superexposicao-redes-sociais-riscos

Os Riscos da Superexposição nas Redes Sociais

Por: José Roberto Marques | Blog | 28 de novembro de 2019

Não é mais novidade que, a cada dia que passa, aumenta a superexposição nas redes sociais. Das coisas mais simples as mais importantes, as timelines estão repletas de: status, fotos, vídeos, comentários, desabafos, indiretas ou diretas sobre o cotidiano das pessoas e sobre tudo o que acontece em sua vida pessoal, familiar, social, amorosa, profissional ou qualquer outra que tiver.

A constância de postagens é tão grande que, no Brasil, já representam 60% do trafego de internet, ou seja, a maioria do tempo gasto pelas pessoas navegando é no Facebook, Instagram, Youtube, Snapchat, Twitter e nas demais disponíveis. Isso também evidencia uma doença nova, mas que tem afetado muitos indivíduos: a dependência das redes sociais.

Pode parecer exagero, mas saiba que existem pessoas que sofrem para se desconectar, que dorme e acordam com o celular e que fazem questão de postar tudo que pensam e fazer em seu dia a dia. O que é mais alarmante é que esta superexposição é um mal que tem atingindo de crianças a idosos, e que precisa ser visto com atenção e respeito para que possa ser tratado assertivamente.

Vamos entender melhor os perigos da superexposição social.

Perigos da Superexposição nas Redes Sociais – Tome Cuidado!

Como não apenas pessoas de bem acessam a internet, postar tudo que você faz; os lugares que frequenta; as coisas que você tem e os horários que sai e chega a determinados locais; acaba fazendo de você uma potencial vítima da bandidagem, que existe tanto no mundo virtual como no real.

Por isso, tome sempre muito cuidado ao fazer seus check-ins (marcar sua localização) ou ao postar imagens com objetos de valor em suas redes sociais, pois pessoas mal intencionadas podem se aproveitar disso e se aproximar de você para cometer crimes. Cuide bem de sua privacidade e seja cauteloso!

Outro ponto muito importante diz respeito à exposição dos seus filhos ou de outras crianças, como parentes, filhos de amigos e afilhados. Evite postar imagens ou vídeos onde apareçam sem roupa, pois isso também atrai criminosos que buscam fotos desta natureza para alimentar sites de pedofilia.

Neste sentido, se você tem filhos pequenos ou adolescentes, com idades entre 09 a 16 anos, e se eles já estão também estão nas redes sociais, é importante orientá-los quanto às suas postagens e conversas. Digo isso, pois segundo uma pesquisa, 25% dos jovens nesta faixa etária, tem seu perfil totalmente aberto, ou seja, todos podem ver o que postam. Fique atento!

5 Perigos de Super Exposição dos Adolescentes

Adolescentes costumam assumir riscos e muitos com resultados não tão bons. Eles ainda precisam de limites. Ficar de olho é um trabalho preventivo dos pais. Quando se trata de tecnologia e adolescentes, normalmente as coisas perigosas poderão vir à tona como cyberbullying, vídeos explícitos, entre outros predadores online. Todos são incrivelmente prejudiciais, mais comuns do que as pessoas pensam, e devem ser discutidos. No entanto, existem perigos sutis e cotidianos de mídias sociais que são desconhecidas, ignoradas ou minimizadas. Precisamos educar os adolescentes e estabelecer os limites apropriados para que eles permaneçam seguros. Aqui estão as coisas perigosas diárias que as crianças estão fazendo nas mídias sociais.

Você é feliz?

  1. Fotos de Festas

Uma coisa é festejar, outra coisa é postar todas as suas atividades para amigos, familiares, inimigos e futuros empregadores verem. Os adolescentes não estão pensando em nada, somente no “aqui e agora” e na atenção que estão recebendo no momento, as curtidas, etc. Há três perguntas para eles responderem antes de postar algo: Você ficaria confortável com um futuro chefe ou com o diretor da sua escola vendo isso? Você está bem com seus pais ou avós vendo isso? Alguém que não gosta de você pode usar essas informações contra você?

  1. Comparando

Para os adolescentes, as mídias sociais rapidamente se tornam um programa, um lugar para que elas pareçam mais excitantes do que outras. E isso é no geral. É difícil não comparar nossas vidas quando tudo é postado on-line. Para os adolescentes, a mídia social rapidamente se torna um espetáculo, um lugar para que sua vida pareça mais excitante do que outras. É sobre construir uma imagem. O problema é que ele cria e nutre embelezamento, uma forma sutil, mas poderosa de mentir. Quando mentimos, nosso verdadeiro senso de identidade e de pertencimento é enfraquecido. Essas são duas das coisas mais importantes que os adolescentes estão desenvolvendo. Concentrar-se em criar fantasia, em vez de abraçar o seu verdadeiro eu, dificultando sua maturidade.

  1. Vestuário super sexualizado

Adolescentes, especialmente meninas, descobrem rapidamente que sua sexualidade recém-descoberta pode ser usada para atenção, até mesmo manipulação. A mídia social lhes dá um público mais amplo para ambos. Parece empoderante e eles não têm a maturidade para se auto-regular. Todas as consequências dos dois primeiros pontos se aplicam aqui.

  1. Tentativas de Vídeo Viral

Muitos querem ser a próxima sensação da Internet. Infelizmente, para fazer isso, você precisa fazer algo extremo. Muitas vezes isso resulta em fazer coisas que são fisicamente perigosas ou humilhantes. Não só eles podem sofrer ferimentos graves ou morte, mas eles não estão preparados para as consequências quando esses vídeos são carregados. 

  1. Humilhar ou Encarar Publicamente Outros

Infelizmente, isso não é apenas um problema do adolescente, é um problema para todos nós. Na verdade, estamos todo o tempo com nossos telefones com câmera e com fome de atenção. Toda vez que alguém faz algo embaraçoso ou falta de integridade, alguém o registra e o publica sem pensar. Agora acredito na responsabilidade apropriada. Um simples erro ou lapso no julgamento moral rapidamente se torna uma vida arruinada. Quando postamos um vídeo, compartilhamos ou participamos de um coro de comentários podem contribuir para a destruição de uma pessoa. Os adolescentes estão seguindo a nossa liderança e eles não param até que o façamos. 

Por fim, todo cuidado é pouco, uma vez que embora você tenha todo o direito de fazer suas postagens, ir aonde quiser, com quem quiser e fazer suas coisas em paz, não vivemos numa bolha sozinhos. Portanto, é bom sempre lembrar também que toda superexposição tem seus efeitos colaterais. Assim, quanto mais você posta a sua intimidade, mais está sendo observado e mais chances tem de se tornar algo da maldade de quem está do outro lado. Lembre-se disso, tome cuidado e seja feliz tanto dentro como fora de suas redes sociais!

Copyright: Ivanko80/Shutterstock

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: