os-tipos-de-atencao

Conhecendo os 4 Tipos de Atenção

Por: José Roberto Marques | Blog | 05 de dezembro de 2017

Quando se trata do processo de aprendizagem, uma das ferramentas mais importantes é a atenção. É necessário manter o foco no que está sendo ensinado para conseguir absorver o conhecimento e memorizá-lo. Neste sentido, a psicologia considera quatro tipos de atenção, que são utilizados em momentos diferentes, de acordo com o que se deseja desfrutar. Veja quais são eles e descubra como melhorar a sua capacidade de se concentrar.

Os 4 Tipos de Atenção e Suas Características

Conhecer os tipos de atenção é fundamental para que aprenda como manter a concentração com mais eficácia e para evitar se distrair e perder o foco em temas importantes para você, tanto no aspecto pessoal como profissional.

Atenção Concentrada

A atenção concentrada é aquela onde o indivíduo mantém o foco apenas naquilo que está fazendo, ignorando todos os outros estímulos ao seu redor. É o tipo de atenção que, normalmente, é usado em grande parte dos processos de aprendizagem, como assistir uma aula, ler um livro ou fazer uma avaliação. Quando estamos concentrados em algo que nos desperta interesse a satisfação, costumamos entrar em estado de flow.

As pessoas que conseguem se concentrar têm maior facilidade para aprender e dificilmente se deixam levar por distrações quando estão focadas. Já os indivíduos com algum transtorno de atenção como o TDAH, por exemplo, têm dificuldade para se concentrar nas atividades que estão realizando e costumam se distrair, perdendo o foco facilmente. Nesse caso, é necessário buscar tratamento, pois é possível aprender a lidar com esse quadro e encontrar formas de manter a conexão com as questões que realmente importam.

Atenção Sustentada

É muito fácil chamar a atenção de uma pessoa, mas pode ser um grande desafio mantê-la atenta durante um longo período de tempo. A atenção sustentada é a capacidade de manter esse foco por várias horas de forma contínua, mesmo que se esteja realizando uma atividade repetitiva. Quando você se mantém atento durante filmes, reuniões ou palestras longas, por exemplo, está sustentando a sua atenção.

Atenção Seletiva

Quando confrontado com uma série de estímulos ou fatores ambientais, o cérebro humano responde naturalmente, selecionando algo para focar sua atenção. Trata-se da chamada atenção seletiva, que envolve a possibilidade de escolher um entre os muitos fatores ou incentivos para manter o foco. Quando você está no trabalho, por exemplo, está cercado por pessoas falando, o computador, o telefone, mas decide selecionar as suas atividades e manter a atenção sobre elas.

Quase todas as pessoas usam esta capacidade cognitiva durante grande parte do dia. Afinal, estamos sempre expostos a uma série de fatores ambientais em casa, na escola, no trânsito e no escritório, por exemplo. Então, o cérebro responde se concentrando naquilo que é mais importante naquele determinado momento. Entender essa habilidade é necessário para que se aprenda a priorizar e dar atenção ao que realmente importa.

Atenção Alternada

Como o próprio nome sugere, é a capacidade de alternar ou transferir seu foco de uma atividade para outra. Quando você está trabalhando e recebe uma ligação, por exemplo, após desligar, volta sua atenção ao que estava fazendo. O cérebro também se adapta instantaneamente, mesmo que a segunda atividade exija um nível diferente de conhecimento.

Semelhante à atenção seletiva, a alternada também é uma habilidade que é usada quase que a todo o momento. Todos os dias, é necessário fazer mudanças repentinas em atividades e ações, que exigem que a atenção seja alternada. Um bom exemplo é o ato de dirigir, em que precisamos estar atentos a vários elementos diferentes, incluindo os comandos do carro, pedestres e o trânsito.

Dicas Para Melhorar a Atenção

Após saber mais a respeito dos principais tipos de atenção, irei compartilhar algumas dicas para melhorar a sua concentração e, assim, se tornar uma pessoa mais produtiva e com maior facilidade para aprender.

Faça Pausas Durante a Realização de Suas Atividades

Embora existam pessoas que consigam manter a atenção sustentada durante longos períodos, uma grande parte só se mantém completamente focada durante, no máximo, uma hora. Então, o ideal é se programar, seja no trabalho ou estudos, para realizar suas atividades ininterruptamente por 60 minutos e fazer pausas de 10 minutos para descansar a mente.

Durante o intervalo você poderá fazer um lanche, alongar o corpo, checar o celular ou qualquer coisa que não tenha relação com o que estava fazendo. Assim, conseguirá oferecer o descanso que o seu cérebro precisa para retornar com a mesma atenção de antes.

Faça Várias Refeições Durante o Dia

Os profissionais da área da saúde costumam indicar que não se passe mais do que cerca de três horas sem se alimentar. Além de ser importante para o corpo, essa atitude irá te ajudar a manter a concentração. Isso se explica pelo fato de que, se estiver com fome, o seu cérebro não terá toda a energia que precisa para se manter concentrado e, também, ficará mandando sinais de que você precisa comer, desviando sua atenção. Mas claro, faça escolhas assertivas e evite excessos alimentares.

Aproveite algumas das pausas que sugeri no tópico anterior para se alimentar. Contudo, lembre-se de ingerir alimentos leves, pois se comer itens muito gordurosos e pesados, a distração ocorrerá pela sensação de mal-estar que eles causarão. O ideal é sempre ter frutas e outras opções saudáveis a mão, para evitar desconfortos como estes.

Mantenha o Ambiente Organizado

A sua mesa de trabalho ou estudo pode exercer uma grande influência sobre o seu poder de concentração. Se estiver em meio à bagunça, dificilmente conseguirá manter o foco naquilo que precisa. Outro ponto importante tem relação com o seu conforto, pois, se estiver em uma posição desfavorável, o corpo logo emitirá sinais de cansaço e irá interromper a concentração.

Procure manter o seu ambiente de trabalho organizado e limpo, eliminando todos os objetos que não são importantes. Atente-se para a sua posição durante a realização da atividade e sente-se em uma cadeira ergonômica, em que sua coluna permaneça ereta, e, de preferência, ofereça apoio para os braços. No chão, coloque um apoio para os pés também.

Hábitos Que Ajudam a Melhorar a Concentração

Além dessas três dicas, existem alguns hábitos que podem te ajudar a melhorar a sua capacidade de concentração. Confira!

Meditar: a meditação é uma atividade amplamente recomendada por médicos, pois ajuda a relaxar e treinar a mente para se concentrar.

Autoconhecimento: conhecer os seus sentimentos, pontos de melhoria e fatores que causam sua desatenção é fundamental para que entenda os elementos capazes de tirar sua concentração e, assim, evitá-los.

Exercite a mente: assim como acontece com diversas outras atividades, quando se trata de concentração a prática também é necessária. Quanto mais exercitar sua habilidade de concentração, mais facilidade terá em manter o foco.

Durma bem: dificilmente uma pessoa consegue manter a concentração quando está cansada. Então, é importante investir em ter boas noites de sono para que renove suas energias para o novo dia que virá.

E você, como está a sua capacidade de concentração? Acredita que consegue exercitar os quatro tipos de atenção que citei? Reflita, coloque em prática minhas dicas, deixe a sua opinião nos comentários e aproveite e compartilhe o artigo em suas redes sociais!

Copyright: 638543803  – https://www.shutterstock.com/pt/g/gustavofrazao