Tipos-de-depressão

Conheça os Tipos de Depressão Mais Comuns

Por: José Roberto Marques | Blog | 28 de julho de 2017

 

A depressão é uma doença que pode surgir motivada por diferentes causas e fatores. Dessa forma, existe uma divisão de tipos de depressão, categorias que foram criadas observando questões como os sintomas e o tempo de duração. Por isso mesmo, ao perceber os sintomas de qualquer um dos tipos da doença é essencial procurar ajuda médica, pois a depressão é uma doença emocional e física perigosa e que demanda tratamento orientado por um especialista.

Tipos de Depressão: Os 9 Mais Comuns!

Atualmente são encontradas cerca de nove formas diferentes dessa doença, e que também são as implicações mais observadas em pacientes na atualidade. Veja a seguir quais são elas e como identificar seus sintomas:

Depressão Psicótica –

As pessoas afetadas por essa depressão apresentam juntamente com os sintomas triviais da doença – como tristeza, necessidade de isolamento e perda de interesse por atividades que antes eram prazerosas – alucinações ou delírios.

Depressão Bipolar –

Um dos tipos de depressão que oferece mais dificuldade de diagnóstico, porque o indivíduo apresenta comportamento variante, indo de episódios de tristeza profunda para momentos de extremo bom humor. Variações bruscas de humor como estas citadas, marcadas pela bipolaridade, devem sempre ser observadas e trabalhadas.

Depressão Unipolar –

Nesse tipo de depressão, há apenas um polo, isto é, não existe alternância de humor como ocorre na depressão bipolar. Uma pessoa afetada pela doença pode dormir mais tempo que o habitual ou, então, ter dificuldades para dormir, mas não os dois sintomas ao mesmo tempo. Algumas pessoas emagrecem, enquanto outras engordam.

Depressão Reativa –

Pode-se dizer que é a depressão que surge devido a um acontecimento marcante e difícil de superar. Por exemplo, uma pessoa que perde um ente querido pode desenvolver esse tipo de depressão por ainda não ter a capacidade de reação emocional à situação e de lidar com sua dor.

Depressão Pós-Parto –

Para algumas mulheres, dar à luz a um bebê pode desencadear uma forte depressão pós-parto. Os sintomas da doença incluem tristeza profunda, falta de sentido na vida e sentimento de rejeição ao e pelo próprio filho. Quando não é tratada adequadamente pode afetar seriamente o relacionamento entre mãe e filho.

Depressão Sazonal –

Bastante comum entre as pessoas que moram em locais com pouca incidência do sol em alguns meses do ano, a exemplos de países frios da Europa. Dentre os sintomas mais observados nesses pacientes estão a constante sensação de cansaço, impulso por comer doces e falta de ânimo para realizar as tarefas diárias.

Depressão Atípica –

Tem como principal característica a apresentação de sintomas opostos aos mais comuns dos tipos de depressão mais conhecidos. Uma pessoa que desenvolveu esse quadro pode ter mais necessidade de ter contatos íntimos com outros indivíduos, bem como ter mais horas de sono e comer mais.

Depressão Pré-menstrual –

Algumas mulheres apresentam cinco ou mais sintomas de depressão durante a semana anterior à menstruação. Podem ocorrer episódios de choro sem motivo ou profunda tristeza. Nesse caso, os sintomas vão embora quando passa o período de tensão pré-menstrual.

Distimia –

Consiste num quadro depressivo, em que o indivíduo apresenta os sintomas da doença por um período de mais de dois anos. As pessoas afetadas por esse problema têm a tristeza como uma constante em suas vidas.

Todos os tipos de depressão são muito sérios e devem ser tratados com acompanhamento médico especializado. Se você identificou alguns destes sintomas em si mesmo ou ainda em pessoas próximas, busque ou ofereça ajuda para que o problema possa ser tratado adequadamente e para que, tanto você como seu amigo ou familiar, voltem a ter qualidade de vida, saúde mental e maior bem-estar.

Por fim, peço que compartilhe esse conteúdo com os seus amigos, pois a depressão é uma doença séria que precisa ser tratada, de forma a ajudar alguém que possa estar passando por um dos problemas citados.

Deixe seu Comentário: