oratoria-dicas

Benefícios de uma boa oratória

Por: José Roberto Marques | Blog | 26 de abril de 2019

Falar em público é um verdadeiro martírio para muitas pessoas. Constantemente vemos entrevistas com atores, cantores e artistas de forma geral, que se dizem pessoas muito tímidas. Mas quando as vemos em ação, sua oratória, seu trabalho, é bem difícil de acreditar que eles tenham essa dificuldade.

Entretanto, muitos outros profissionais, das mais diversas áreas, também têm esse mesmo problema. Sentem-se envergonhados, passam maus bocados quando precisam falar em público. Mas, então, como isso pode ser resolvido? Como deixar, mesmo que momentaneamente, esse medo de lado e ir lá e fazer?

Estes e alguns outros questionamentos eu vou procurar responder ao longo deste artigo e vou falar também sobre a importância e benefícios de se ter uma boa oratória. Continue a leitura e confira!

O que é oratória e qual a sua importância?

A oratória nada mais é do que a arte de falar em público de forma estruturada e deliberada, com a intenção de informar, influenciar e/ou entreter as pessoas que te ouvem.

Sem isso, por conta de bloqueios e, muitas vezes, do excesso de timidez, muitas pessoas acabam com receio de se expressar e, por conta disso, diminuem suas chances de crescer profissionalmente.  Estes problemas podem ser resultantes de baixa autoestima, traumas de infância ou do perfil natural da pessoa, que pode ser mais introvertida.

Caso você não tenha a habilidade da oratória, por quaisquer dos motivos citados acima ou outros, não se preocupe, porque ela pode, sim, ser desenvolvida.

Para não deixar que falhas na comunicação interfiram em seu desenvolvimento profissional e também nas relações afetivas e interpessoais, a melhor maneira de vencer o medo, acredite, é falando. E com as técnicas e os métodos certos, até os mais tímidos também podem se expressar bem em público.

Dicas Para Ter uma Boa Oratória

Acredito que você já tenha consciência de que ter uma boa oratória é fundamental para termos sucesso na carreira. Afinal de contas, é por meio da fala que podemos expressar nossas ideias, opiniões, nos relacionar, apresentar nosso trabalho para outras pessoas e demonstrar nosso potencial para cargos de liderança.

E são exatamente estes pontos que fazem com que o indivíduo que tem uma boa oratória tenha benefícios, não só em sua vida profissional, mas em sua vida pessoal também.

Se você acredita que precisa desenvolver ainda mais esta habilidade, confira, a seguir, as dicas poderosas que tenho para compartilhar com você.

1 – Esteja aberto à mudanças e comece devagar

O primeiro passo para vencer o medo de falar é você querer, verdadeiramente, e estar aberto a mudanças. Comece aos poucos! Se não consegue falar e manter o contato visual, com seus ouvintes, ao mesmo tempo, minha primeira dica é que você comece com pequenos grupos, que seja em casa, com a família, ou com amigos.

Até mesmo na própria empresa onde trabalha, reúna aquelas pessoas que você tem mais intimidade e peça ajuda. O primeiro passo pode parecer difícil, mas é ele quem irá te dar o pontapé inicial.

2 – Marque um ponto central na sala para não ter distrações

Agora, se essa não é uma possibilidade, se você já tem que chegar em uma sala com um monte de pessoas e apresentar algo, marque um ponto central na sala.

Essa técnica vai servir para que você consiga observar o ambiente como um todo, contemplando todo o espaço, sem tirar as pessoas do seu campo de visão e sem precisar olhar para uma pessoa diretamente.

Aliás, em uma apresentação para várias pessoas o ideal é que você sempre olhe para todos os lados, como se olhasse para todos, mas sem necessariamente olhar para uma pessoa específica. Mire em vários pontos centrais dos ângulos do ambiente.

E mesmo que não esteja fazendo contato direto com as pessoas, manter a cabeça erguida é um grande progresso e importante para se sentir mais seguro.

3 – Ao conversar com uma pessoa diretamente, olhe entre as sobrancelhas

Quando estiver numa reunião ou entrevista de emprego e, de frente para seus colegas ou entrevistadores, por exemplo, outra dica é: olhe no ponto entre as sobrancelhas e, deste modo, terá contato direto, sem necessariamente olhar nos olhos.

Olhar nos olhos de uma pessoa nos dá a sensação de intimidade, e se isso pode acabar te deixando desconfortável. Sendo assim, utilizar este meio pode ser uma excelente forma de driblar esse sentimento.

4 – Esquematize e ensaie a apresentação para ter uma linha de raciocínio contínua

Quando tiver que falar em público, faça um roteiro de sua apresentação, um esquema – não é à toa que muitos palestrantes sempre têm consigo uma apresentação de slides ou algo que os ajude a manter uma linha de raciocínio contínua. Listar os pontos centrais, as palavras-chave, fazer um breve resumo do assunto que será abordado, irá te ajudar na desenvoltura da fala e organização de pensamentos. Quanto mais organizado mentalmente, melhor sua comunicação funcionará também.

Outra dica é treinar na frente do espelho. Fazer isso vai te ajudar a ver como as pessoas te veem e se, por acaso, algo te incomodar, como alguma expressão facial ou gesto, você será capaz de mudar a tempo.

Se você preferir não se ver, uma outra maneira é treinar caminhando pela casa. Vá falando e caminhando, mas sem olhar para o chão. Olhe para as paredes, olhe pela janela, para a porta, o importante é sempre manter a cabeça erguida, olhando para a frente.

5 – Se errar, continue!

E não se preocupe se você errar uma fala, se você tropeçar em uma palavra ou outra. Todo mundo erra. O erro nos torna mais humanos, nos faz cativar mais as pessoas. Quantas vezes você já assistiu uma pessoa falando e se identificou com ela por seu jeito de falar, de pensar, seus gestos… é isso! É isso que nos faz querer estar perto de alguém. E, claro, quando estamos na frente de outras pessoas, não seria diferente.

Mesmo que seja em um momento profissional. Não se acanhe por um deslize na fala, passe direto por ele. Peça desculpas. Exponha seu nervosismo – no começo isso é muito comum. As pessoas irão te entender e, com o tempo, você vai perceber que todo mundo é assim. Ninguém nasce sabendo de nada. E é exatamente por isso que precisamos estar sempre abertos às mudanças. Melhorar, crescer, evoluir, faz parte da natureza humana.

6 – Se não estiver à vontade, busque ajuda profissional para ter melhor desempenho

Se ainda assim a dificuldade for gritante, minha sugestão é procurar ajuda profissional e buscar identificar as causas do problema de expressão e tratá-los. Muitas vezes, por traumas de infância, educação muito rígida e repressiva, os indivíduos não conseguem, na vida adulta, se sentir confiantes para expressar suas opiniões e compartilhar seus conhecimentos.

E, tanto na carreira quanto na vida pessoal, isso traz problemas. Especialmente nos relacionamentos interpessoais, causando bloqueios para a pessoa dizer e mostrar o que pensa, quer e sente. Acumular sentimentos e opiniões não é bom para ninguém.

Permita-se mudar e tenha uma boa oratória!

Gostou deste conteúdo? Você também acredita que precisa desenvolver esta habilidade em sua vida profissional? Deixe o seu comentário, falando sobre a sua experiência com relação a este assunto e lembre-se de continuar me acompanhando aqui, em minhas redes sociais e em meu canal no Youtube, pois diariamente eu trago novidades para o seu desenvolvimento pessoal, profissional e empresarial.

 

Copyright: Yuriy Rudyy/ Shutterstock

Deixe seu Comentário: