pessoa-comunicativa-dicas

16 Dicas de Como Ser uma Pessoa Comunicativa no Trabalho

Por: José Roberto Marques | Blog

Você sabe como ser uma pessoa comunicativa no ambiente de trabalho? Saiba que desenvolver esta competência pode ser mais simples do que parece. Tudo começa por uma mudança de atitude em seu dia a dia e de sua abertura para aprender. Neste sentido, se você busca ascensão e sucesso profissional, desenvolver sua capacidade de interagir e estabelecer uma comunicação efetiva com os colegas é fundamental.

A comunicação é a ponte que liga você ao futuro desejado na empresa. Portanto, quanto mais você evoluir neste aspecto, maiores serão suas chances de sucesso.

16 Dicas de Como Ser uma Pessoa Comunicativa

As dicas que darei a seguir são bastante simples, mas podem fazer uma grande diferença nas suas relações profissionais. Para colocá-las em prática é necessário deixar a timidez de lado, mas, claro, sem perder a sua personalidade. Confira:

Mantenha-se motivado e conquiste resultados extraordinários!
Baixe meu ebook “O Colecionador de sucessos”, é um presente!

1 – Tenha um Conteúdo Interessante

Ao desenvolver sua coragem para iniciar conversas com os colegas de trabalho, ou mesmo com o seu chefe, é também necessário ter algo interessante para dizer. Pessoas que têm conteúdo são naturalmente mais seguras, pois sabem que têm algo positivo a acrescentar em eventuais conversas ou em reuniões de trabalho, por exemplo. Sendo assim, procure sempre agregar valor aos seus conhecimentos técnicos e gerais, mantenha-se sempre bem informado sobre o que acontece no País, cidade, no mundo e no setor de atuação da sua empresa.

2 – Participe das Atividades em Grupo

Para quem está pensando em como ser uma pessoa comunicativa no trabalho é muito importante estar aberto a participar de atividades em grupo. O relacionamento entre pessoas que trabalham juntas quase sempre extrapola os limites da empresa, gerando situações sociais como um happy hour ou mesmo uma roda de conversa antes do retorno do almoço. Nessas situações pessoais você pode aproveitar para se integrar e conhecer melhor seus colegas.

3 – Seja Solícito

As pessoas se tornam mais abertas com quem se mostra mais solícito, isso significa que, se você demonstrar proatividade e interesse em ajudar os seus colegas, eles ficarão mais pré-dispostos a iniciar conversas e a ajudá-lo também. Simples mudanças de atitude podem fazer com que você seja mais bem percebido por todos ao seu redor e nem precise, necessariamente, se empenhar tanto em driblar a timidez, pois eles mesmos irão se comunicar mais com você.

4 – Aprenda a Ouvir na Essência

Engana-se quem pensa que os indivíduos que não são comunicativos ouvem mais os outros. Ouvir de verdade não se limita a escutar as frases ditas por outro indivíduo, mas sim em analisar, sem julgamentos, e encontrar uma solução para os problemas apresentados. Além disso, quando aprendemos a ouvir na essência, nos tornamos profissionais mais preparados para apresentar respostas inteligentes.

5 – Não tenha vergonha de se comunicar

Dê abertura para que as pessoas se aproximem de você e não tenha vergonha de expor suas opiniões. Caso tenha dificuldades para driblar a timidez, procure participar de atividades que estimulem o trabalho em equipe e desenvolvam sua autoestima. Aulas de dança, atividades físicas, cursos de teatro ou até mesmo terapias podem ajudar a fortalecer sua autoconfiança e melhorar a sua comunicação.

6 – Elimine Crenças Limitantes

O poder do pensamento é imensurável no que diz respeito à maneira como nos comportamos, pois representa o nosso sistema de crenças. Dessa forma, se você acredita que é uma pessoa apta a se desenvolver bem numa situação social, assim será. Nutra ideias positivas em relação a si mesmo, aos seus conhecimentos, habilidades e à sua capacidade de interação social. Essa mudança interna de comportamento é imprescindível para quem está pensando em se tornar mais comunicativo no trabalho e na vida.

Você é feliz?

7 – Fortalecer a confiança e o respeito

A pessoa que participa e respeita toda a equipe na elaboração dos projetos e metas, dando espaço para a criatividade e contribuição de cada colaborador para o alcance desses projetos, fortalece o sentimento de confiança e respeito. Isso faz com que a equipe cresça junto e se sintam motivados.

8 – Relações interpessoais

É importante que você enxergue o outro como mais do que colega de trabalho e lembre-se de que há um ser humano ali. Ninguém precisa ser melhor amigo, mas é interessante que todos se deem minimamente bem. Saber se colocar no lugar do outro, ser empático e prestativo. Trabalhe a questão das relações interpessoais. Esse é o grande segredo da comunicação.

9 – Adaptação

é possível que o período inicial de um novo trabalho seja nebuloso. Afinal, você e o resto da equipe ainda estão se conhecendo. Além disso, é o momento em que você mais precisa aprender sobre processos e burocracias. Portanto, é fundamental que os colegas de trabalho ajudam a ensinar como as atividades são feitas e se esforcem para enturmar o novato. Pequenos gestos fazem a diferença!

10 – Otimismo

Sim, pensar positivo é um elemento-chave do profissional dinâmico e comunicativo pois, com a quantidade de tarefas que precisa executar; estar aberto aos desafios e recebê-los de forma positiva é fundamental para que possa fazer seu trabalho com bom humor, otimismo e a confiança de que vai conseguir dar conta de tudo.

11 – Resiliência e Proatividade

Por fim, junte tudo isso a uma boa dose de resiliência, para lidar com os momentos de dificuldade, e de proatividade, para agir no momento certo, que, com certeza, o seu dinamismo e comunicação no trabalho se tornará uma referência positiva para todos ao seu redor e fonte de grande resultados profissionais e também para a empresa.

12 – Copiar sua linguagem corporal

Copiar gestos, em alguma reunião por exemplo, como uma afirmação com a cabeça, ou um cruzar de pernas, isso é um bom método de comunicação não verbal, indica que está concordando com o que a outra pessoa está dizendo. Você está sendo receptiva à mensagem dela. Um bom sinal!

13 – Sorrir com os olhos

É uma forma genuína de se comunicar. Tente sorrir verdadeiramente ao ponto de “criar pés de galinha” na área dos olhos. A boca pode mentir nessa hora, mas os olhos não. Sorriso sincero franzem os olhos.

14 – Postura ou Expressão Corporal

Diz respeito as posições que o nosso corpo assume. Essas posturas, quase sempre, correspondem ao subconsciente transmitindo uma mensagem. Quem nunca ouviu essa frase: “O corpo fala”. A postura e expressão corporal diz respeito às posições que o nosso corpo assume em situações de comunicação consigo

15 – Expressões faciais

É através do rosto que transmitimos e ocultamos nossas emoções. É um potencial em comunicação, ocupando um lugar expressivo na comunicação dos nossos estados emocionais. A sua compreensão permite verificar a coerência entre o que foi dito e o que é mostrado. Reflete atitudes interpessoais. Alguns autores afirmam ser a principal fonte de informação associada a fala humana.

16 – Não interrompa quem está falando

Deixe a pessoa terminar o que ela está dizendo antes de explicar seu ponto de vista ou fazer perguntas. Não julgue a mensagem de uma pessoa pela maneira como ela parece. Você pode aprender alguma coisa com praticamente qualquer pessoa. Mantenha sempre o foco sobre a conversa do outro. É fácil deixar a mente vagar, especialmente se o assunto não é importante para você. Treine-se para se concentrar.

As minhas dicas de como ser uma pessoa comunicativa no trabalho te ajudaram? Então, compartilhe com os seus amigos para transformar e aprimorar a habilidade comunicativa deles também!

Deixe seu Comentário.

 

Copyright: 289831070 – https://www.shutterstock.com/pt/g/stockbroker

 

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: