importancia-do-dialogo

Diálogo – Por que ele é importante em um momento de crise?

Por: José Roberto Marques | Blog | 23 de outubro de 2017

Existe um célebre ditado que diz que – “Dois monólogos não fazem um diálogo”. E esta frase nos faz pensar, justamente, no significado da palavra diálogo: um conceito tão pregado no dia a dia, mas que, muitas vezes, é pouco vivenciado na prática pelas pessoas nos diferentes ambientes onde elas transitam. Como reflexo disso, cresce também o desrespeito, a intolerância e a violência entre os indivíduos, que preferem perder seu tempo hostilizando quem pensa diferente ao invés de realmente buscar ouvir o que o outro tem a dizer.

Neste sentido, eu quero convidar você a refletir sobre este tema comigo e também, a avaliar, de 0 a 10, qual é o nível da qualidade da sua comunicação com o outro no seu momento atual. Consegue dialogar ou tem dificuldade em fazer isso? Sabe ouvir, conversar ou apenas tagarela o tempo inteiro? Reflita!

Significado da Palavra Diálogo

A palavra diálogo tem origem no termo “dialogus”, que por sua vez vem do latim. Segundo a definição universal, pode ser entendido como a interação entre duas ou mais pessoas. É aquela conversa em comum que temos com os outros em nosso trabalho, nos momentos em família ou nos ciclos sociais. É uma troca de ideias, quando um fala e é ouvido, ouve e também fala e, este movimento acontece de forma mútua e alternadamente.

Logo, a frase que abre este texto se torna bastante autoexplicativa.  Entretanto, como nós bem sabemos, nos dias atuais, as pessoas têm se tornado tão intolerantes quanto a ideias diferentes das suas que, a capacidade de dialogar, tem sido, para muitos, um atributo raro. E não é exagero. A todo o momento, especialmente nas redes sociais, nós vemos pessoas que brigam pelos mais variados motivos, mas que são incapazes de dialogar de forma positiva.

Saber conversar é essencial em nossa vida, pois salvos os casos, em todos os contextos precisamos interagir com outras pessoas. No trabalho, precisamos nos comunicar com nossos colegas, superiores, parceiros e clientes. Em casa, com os membros da nossa família. Nos ambientes públicos com nossos amigos os indivíduos que assim como nós, os compõe e por aí vai.

Por isso mesmo, especialmente nos momentos de crise, é essencial ter inteligência emocional e social para saber lidar com as diferentes opiniões e conversar amistosamente, ou seja, sem brigar ou atacar ninguém. E sabe por quê? Porque assim como nós, cada um tem sua própria história, crenças, valores e formas de enxergar o mundo. Não é porque alguém não pensa igual a nós, que esta pessoa não merece ser respeitada. A grande sacada está em saber ouvir, conversar, em apresentar seu ponto de vista e ouvir o do outro, mas sem obrigar ninguém a aceitar ou concordar com sua visão e nem ser obrigado a fazer isso.

O Papel do Diálogo nos Momentos de Crise

Nos últimos tempos, vivemos a todo o momento, a eminência de uma 3ª Guerra Mundial. Líderes de países importantes como: Estados Unidos e Coreia do Norte; ficam, cada um do seu lado, com seus discursos ameaçadores. Um diz que tem bombas nucleares e o outro diz que se, o “inimigo” usá-las: vai revidar imediatamente. Esta luta de forças pode acabar colocando o mundo todo em perigo. Pode parecer um exemplo drástico, mas este é mais um caso de como a falta de diálogo é algo ruim e pode levar a atitudes extremas.

No ambiente familiar não é diferente. Pais que têm dificuldades em se relacionar com seus filhos acabam criando uma relação distante, onde à comunicação se torna algo extremamente difícil. Isso acontece porque, nestes casos, os seus descendentes não se sentem seguros, ouvidos e respeitados, o suficiente, para expressar suas ideias e emoções verdadeiras.

Em decorrência desta falta de conversa surgem os conflitos que, muitas vezes, geram o distanciamento e o sentimento de incompreensão entre os familiares. No dia a dia, isso causa muitas brigas, discussões infindáveis e acaloradas e até mesmo sobressaltos como gritos e agressões, pois quando as pessoas não são verdadeiramente ouvidas, elas também podem ter enorme dificuldade em ouvir o outro.

