Como um Líder Deve Agir com seus Liderados Diante de Cortes na Equipe

Por: José Roberto Marques | Blog | 22 de fevereiro de 2017
Nos momentos de demissão  saber como o líder deve agir com os funcionários é essencial

Andrey Popov/Shutterstock O líder deve tratar com respeito e humanidade os profissionais que precisa demitir

Por melhor que seja o gestor é certo que é sempre um desafio saber como um líder deve agir com seus liderados e como deve se portar em várias situações. Uma delas é quando precisa fazer um corte na equipe, momento que mexe com as emoções de todos, pois o desligamento repentino de vários colegas, além de causar tristeza e comoção, faz com que todos, de algum modo, sintam-se ameaçados também.

Entretanto, quando se é uma liderança nem tudo são flores e não dá para fugir das responsabilidades. Por isso, do mesmo modo que, em tempos de bonança é preciso contratar novos profissionais e aumentar a equipe, nos momentos de crise também é necessário fazer cortes para que a empresa consiga se manter. Isso não quer dizer que esta seja uma tarefa fácil, especialmente quando o líder precisa escolher quem vai demitir dentro de um grupo capacitado, comprometido e coeso.

Como um Líder Deve Agir Deve Lidar com Cortes

Com a crise que assola o Brasil, muitas empresas tiveram que dispensar seus funcionários para poder suportar os efeitos da refração da economia brasileira. Isso obrigou muitos líderes a terem que fazer grandes cortes em suas equipes e a enxugar o pessoal. Como resultado, mais de 12 milhões de brasileiros ficaram desempregados e, de uma hora para outra, viram sua vida tomar um rumo inesperado.

Embora o contexto não seja o melhor, é nestes momentos que um líder deve buscar agir como sabedoria para buscar minimizar ao máximo os efeitos negativos que uma demissão em massa traz, tanto para quem sai como para quem fica. Na prática, isso consiste em conduzir este processo de forma humanizada, comunicando os colaboradores da demissão e informando, com respeito e transparência, os motivos da organização ter que fazer isso.

Você é feliz?

Nestes casos é importante manter a calma e ouvir o que os funcionários têm a dizer, uma vez que é um momento delicado para ele também e, seu direito, expor seus sentimentos e opiniões. Ao informar os profissionais da demissão, reconheça suas colaborações e os resultados obtidos na empresa. Por mais que não seja o suficiente para amenizar a tristeza da perda do emprego, saber que são reconhecidos pode ser um alento para que não percam suas esperanças.

Enquanto líder lembre-se sempre destas dicas quando precisar fazer cortes em sua equipe e busque agir sempre de maneira assertiva, respeitando o momento dos seus profissionais e oferecendo-lhes todo o suporte para que possam entender claramente as razões para o desligamento e seus direitos.

 

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: