arrogante-comportamento

Ser Arrogante é Viver com Medo

Por: José Roberto Marques | Blog | 02 de maio de 2019

Você já conviveu com uma pessoa arrogante? Ou já te disseram que este é um dos seus pontos de melhoria? Um dos piores comportamentos que qualquer pessoa pode ter é ser arrogante. Ela é de difícil convivência seja nas relações pessoais ou profissionais. Sente-se superior as outras, orgulhosa, melhor e dessa maneira trata aqueles que estão ao redor com desrespeito e desprezo.

Este tipo de comportamento tende a afastar as pessoas e dificulta as relações. É claro se você é muito bom em alguma coisa, tem um conhecimento maior sobre certo tema ou até mesmo tem mais recursos materiais você trabalhou para alcançar todos esses objetivos e merece ser reconhecido. Mas a verdade é que nada disso nós faz melhor do que ninguém, pois nada disso representa quem nós somos na essência.

Todos somos iguais independente de nosso diploma, trabalho, status social ou conta bancária. Todos sofremos, temos medos e inseguranças, estamos procurando amor e felicidade. Nosso cerne são nossas crenças e nossa vontade de evoluir. Para tanto temos que reconhecer que somos todos iguais e contribuir para a evolução daqueles que nos rodeiam, com humildade, colaborando assim para nossa própria evolução pessoal.

Conquiste resultados extraordinários através do Coaching!
Clique aqui e conheça mais sobre essa poderosa metodologia!

Mas por que afinal alguém se torna uma pessoa arrogante? Sem nem perceber, isso pode se transformar em um mecanismo de defesa de uma pessoa insegura. Muitos podem acreditar que a arrogância é uma confiança excessiva, mas ela é exatamente o contrário. Se você tem segurança em si, em seu trabalho, em sua personalidade e carisma não precisa ficar se exibindo por aí, tentando provar a todos o seu valor, pois ele transparecerá por você, por sua fala, atitudes e pelos resultados que alcançar.

Se somos confiantes em nós mesmo, temos uma autoestima alta e não precisamos menosprezar o outro para nos sentirmos bem porque sabemos que temos capacidade de realizar e criar. A pessoa arrogante precisa constantemente se auto afirmar e se importa com a opinião alheia, então está sempre na defensiva, e uma das formas de se defender é atacando, colocando os demais para baixo.

A insegurança e o medo o movem, desse modo o arrogante vive em um Estado de Sofrimento. Sofre porque se compara, porque quer ser valorizado, mas não sabe como se expressar. Sofre porque acredita que pode ser ultrapassado por outros. Sofre ainda porque não se acha merecedor ou porque, em realidade, não tem as capacidades que declara.

Quando estamos em um Estado de Sofrimento tudo o que fazemos e falamos parte deste Estado e só gerará mais sofrimento, tanto para você quanto para as pessoas de seus sistemas. É um estado de dor, comparação e julgamento. Quando somos arrogantes ou tomamos atitudes assim, somos tomados pelo orgulho, pela soberba e pela vaidade, sentimentos que não engrandecem.

Você só consegue se sentir bem fazendo os outros se sentirem mal? Você acredita que é especial ou melhor que os outros, e que, portanto, tem mais merecimento e valor? Seu ego tem que ser constantemente alimentado para que você se sinta bem? Você realmente se sente confiante em seu trabalho e em sua vida social?

Você é feliz?

É preciso refletir sobre nossos pensamentos, atitudes e comportamentos regularmente para verificarmos se não estamos cometendo ações parecidas com as listadas acima, sem que ao menos estejamos nos dando conta. Invista no Autoconhecimento, ele é o único caminho para encontrar suas verdades mais preciosas, se transformar e ter mais qualidade em suas relações e uma vida mais plena.

Assim se você percebeu que comente muito dessas atitudes tente entender o porquê disso. Onde estão suas inseguranças? Do que você tem medo? Você está tentando fazer as pessoas se afastarem de você? Por quê? Você acha que é verdadeiro consigo mesmo? Você mostra a sua verdadeira natureza? Tem medo de ser vulnerável?

Se tem receios em ser vulnerável saiba que isso é uma das melhores coisas para o crescimento pessoal e espiritual. Quando somos vulneráveis e humildes estamos admitindo que não sabemos tudo, que não temos todas as respostas, que precisamos de ajuda. Afinal vivemos em sociedade, somos seres sociais, não podemos e não devemos viver sozinhos, quer queira ou não somos dependentes uns dos outros. E isso é maravilhoso, porque sabemos que podemos nos apoiar nos outros quando precisarmos.

Quando agimos com humildade compreendemos que estamos todos no mesmo nível, tratamos todos com respeito e igualdade sendo mais honestos com os outros e com nós mesmos, reconhecendo nossas limitações e estando abertos a pedir ajuda ou orientação quando precisarmos. Ninguém sabe tudo, ninguém tem todas as respostas. Tendo consciência disso nós nos abrimos para relações mais sinceras e para a colaboração em busca de um objetivo maior, em busca do crescimento espiritual.

Se alguém te tratar com soberba tente entender o que a leva a se comportar desse jeito. Será que ela se coloca como superior porque acha que você é inferior? Ou será que ela vê você como uma ameaça ou ainda gostaria de ter uma qualidade que você tem? Tente fazer este processo de uma perspectiva de não julgamento, assim lidará com essa pessoa de uma forma pacífica e o resultado será mais positivo. Se tiver este tipo de abordagem poderá contribuir para uma possível mudança e principalmente não se sentirá atingido por certos comportamentos.

A fonte da arrogância está em nos compararmos àqueles que nos rodeiam. Será que eu não sou tão bonito? Ela é mais inteligente que eu, sabe muito mais desse assunto, são afirmações que podem surgir em nossas mentes. Ou ainda: eu tenho mais dinheiro, fiz mais viagens, mas as pessoas parecem gostar mais daquela pessoa do que de mim.

Podemos nos sentir inferiores, e dessa maneira, queremos compensar este sentimento tentando nos exibir e provar de qualquer maneira que somos melhores ou tão bons quantos os outros. Isso só trará negatividade a nossas relações, pois não somos genuínos e não temos real interesse por aqueles que nos rodeiam, vivemos sempre pelo sentimento de julgamento. Então quando nos damos conta disso, afastando a arrogância podemos criar uma conexão natural e verdadeira, evitando as comparações.

Preparamos um teste para VOCÊ descobrir o quanto
é FELIZ! Clique aqui e conheça nosso
“Termômetro da Felicidade” !

Para verdadeiramente evoluirmos precisamos olhar para dentro de nós e entender de onde vem os sentimentos negativos para os eliminar de vez, assim somos mais humildes e vulneráveis para pedir ajuda e melhorar constantemente. Teremos relações mais plenas com todos que nos cercam pois verdadeiramente sabemos nosso valor e sabemos que não precisamos diminuir ninguém para nós engrandecer.

A verdade é que ninguém é perfeito, todos temos dificuldades e pontos de melhoria, assim como todos temos qualidades. Você pode se valorizar, ter orgulho de suas conquistas e declarar suas competências, mas quando está realmente seguro, desenvolve sua autoestima e sabe que nada, nem ninguém vai tirar tudo isso de você. O seu valor não depende da aprovação das outras pessoas e tudo aquilo que você fizer com empenho terá resultados extraordinários, então não precisa se sentir ameaçado por ninguém, e ser arrogante.

 

Copyright: 741581029 – https://www.shutterstock.com/pt/g/master1305

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: