inovacao-empreendedorismo

Entenda a relação entre Empreendedorismo e Inovação nos dias atuais

Por: José Roberto Marques | Blog

A relação entre empreendedorismo e inovação está cada vez mais íntima, é bem difícil pensar em um negócio de sucesso que não trabalhe com foco em oferecer diferenciais reais e consistentes. Vivemos em um momento em que os consumidores estão ansiosos por acesso a soluções criativas e que contribuam para facilitar as suas vidas.

Empreender apostando em mais do mesmo é uma estratégia com grandes chances de dar errado. Mas, qual é a verdadeira relação entre essas duas palavras e como fortalecê-la no seu negócio? Continue acompanhando e descubra!

Qual a relação entre empreendedorismo e inovação?

Quem decide abrir uma empresa enfrentará uma série de desafios para manter seu negócio operante e uma das principais delas é conseguir ter um produto ou serviço relevante em médio e longo prazo no mercado. Se antes bastava investir em qualidade, atualmente, é importante que, além de excelente, o produto ou serviço oferecido pelo empreendimento se diferencie de seus concorrentes e tenha uma visão de futuro, em termos de atendimento de demandas que os consumidores nem sabem ainda que terão.

Logo, percebemos que a relação entre empreendedorismo e inovação está ligada à criação de negócios com potencial de longevidade. Basta fazer uma breve observação do ranking de companhias mais bem-sucedidas do mundo para perceber que os negócios criativos e inovadores se destacam. E não é só entre as gigantes, como Google, Facebook, Uber e Netflix, que essa visão focada em soluções ganha espaço.

Independentemente do porte de uma empresa, ela terá mais chances de se manter próspera no mercado se entregar algo diferente e relevante para seus consumidores. As pessoas querem investir seu dinheiro em soluções que tornem suas vidas mais fáceis e tranquilas. É cada vez menos representativo o número de empreendimentos que segue uma fórmula pronta no mercado. O futuro é das companhias inovadoras.

Oportunidade: a terceira palavra

O empreendedor que tem uma visão inovadora consegue criar oportunidades que o manterão no topo em médio e longo prazo. Basicamente, isso significa saber analisar o seu segmento de atuação, identificando os pontos que ainda não estão sendo devidamente atendidos e oferecer uma solução criativa para os clientes. O principal objetivo de um empreendedor inovador é transformar o seu setor por meio de um trabalho pautado pela qualidade e diferenciais.

Em muitos casos, não é necessário criar algo novo e sim entender o potencial da junção de diferentes elementos já presentes no mercado. Quando empreendedorismo e inovação caminham juntos é bem mais fácil conseguir obter sucesso. No processo de desenvolvimento de produtos e serviços, considere o potencial inovador que cada um possui.

Toda empresa pode e deve ser inovadora

Talvez você esteja no grupo de pessoas que acredita que o termo inovação está relacionado apenas a empresas do setor de tecnologia. Se essa é a sua ideia, prepare-se para abandoná-la por completo, pois inovação não é sinônimo de tecnologia e sim de mudança de um processo, visando deixá-lo melhor, mais agradável e eficiente.

Você é feliz?

Algumas marcas de maquiagem, por exemplo, passaram a oferecer junto com suas embalagens de pó solto aplicadores de formato triangular ao invés do tradicional redondo, uma ação simples e inovadora. A aplicação do produto na área dos olhos é muito mais fácil com o aplicador triangular e esse pequeno detalhe pode ajudar a fidelizar um número significativo de consumidores.

Percebeu como inovar pode ser, simplesmente, ter uma visão prática de como tornar mais fácil o uso do seu produto ou serviço pelo cliente? Nem sempre é necessário investir em tecnologias caras ou fazer uma grande mudança no setor de produção. Uma dica é ouvir seus consumidores para saber quais são as demandas que eles têm e pensar em formas de atendê-las.

Invista em uma cultura empresarial voltada para a inovação

Anteriormente, expliquei que inovar na sua empresa pode ser bem mais simples do que parece, sendo interessante olhar para pequenos detalhes. No entanto, para que a inovação se torne uma parte real da sua companhia, sugerimos a adoção de uma cultura inovadora. Isso significa trabalhar para que o desejo de fazer diferente esteja presente em toda a cadeia produtiva.

Ler sobre o seu setor e acompanhar as notícias relacionadas a ele, bem como um compilado sobre cenário econômico e político, torna você um gestor com mais conhecimento para articular boas estratégias. Incentive, também, seus colaboradores a lerem mais sobre cultura inovadora e darem sugestões sobre como melhorar os produtos e serviços. Ofereça, inclusive, incentivos financeiros na forma de bonificação para as sugestões mais bem aproveitadas.

Inovação está relacionada a diálogo e ampliação dos horizontes de todos que atuam no empreendimento. Empresas que tenham recursos podem e devem investir na constante capacitação e reciclagem de conhecimentos de seus funcionários. Boas ideias nascem da percepção de uma oportunidade de fazer diferente e isso somente acontece quando se alia conhecimento com desejo de fazer sempre melhor.

Inovar é preciso para se manter no jogo

Hoje em dia, empresas que não possuem uma atuação inovadora estão encontrando dificuldades para competir com aquelas mais diferenciadas. Em um futuro não tão distante, será quase impossível que empreendimentos sem o viés de inovação consigam se manter, pois esse é o perfil do novo consumidor.

Empreendedorismo depende de inovação para dar origem a uma empresa com potencial longevo no mercado.

E você, qual a sua opinião sobre inovação e empreendedorismo? Já a considera ao tomar decisões em seu negócio? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe o artigo com os seus amigos que também são empresários!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: