empreendedorismo-socioeconomico-atual

O empreendedorismo como estratégia socioeconômica na atualidade

Por: José Roberto Marques | Blog | 27 de julho de 2020

Empreender é uma atividade que pode gerar lucros, conceber ideias milionárias e revolucionar a vida como a entendemos, nos mais diferentes setores econômicos. No entanto, mesmo os pequenos empreendedores aí do seu bairro também conseguem, dentro de suas limitações, melhorar a vida de si mesmos e de muita gente.

O empreendedorismo tem impactos socioeconômicos muito positivos na atualidade. Entre eles, podemos destacar:

  1. Empreendedorismo por oportunidade

Existem pessoas que nasceram com um verdadeiro dom para conduzir empresas. Estudam e possuem formação adequada para esta finalidade. No entanto, a realidade brasileira é muito diversa, e muitas pessoas optam pelo empreendedorismo exatamente porque não possuem muitos estudos para lutar por uma vaga no mercado de trabalho tradicional.

Assim, essas pessoas passam a costurar, cozinhar, fazer artesanato e prestar diferentes tipos de serviço por conta própria. Mesmo sem pretensões de serem donos de grandes multinacionais, essas pessoas conseguem bons rendimentos, muitas vezes melhores do que conseguiriam sendo funcionários pouco qualificados em empresas.

  1. Geração de empregos

Os empreendedores que conseguem ter um negócio formalizado, de proporções um pouco maiores, também adquirem importância socioeconômica porque geram empregos. Um negócio bem simples pode ter que contratar funcionários em sua linha de produção, contadores, motoboys, motoristas, assistentes gerais, recepcionistas, vendedores, enfim, é capaz de gerar empregos.

Além disso, um empreendimento compra matérias-primas em grandes proporções para manter suas atividades. Assim, tanto na geração de empregos quanto no consumo de materiais, a economia local é aquecida a partir da ação dos empreendedores.

Você é feliz?

  1. Novos competidores

Outra vantagem importante do empreendedorismo é que, quanto mais empresas forem criadas, maior será a concorrência em seus respectivos segmentos. Toda concorrência é importante para o consumidor, pois ela estimula as empresas a melhorarem constantemente seus produtos e serviços, além de tornarem seus preços mais acessíveis.

Para quem não quiser ir ao mercado comprar produtos de marcas consolidadas, talvez seja mais vantajoso apostar no mercadinho do seu bairro ou nos quitutes da sua vizinha. São pequenos empreendedores que, embora não consigam vencer as grandes empresas, são uma opção a mais em sua localidade, e também podem ter muita qualidade para mostrar.

  1. Empreendedorismo social

Por fim, entre as vantagens socioeconômicas do empreendedorismo, também se destaca o chamado empreendedorismo social. Neste tipo de atividade, as ações sociais (que promovem algum tipo de benefício às vidas das pessoas) são o seu principal produto.

É o caso de programas de geração de emprego em comunidades carentes, projetos que aumentam a acessibilidade das pessoas à educação, iniciativas de proteção ambiental, centros de saúde e distribuição de remédios em locais necessitados, entre outros. São empresas que podem sim ter fins lucrativos, mas que fazem do bem-estar social e ambiental o seu core business.

Esses são os principais mecanismos que fazem do empreendedorismo uma importante e necessária estratégia socioeconômica na atualidade.

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: