Voltar

A diferença entre dom e talento

Publicado em | 0 comentários

Entenda a diferença entre dom e talento. Clique aqui e confira! | Depositphotos Maridav

Quando alguma pessoa apresenta uma desenvoltura perfeita ao desempenhar determinada atividade, dizem que ela tem um dom ou talento para aquilo. Apesar de serem empregadas de formas semelhantes, o significado da palavra dom é diferente da definição de talento e, portanto, representam características distintas.

Dom vem do latim donus, que significa dádiva, presente. Nessa perspectiva, trata-se de uma capacidade inata para desempenhar com destreza e maestria determinada tarefa, até mesmo em aspectos que elas parecem mais complexas para a maioria das pessoas. Como exemplo, podemos citar uma criança que mostra desde cedo uma afinidade muito grande para tocar determinado instrumento.

Quando falamos em facilidade em executar ou aprender determinada atividade, vale lembrarmos que o significado da palavra dom não tem como sinônimo a genialidade, já que essa condição ocorre somente com alguns indivíduos e devido a questões cerebrais que ainda estão sendo desvendadas pela ciência. Já o dom pode ser encontrado em qualquer pessoa.

Apesar de ser muito parecido com o dom em definição, o talento se distingue por ser justamente uma habilidade que pode ser desenvolvida ou aperfeiçoada. Trata-se de um gosto especial, uma aptidão, uma predisposição espontânea a algo, que atinge sua plenitude por meio de muito treino, disciplina e perseverança. Nesse sentido, ser muito bom em determinada atividade somente depende de você. Já diz o ditado que “todo talento é 1% inspiração e 99% transpiração”.

O exemplo mais claro disso são os atletas. Para que ele seja considerado realmente bom no que faz e um campeão em sua área, precisa muito mais do que apenas gostar de praticar um determinado esporte. Além da paixão pelo que faz, é necessário que seja totalmente comprometido, disciplinado com suas atividades e horários e, principalmente, que esteja em constante treinamento.

Você sabe qual é o seu dom e talento?

Saber qual é o seu dom e talento é tão determinante para sua existência que ambos os termos são empregados como missão de vida. Além da espiritualidade, outras áreas também são beneficiadas quando você conhece melhor as suas capacidades e aperfeiçoa as suas habilidades.

Apesar do significado da palavra dom estar diretamente relacionado a alguma característica com a qual já nascemos, ele somente poderá tornar-se visível se a praticarmos. Não adianta nada nascer com algo especial se não formos devidamente lapidados.

No caso do talento, a necessidade de desenvolver aquilo que você faz com paixão é ainda mais evidente. Não adianta somente saber qual a atividade que o deixa satisfeito se você não se esforça para aperfeiçoar seu conhecimento e executá-la bem. Nesse caso, seus sentimentos, pensamentos e comportamentos devem ser devidamente bem conduzidos para serem utilizados de forma produtiva.

O autoconhecimento é fundamental para descobrir qual o seu dom e talento, os quais permitirão identificar a carreira que deseja trilhar e seus objetivos. Dessa forma, você se sentirá mais confiante, realizará todas as tarefas com maestria e superará todos os desafios.

Todos nós crescemos com características próprias e específicas, sejam hereditárias ou acumuladas e aprendidas ao longo do tempo. E é exatamente a junção dessas aptidões que formam a nossa personalidade e nos abrem caminhos para compreendermos nossa própria vocação, aquilo que podemos fazer com qualidade e que nos traz resultados extraordinários, seja no contexto pessoal ou mesmo profissional.

Neste sentido, compartilho com você um trecho muito interessante da Bíblia que pode exemplificar bem o que estamos falando. Trata-se da Parábola dos Talentos (Mateus 25, 14 – 30).

“Porque isto é também como um homem que, partindo para fora da terra, chamou os seus servos, e entregou-lhes os seus bens. E a um deu cinco talentos, e a outro dois, e a outro um, a cada um segundo a sua capacidade, e ausentou-se logo para longe. E, tendo ele partido, o que recebera cinco talentos negociou com eles, e granjeou outros cinco talentos.

Da mesma sorte, o que recebera dois, granjeou também outros dois.

Mas o que recebera um, foi e cavou na terra e escondeu o dinheiro do seu senhor.

E muito tempo depois veio o senhor daqueles servos, e fez contas com eles. Então aproximou-se o que recebera cinco talentos, e trouxe-lhe outros cinco talentos, dizendo: Senhor, entregaste-me cinto talentos; eis aqui outros cinco talentos que granjeei com eles. E o seu senhor lhe disse: Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei, entra no gozo do teu senhor. E, chegando também o que tinha recebido dois talentos, disse: Senhor, entregaste-me dois talentos; eis que com eles granjeei outros dois talentos. Disse-lhe o seu senhor: Bem está, bom e fiel servo. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor. Mas, chegando também o que recebera um talento, disse: Senhor, eu conhecia-te, que és um homem duro, que ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não espalhaste; E, atemorizado, escondi na terra o teu talento; aqui tens o que é teu.

Respondendo, porém, o seu senhor, disse-lhe: Mau e negligente servo; sabias que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei? Devias então ter dado o meu dinheiro aos banqueiros e, quando eu viesse, receberia o meu com os juros. Tirai-lhe, pois, o talento, e dai-o ao que tem os dez talentos. Porque a qualquer que tiver será dado, e terá em abundância; mas ao que não tiver até o que tem ser-lhe-á tirado”.

Para finalizar, quero deixar apenas uma reflexão que, acredito, podem te levar a conhecer e estimular a desenvolver ainda mais o seu potencial grandioso: O que você tem feito para multiplicar seus dons e talentos?

Se fizer sentido, convido você a compartilhar este conhecimento!

 

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!