O diálogo surge como uma oportunidade de crescimento para todos que estão abertos ao entendimento. É uma forma de entender o posicionamento do outro e, essencialmente, uma chance para se chegar a um consenso e resolver as diferenças por meio da troca saudável de ideias e não pelo uso da força bruta. O diálogo traz paz. A falta dele gera guerras e grandes conflitos.

Neste sentido, posso dizer, sem errar, que no dia a dia, uma ferramenta que pode ajudar muito as pessoas a evoluírem neste aspecto é o Coaching.

Coaching Para Melhorar o Diálogo

Saiba que o Coaching é, antes de tudo, um método de desenvolvimento humano. Visa o aprimoramento das pessoas em todos os sentidos: técnico, emocional e comportamental. Para isso, saber como desenvolver uma comunicação assertiva é fundamental à evolução de todos os indivíduos, afinal, nos relacionamos com o mundo por meio da interação entre nós. Portanto, quanto maior for à qualidade do nosso diálogo, melhores serão as nossas relações e os nossos resultados pessoais e profissionais.

Para isso, o Coaching tem uma poderosa ferramenta chamada “Ouvir na Essência” que representa sentir com a alma e ouvir além das palavras. Isso quer dizer, aprender a decifrar o outro por meio da forma como seu corpo se expressa também, pois mais de 50% da nossa comunicação é não verbal. Logo, falamos muito mais com o nosso gestual do que propriamente com as palavras e saber “ler” aqueles ao nosso redor pode nos ajudar muito.

Desenvolver esta habilidade ajuda a ter um diálogo interno e externo mais efetivo, a perceber melhor as pessoas e, consequentemente, a entendê-las melhor também. Na prática, este é o momento para exercitar a empatia (capacidade de se colocar no lugar do outro) e de pensar melhor no peso de cada palavra, pois como sempre digo, elas têm grande poder. Assim, o Coaching trabalha no sentido de identificar os fatores emocionais e comportamentais que estão impedindo a pessoa de interagir positivamente, com foco em eliminar estas barreiras e desenvolver esta importante habilidade no indivíduo.

No dia a dia, “ouvir na essência” se aplica em todos os momentos como, por exemplo, para evitar ou mesmo contornar crises e desentendimentos no trabalho e na vida de modo geral. É preciso saber dialogar para transformar o conflito de ideias, num poderoso brainstorm na equipe ou numa decisão familiar analisada em conjunto e que se deu a partir da conciliação da opinião de todos.

É preciso saber dialogar quando seu filho tem dificuldade em aceitar um “Não”, explicando para ele, detalhada e pacientemente, suas razões com muita clareza, amor, carinho e respeito. De todos; este é, sempre, o melhor caminho, uma vez que é o que nos permite conciliar as ideias diferentes e nos aprimorar enquanto seres humanos. Ouvir e ser ouvido: são atitudes importantes, nobres e inteligentes, pois se configura num eterno exercício de aprender e de ensinar sempre. Quanto mais aberto, mais rico é este processo!

Diálogo é uma forma de demonstrar respeito pelo outro e por si mesmo, de exercitar sua capacidade de compartilhar seus pensamentos, crenças, valores e emoções, com respeito, e de também ouvir o pensar dos outros com deferência, ou seja, sem ofender ninguém. Exercite esta habilidade em todos os contextos de sua vida e, se sentir dificuldade em expressar suas ideias, em entender a si mesmo e o outro, busque ferramentas para desenvolver e aprimorar esta qualidade e conte sempre com o Coaching.

Por fim, lembre-se de que o mundo precisa de mais pessoas dispostas a dialogar e a se ouvirem mais também, pois esta é uma poderosa forma de combater as intolerâncias, injustiças e desumanidades e de inspirar positivamente todos ao nosso redor. Faça isso também, entre para esta corrente do bem: exercitar a congruência entre suas palavras e ações, esteja aberto ao novo e diferente e respeite a opinião do outro do mesmo modo como deseja ser respeitado. Crie vínculos positivos e viva o caminho do diálogo!

Copyright: 373552009 – https://www.shutterstock.com/pt/g/deandrobot