depressao-tristeza

Como Saber Se Tenho Depressão ou Apenas Tristeza?

Por: José Roberto Marques | Blog | 31 de agosto de 2019

A mente humana é bastante complexa, por isso, devemos tomar cuidado com definições simplistas de tudo o que se refere a ela. Nesse sentido, nem sempre a pessoa com depressão é aquela que está cabisbaixa, assim como nem sempre a que está triste por alguma situação está, de fato, deprimida. Então, se está passando por uma fase delicada e está se perguntando “como saber se tenho depressão?”, este artigo irá te ajudar a entender melhor o que está sentindo e, assim, buscar o tipo de ajuda mais indicado para o seu caso.

Como Saber Se Tenho Depressão ou Se Estou Apenas Triste?

Sentir-se triste em determinadas situações da vida é natural, inclusive, todo ser humano já passou e irá passar por experiências que desencadearão em um estado de tristeza. Afinal, trata-se de uma emoção que faz parte da nossa essência, assim como a alegria, a raiva, o medo e tantas outras. Cada uma delas tem a sua razão para existir e são importantes dentro da essência humana.

Você pode se sentir triste porque não obteve uma boa nota em uma prova, porque teve uma discussão com o seu cônjuge ou porque perdeu um ente querido. O que irá diferenciar cada uma dessas situações é a intensidade com o qual a tristeza irá se manifestar. Porém, o que elas têm em comum é que, com o tempo, o sofrimento vai gradativamente diminuir, até passar por completo.

Ao contrário da tristeza, que é uma emoção e, por isso, passageira, a depressão é uma doença que precisa de tratamento para ser controlada. E, embora pessoas deprimidas possam aparentar estarem tristes em muitos momentos, a verdade é que esse transtorno possui diversos outros sintomas, que impactam em toda a vida. Basicamente, o apetite é alterado, assim como o sono, a concentração, o ânimo para realizar as atividades do dia a dia e há perda de interesse por coisas que antes eram apreciadas.

7 Pontos em Que a Depressão Se Diferencia da Tristeza

Antes de qualquer coisa, é preciso deixar claro que apenas um profissional especializado em saúde mental poderá investigar um caso e determinar se uma pessoa está realmente depressiva. Contudo, saber diferenciar tristeza e depressão é importante, tanto para que saiba quando é hora de buscar ajuda, quanto para que possa oferecer apoio para alguém que esteja enfrentando essa doença. A seguir, você verá sete pontos que as diferenciam.

1 – Ausência de Interesse Por Atividades Antes Consideradas Prazerosas

Uma pessoa que gosta muito de assistir séries, por exemplo, poderá encontrar nessa atividade um conforto para os momentos em que se sentir triste com alguma situação. Já no caso da depressão, mesmo as atividades que antes consideradas as preferidas deixam de ser apreciadas. Isso vale para qualquer coisa, desde alimentos, até o trabalho e atividades de lazer. O indivíduo depressivo muitas vezes se mostra apático, como se as coisas tivessem perdido o sentido.

Você é feliz?

2 – Alterações nos Padrões de Sono

Quando uma pessoa está triste, talvez possa perder o sono por uma ou duas noites, ou mesmo ter dificuldade para se levantar pela manhã. Porém, é algo que acontece apenas em situações pontuais. Já nos quadros de depressão, os padrões de sono costumam ser drasticamente alterados. Isso inclui a insônia por vários dias seguidos, falta de energia ao acordar e sonolência durante o dia, o que pode gerar fadiga, dores de cabeça e pelo corpo.

3 – Sentimento de Inutilidade

A tristeza pode levar uma pessoa a se sentir mal por ter cometido um erro ou passado por qualquer outra experiência ruim. Porém, o apoio de amigos pode ajudá-la a reconhecer o seu valor e se recuperar. Quando se trata de depressão, nada do que os outros falem é capaz de mudar o sentimento de inutilidade experimentado pelo indivíduo. Lembrando que o apoio dos entes queridos é essencial, mas é importante frisar que apenas palavras de afirmação não irão ajudar e é preciso buscar ajuda médica.

4 – Perda da Vontade de Viver

Alguém que está apenas triste, por mais dolorosa que seja a situação que tenha lhe causado tal sentimento, não sente vontade de colocar fim à própria vida. Já em casos de depressão severa, o sentimento de inutilidade, pode levar uma pessoa a ter esse tipo de pensamento. Caso sinta algo assim, fale imediatamente a respeito com alguém da sua confiança e procure ajuda médica. Revelar esses pensamentos e admitir que precisa de apoio é um sinal de coragem, não de fraqueza.

5 – Muitas Vezes Não Existe um Motivo Específico

A tristeza costuma ser desencadeada por experiências dolorosas, como decepções, perdas e rompimentos. Nesse sentido, é possível identificar o motivo que está levando uma pessoa a se sentir desanimada. Já a depressão é uma condição que permeia pensamentos, emoções e comportamentos e que nem sempre está ligada a um acontecimento específico. Por isso, sentimentos graves de tristeza e ansiedade, sem nenhuma razão identificada, geralmente mostram que se trata de um quadro de depressão.

6 – Perda de Apetite e Alterações no Peso Corporal

Existem pessoas que, quando ficam tristes, sofrem um aumento ou uma perda no apetite. Porém, é um estado que, geralmente, não dura tempo o suficiente para que ocorram mudanças perceptíveis no peso corporal. Em se tratando da depressão, essas alterações podem ficar bastante nítidas, tanto em relação ao apetite, quanto à perda ou ganho de peso repentinos, já que existem indivíduos que encontram na comida uma válvula de escape para o que estão sentindo.

7 – Comprometimento da Concentração

Quando se está triste, muitas vezes o trabalho, os estudos e outras atividades podem ser usados como um meio para se distrair e tirar o foco da lembrança que causa sofrimento. A depressão, por sua vez, afeta a concentração e o raciocínio, gerando, muitas vezes, uma incapacidade de se concentrar para realizar tarefas e tomar decisões, mesmo aquelas aparentemente simples e que exigem um mínimo de pensamento.

Como se pode ver, tristeza e depressão são coisas bastante diferentes e que não devem ser confundidas, já que a primeira é uma emoção natural do ser humano e a segunda é uma doença que precisa de tratamento. Ao notar qualquer sinal de depressão, procure ajuda profissional o quanto antes e lembre-se que não está sozinho.

Copyright:  1390237610 – https://www.shutterstock.com/pt/g/fizkes

 

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: