Concentrated,Male,Journalist,Browsing,Information,From,Social,Networks,Preparing,Article

Como criar um post “salvável” no Instagram?

Por: José Roberto Marques | Blog

O Instagram é uma rede social que oferece diversos recursos na produção e no consumo de conteúdo. Um desses recursos é o salvamento, ou seja, a possibilidade de salvar um post que o usuário achou interessante para que possa visualizá-lo novamente, sempre que desejar.

Por isso, sempre que o post de uma pessoa/marca é salvo pelos usuários, isso indica que aquele conteúdo foi relevante ao público, por algum motivo. Dessa forma, produzir conteúdos “salváveis” é sempre uma boa meta para quem administra redes sociais. Mas o que exatamente torna um post digno de ser salvo? Quais tipos de posts são os mais comumente salvos pelos usuários? Confira as respostas neste artigo. Boa leitura!

O que o salvamento de um post significa?

Um post é salvo pelo usuário quando ele adquiriu tamanho grau de importância, que o indivíduo deseja tê-lo guardado para visualizá-lo novamente sempre que precisar ou que sentir vontade. A taxa de salvamentos de um post, portanto, é considerada por alguns especialistas no Instagram como a mais importante métrica para alguém que deseja construir a sua autoridade sobre algum tema específico nessa rede.

Agora, reflita: quais são os tipos de conteúdo que você mais costuma salvar? Por quê? Fazer essas perguntas a si mesmo é um bom caminho para compreender o significado do salvamento de um post. Pode ser o link para uma matéria jornalística relevante, uma lista de dicas, um vídeo com um tutorial para aprender a fazer alguma atividade etc. Os posts “salváveis” variam de um nicho para outro, mas o que todos têm em comum é a relevância, sejam eles divertidos, informativos, educativos etc.

Quais tipos de posts são os mais “salváveis”?

Há alguns formatos e tipos de conteúdos que são naturalmente mais propensos a serem salvos pelos usuários. Conheça 5 deles a seguir.

1. Dicas e tutoriais

As dicas são breves informações que ajudam o usuário a fazer algo em seu dia a dia. Os tutoriais, por sua vez, são geralmente mais extensos do que as dicas, já que ensinam todo o passo a passo para que alguém aprenda a fazer algo, seja um penteado, uma maquiagem ou como trocar o pneu do carro.

Em geral, esse tipo de post que ensina alguém a fazer algo precisa ser revisitado, dado que, muito provavelmente, o indivíduo não aprendeu a fazer todo o procedimento já de cara. Quanto às dicas, é sempre importante salvá-las para que não nos esqueçamos delas. As dicas mais salvas são, sobretudo, aquelas que oferecem ensinamentos que podem ser aplicados em diferentes áreas da vida, como conteúdos motivacionais ou reflexões sobre comportamento e estilo de vida.

2. Listas em geral

As listas também são um dos formatos queridinhos dos produtores de conteúdo para as redes sociais, e o Instagram, é claro, não é uma exceção. Esse formato de conteúdo permite que diversos itens sejam relacionados num mesmo tema, sem que nenhum deles seja esquecido. Sequências, processos ou simplesmente tópicos importantes podem ser salvos pelo usuário, de modo que ele não se esqueça dessas informações mais complexas.

“Os 10 hábitos do profissional de sucesso”, “8 dicas para enriquecer” e “7 alimentos para ter saúde sempre” são alguns exemplos de listas que seriam conteúdos “salváveis” no Instagram. Esses posts oferecem informações relevantes que podem acompanhar a pessoa por toda a vida, ajudando-a a se tornar alguém melhor em diferentes áreas. Por isso, essas listas que são mais “atemporais”, ou seja, cuja importância não se perde com o tempo, tendem a ser salvas com mais frequência.

3. Recomendações diversas

“Ah, se eu tivesse anotado o nome daquele livro que o professor recomendou na aula!”. Quem nunca se fez essa pergunta, não é mesmo? A verdade é que as recomendações facilitam muito a nossa vida, pois são sugestões de conteúdos a serem consumidos que partiram de pessoas ou marcas nas quais confiamos. É por isso que as recomendações são tão populares nas redes sociais. Aliás, elas estão sempre entre os itens mais comumente salvos no Instagram.

Você é feliz?

Você pode recomendar livros, revistas, blogs, sites, canais da internet, filmes, séries, desenhos, documentários, produtos, serviços, marcas em geral, destinos de viagens, aplicativos, músicas, bandas, enfim, basicamente qualquer coisa. É natural que as pessoas salvem essas recomendações caso necessitem delas futuramente. Portanto, fique de olho nos itens que podem ser recomendações relevantes ao seu público, dentro dos assuntos que você aborda no Instagram.

4. Frases

As frases são um conjunto reduzido de palavras que, muitas vezes, expressam ideias de forma mais eficaz do que longos textos. Não é à toa que muitos filósofos, escritores, cantores e políticos foram imortalizados nas páginas da história por conta das suas frases célebres. Trechos de livros, poemas, versos de músicas, entre outros fragmentos de discursos sintetizam ideias complexas e servem de orientação para as pessoas em seu dia a dia.

Nas redes sociais, é muito comum encontrarmos páginas que compartilham frases como forma de obter engajamento. Elas estimulam as pessoas à reflexão e, em muitos casos, também carregam consigo valiosas mensagens motivacionais. É por todos esses motivos que as pessoas gostam de salvar as frases que encontram no Instagram. Elas podem ser acessadas quando quiserem, de modo que os indivíduos encontrem conhecimentos importantes para os diferentes momentos das suas vidas.

5. Hiperlinks para textos mais longos

Outro formato que as pessoas gostam de salvar nos posts do Instagram são os hiperlinks. Como se sabe, as redes sociais, sobretudo o Instagram, exploram muito mais o aspecto visual da comunicação do que o aspecto textual. Por isso, os textos mais longos, como as matérias jornalísticas, tendem a ser salvos pelas pessoas, de modo que possam lê-los atentamente, num momento em que estejam mais tranquilas.

O mesmo vale para vídeos mais longos e/ou que abordam assuntos mais importantes ou mais complexos. Geralmente, as pessoas acessam as redes sociais nos momentos de descontração e relaxamento. Por isso, preferem salvar os conteúdos mais extensos para consumi-los em outros momentos. Assim, criar posts com hiperlinks para conteúdos maiores também é uma estratégia importante para estimular o salvamento no Instagram.

Adapte esses formatos ao seu nicho

Após a leitura dos tipos de posts mais frequentemente salvos pelos usuários do Instagram, você deve se aventurar por todas as alternativas acima. Faça experimentações e testes, verificando quais das categorias de post acima são mais bem recebidas pelo seu público.

Além disso, lembre-se sempre de que os posts devem respeitar os temas da sua página e o seu estilo de linguagem. Esses formatos mais “salváveis” devem ser incluídos na sua produção de forma natural, sem querer forçar a barra — o que pode dar um aspecto artificial à sua página. No mais, seja criativo e fique atento às oportunidades de utilização dos recursos acima dentro do contexto do seu nicho de atuação.

Como você pode perceber, há diferentes meios pelos quais o salvamento de um post no Instagram pode ser estimulado. Dicas, tutoriais, listas, recomendações, frases e hiperlinks são apenas algumas das principais sugestões. Experimente esses tipos de post e avalie quais deles funcionam melhor junto aos seus seguidores.

Se você gostou das dicas acima, deixe o seu comentário no espaço a seguir. Por fim, lembre-se de compartilhar este artigo com todos os seus amigos, colegas, familiares e com quem mais possa se beneficiar deste conteúdo, por meio das suas redes sociais!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: