Tirando a Equipe da Zona de Conforto Por meio do Coaching Group

Por: José Roberto Marques | Blog | 06 de fevereiro de 2017
Grupo de profissionais dentro e mulher fora da zona de conforto

AeChan/Shutterstock Ajudar a equipe de profissionais a sair de sua zona de conforto é essencial para que o Coaching Group tenha sucesso

Ao profissional que realiza processos de Coaching Group é fundamental que o coach procure, a partir de diversas metodologias, auxiliar seus clientes coachees nesse caminho de desenvolvimento pessoal e profissional. A Aprendizagem Experiencial é uma metodologia que pode auxiliar nesse processo de transição entre despertar o coachee sair da sua zona de conforto e levá-lo a zona expansível onde se gera a maior quantidade de desenvolvimento e aprendizagem.

O coach deve iniciar as atividades dentro de uma se­quência, desde a mais simples e avançar até as atividades mais complexas. O projeto de um programa de sucesso guia a energia do grupo de participantes até a Zona Expansível durante a maior parte do tempo, a medida do possível. Para reduzir os efeitos da ansiedade negativa, os participantes não devem ser forçados a participar das atividades, posto que sua participação deve ser livre e espontânea, orientada pelo princípio de Challenge by Choice.

Como o Coaching Ajuda o Grupo a Sair da Zona de Conforto

No Coaching em Grupo, o coach deve procurar levar os participantes da zona de conforto a zona expansível, com um enfoque orientado a fazer as coisas a partir de uma nova perspectiva, coisas novas e diferentes. Quando vamos além dos limites de um indivíduo ou grupo, estaremos rompendo a Zona de Pânico, na qual se estima uma aprendizagem muito limitada devido seus temores e ansiedades, e se disparam os alarmes interiores, em que os mecanismos de defesa de cada indivíduo se ativam.

A zona de pânico é marcada pelo estresse, ou seja, é uma zona dominada pelo instinto de sobrevivência e não é guiada pela razão. Os psicólogos definem o estresse como a percepção de desequilíbrio entre a demanda e a capacidade de resposta, baixa condições que se percebem como uma ameaça. No momento em que se ingressa na zona de pânico, a recuperação pode ser lenta ou rápida, dependendo de cada indivíduo e corre o risco de perda da credibilidade do programa e seus benefícios. Neste instante corre-se o risco dos coachees perderem a confiança e credibilidade do coach.

Estas três zonas, Conforto, Expansível e Pânico, são estritamente subjetivas e particulares de cada indivíduo. A Zona de Pânico de um participante principiante pode ser para outro participante, com mais experiência, sua Zona de Conforto. Cada indivíduo tem seu próprio ritmo de aprendizagem, seus próprios temores, suas fobias íntimas, medo causar danos, cair, medo do ridículo, escuridão etc.

Em decorrência das diferenças, que é um fator característico do ser humano, já que nenhuma pessoa é igual a outro é normal que as reações das pessoas mediante o desen­volvimento de alguma atividade, jogo, ou mesmo ao entrar em contato com tantas pessoas sejam dispares. Sendo assim é fundamental que o coach tenha total domínio das técnicas metodológicas para não criar disfunções no grupo.

 

Deixe seu Comentário: