pessoas-solitarias

Pontos Positivos e Negativos de Pessoas Que Gostam de Ficar Sozinhas

Por: José Roberto Marques | Blog

As pessoas que gostam de ficar sozinhas são vistas por muitos como solitárias, contudo, essa é uma visão limitada e que nem sempre é verdadeira. Claro que realmente existem aqueles que dizem gostar de estarem sós como uma forma de se protegerem e não mostrar suas fragilidades. Contudo, saber apreciar a própria companhia também pode ser bastante enriquecedor e promover algo tão importante para o desenvolvimento pessoal e profissional, que é o autoconhecimento.

Pessoas Que Gostam de Ficar Sozinhas e as Razões Que as Levam a Isso

Existem indivíduos que sentem a necessidade de ficarem sozinhos quando estão chateados e, também, aqueles que são assim naturalmente, ou seja, independente de algo de bom ou ruim ter acontecido ou não. Cada um tem suas razões para ser como é, e isso precisa sempre ser observado e respeitado. Porém, também é importante se atentar a determinados comportamentos, a fim de verificar se existe algo que precisa ser trabalhado.

O Coaching é uma poderosa ferramenta de desenvolvimento humano!
Conheça mais sobre essa metodologia,acesse
“Tudo Sobre Coaching”!

Neste sentido, entre os principais motivos que levam as pessoas a gostarem de ficar sozinhas, podemos destacar:

  • Preferem ambientes mais tranquilos e sem muito barulho;
  • Sentem-se desconfortáveis quando estão na presença de muita gente;
  • São do tipo que naturalmente falam menos e observam mais;
  • Gostam de passar o tempo em atividades que podem realizar sozinhas, como ler, assistir filmes, praticar esportes ou ouvir música, por exemplo;
  • São independentes para fazer o que desejam e não dependem de companhia para realizar suas atividades.

Se você se identificou com esses itens ou conhece alguém que tenha esse perfil, veja, a seguir, os pontos positivos e negativos de uma pessoa que gosta de ficar sozinha.

Pontos Positivos de Gostar de Ficar Sozinho

Enquanto alguns enxergam o fato de se estar só como solidão, outros o consideram como liberdade e um tempo importante para si. Se você faz parte do segundo grupo, confira os pontos positivos de saber lidar de forma tranquila com a ausência de companhia externa, seja em casa ou para realizar qualquer tipo de atividade.

Liberdade: como disse anteriormente, estar só é uma grande oportunidade para desfrutar da liberdade. Você pode definir o que vai comer, que filme vai assistir, que horas vai sair, para onde vai viajar, tudo isso sem depender de outra pessoa para decidir, tendo mais autonomia.

Autoconhecimento: passar mais tempo sozinho permite que você entre em sintonia com os seus pensamentos. Dessa forma, poderá se conhecer melhor e refletir sobre os seus comportamentos, ideias, sentimentos, resultados, suas qualidades e pontos que precisa desenvolver ou gaps que pode eliminar.

Inspiração: se gosta de escrever, pintar, compor, criar, desenhar, cozinhar ou realizar qualquer outra atividade que precise de concentração e criatividade, estar só é uma ótima maneira de se concentrar e evitar ser interrompido. Assim, abrirá caminho para a inspiração aparecer.

Aprender a Se Completar: muitos dizem que um amor vem para completar a vida de uma pessoa. Contudo, é importante saber que cada indivíduo é completo por si só e uma companhia deve servir para agregar. Ao gostar de ficar só, estará adquirindo a consciência de que é possível se sentir bem sozinho e que estar ao lado de alguém é uma questão de escolha e não de necessidade.

Autodescoberta: este ponto positivo é uma junção da liberdade e do autoconhecimento, pois permite que tenha a oportunidade de conhecer novos gostos e prazeres, como fazer uma viagem para um destino que nunca foi, conhecer novos estilos musicais, novos gêneros de filmes, enfim, se descobrir.

Tranquilidade: pessoas são ótimas, mas quando se deseja ter momentos de tranquilidade e paz, a solidão pode ser a sua melhor companhia para obter o silêncio interior que busca para relaxar e conectar-se consigo mesmo.

Você é feliz?

Pontos Negativos de Gostar de Ficar Sozinho

Assim como tudo na vida, gostar de ficar sozinho também tem o seu lado negativo. Se você tem esse perfil, é necessário estar atento aos sinais para identificar quando a necessidade de ficar só ultrapassar os limites saudáveis. Lembre-se de que gostar da própria companhia é completamente normal, entretanto é fundamental que esteja feliz e também saiba desfrutar da presença de outras pessoas, mantendo sempre o equilíbrio.

Pensando nisso, vamos conhecer alguns exemplos de quando “ficar sozinho” se torna sinônimo de isolamento e afastamento social e emocional do mundo:

Tristeza: o descontentamento que leva a reclusão pode ser bastante sabotador, pois ao invés de ajudar, ele faz com que se isole mais. Por isso, quando se está triste, a presença de uma pessoa querida pode te ajudar a passar por esse momento com mais leveza. Além disso, poder contar com alguém para desabafar é uma ótima maneira de entender melhor o que aconteceu e, assim, encontrar a cura para o seu sofrimento.

Ansiedade: a solidão pode levar um indivíduo a pensar demais sobre os acontecimentos, mesmo que sejam coisas banais, e fazer com que fique remoendo situações desnecessárias, causando ansiedade e sofrimentos. Isso faz com que fique isolado num mundo particular, onde não pode ser ajudado, sem que se permita ser apoiado, o que pode piorar seu quadro emocional.

Depressão: pessoas deprimidas tendem a preferir ficar sozinhas, não gostam de falar dos seus sentimentos e preferem se retrair. Contudo, poder contar com alguém, principalmente em momentos de crise, é fundamental para superá-los. Se esse é o seu caso, além de companhia, procure por um profissional para que possa iniciar o tratamento adequado e voltar a ter qualidade de vida.

Substituições Nocivas: mesmo sem perceber, muitos indivíduos, na busca por se sentirem preenchidos, encontram outras formas de se sentirem bem, mesmo que momentaneamente. Com isso, passam a exceder o consumo de alimentos ricos em gordura e açúcar, álcool ou, mesmo, começam a fazer uso de drogas e acabam se isolando.

Pressão Alta: muitos acreditam que a solidão seja sinônimo de total tranquilidade. Entretanto, existem casos em que as pessoas solitárias desenvolvem sentimentos de ameaça, que podem dar início a quadros de pressão alta.

Apesar de gostar de ficar sozinho ter pontos considerados negativos, eles podem ser contornados, basta que aprenda a enxergar a situação de outra forma e, claro, busque tratamento quando for necessário.

Descubra como anda o grau de felicidade em seus
relacionamentos!Acesse gratuitamente nosso
Teste ” O Termômetro da Felicidade”!

A Solidão é uma Questão de Ponto de Vista

Existem casos em que estar só é uma escolha e outros em que não há opção. Seja qual for a sua situação, saiba que a solidão é uma questão de ponto de vista, pois tudo depende de como você enxerga a sua vida e a si mesmo. Independente do que te levou a gostar ou querer estar só, procure adquirir uma visão positiva e aproveitar essa oportunidade para tomar decisões com liberdade e se descobrir.

Saiba identificar quando está feliz sozinho e, também, quando precisar de companhia para desabafar ou mesmo jogar conversa fora. Mostre para as pessoas com as quais convive que gosta de se reservar, mas que também sabe apreciar momentos agradáveis ao lado delas. Se souber equilibrar as duas coisas, certamente aprenderá a levar a vida com mais plenitude e alegria.

Quanto mais naturalidade tiver para enxergar os seus momentos de solidão, melhor aprenderá a lidar com eles e aproveitá-los com positividade. Assim, saberá apreciar as oportunidades de ter boas companhias, seja para um relacionamento amoroso ou para uma amizade. Escolha ter uma visão positiva da vida e seja mais feliz!

Copyright: 530048185 – https://www.shutterstock.com/pt/g/tzido

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: