente, e por isso pode ser dito hoje em alto e bom som que a cura para esse mal é mesmo a associação entre o feedback e Coaching.

A parceria rende ainda muitos frutos e, como você também já sabe há algumas páginas, só tende a turbinar as duas práticas, sobretudo o feedback que passa a contar com uma enormidade de outras ferramentas, técnicas e modelos para potencializar seu funcionamento.

Feedforward – Uma nova Forma de Crescer Olhando Para Frente

Mas antes mesmo que este antídoto para imunizar o feedback estivesse devidamente pronto e disponível a quem quisesse usá-lo, um debate foi sendo travado entre os que pretendiam livrar essa ferramenta de retroalimentação de ser encarada como um espelho de retrovisão, voltado para trás. O desdobramento disso vem sendo dado por uma abordagem que quer, desde o nome, olhar para frente: o feedforward.

Antes que repitamos esse palavrão mais uma vez vale a pena insistir que “forward” em inglês quer dizer à frente, adiante, dando a ideia de olhar para frente. Essa perspectiva de se voltar para o futuro já é bastante própria dos coaches e muito característica do sentido de feedback com o qual você vem experimentando contato por aqui, mas até para exercitar o fundamento do Coaching de extrair o que há de melhor em tudo, é importante conhecermos as qualidades dessa nova conceituação.

Você pode ter inclusive franzido o cenho ao ouvir mais esse termo em inglês, que parece ser só mais um daqueles modismos passageiros que tanto invadem o mundo dos negócios, da administração, do dia a dia das organizações e das estratégias de autoconhecimento.

Se foi o seu caso, é difícil tirar sua razão por tê-lo feito. Mas vale a pena dar alguma atenção a esse termo. Só por ser uma quase derivação do feedback, uma expressão e uma prática pra lá de sedimentada entre nós, temos razão para acreditar que o feedforward não seja daqueles termos que mal passam o inverno entre nós e antes mesmo da chegada do verão já desaparecem para dar lugar a um outro qualquer.

Esse conceito, derivado de uma costela do feedback, tem se mostrado capaz de andar por si só e de marcar presença no campo minado em que escolheu pisar. Em parte porque ele fornece um novo gás ao feedback, impedindo que ele caduque diante dos maus usos de que ele tem sido vítima.

Muitos veem no feedforward a esperança para se corrigir os tropeços dados no feedback, aplicando inovações que são na verdade resultantes da má aplicação do próprio feedback. Para você que já conhece o Coaching, há uma boia de salvação mais segura onde se agarrar, o que não nos impede, entretanto, de extrair desse novo conceito o que nele há de melhor.

 

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!