feedback-dar-receber

A Arte de dar e receber Feedback

Por: José Roberto Marques | Blog | 25 de junho de 2019

Para que um profissional tenha ciência de seu desenvolvimento ou até mesmo para que ele saiba como que está se saindo profissionalmente, é preciso dar um retorno verbal e isso se chama feedback. A partir do momento em que ele é aplicado dentro de uma empresa, há maior sinergia entre equipes e chefia, uma vez que os funcionários estarão cientes de qual é o andamento de seu trabalho e também do que a empresa espera deles.

O que é feedback?

O feedback é uma ferramenta de autodesenvolvimento e, a partir do momento em que passa a ser vista como tal dentro da organização, os colaboradores sentem-se estimulados e encorajados a continuar desempenhando suas funções e melhorando cada vez mais, pois o feedback funciona como um combustível de motivação para melhoria contínua.

Apesar de ser uma ferramenta de aprendizado e melhoria, o feedback ainda é visto como algo degradante ou até mesmo como insulto. Geralmente por falta de habilidade e profissionalismo de quem está aplicando ou por falta de maturidade de quem está recebendo.

Negativo ou positivo, o feedback é um dos instrumentos mais importantes para a gestão organizacional. Ele é uma ferramenta de retorno, que funciona como uma avaliação do desempenho de um profissional, de uma equipe, trabalho ou projeto. Com ele, você consegue situar o profissional quanto ao seu desenvolvimento e também qualidade de seu trabalho, fazendo assim com que ele entenda em que ponto está e o que pode ser melhorado em favor de seu progresso.

Vantagens de saber dar um feedback

Quando utilizado com profissionalismo, o feedback promove melhorias significativas, mudanças comportamentais, aprimoramento de habilidades, identificação de pontos fortes e oportunidades de melhoria, para tomar as ações necessárias com foco na maximização dos resultados. Os funcionários estarão satisfeitos por terem seus pontos positivos reconhecidos e também por identificarem quais são suas dificuldades e, assim, trabalharem nas mesmas.

O que é essencial para um feedback efetivo?

Proporcionar esse tipo de comunicação gera mais confiança e dedicação no trabalho por parte de líderes, gestores e colaboradores, criando um ambiente aberto a comunicação e consequentemente melhoria nos relacionamentos e engajamentos.

Alguns pontos são essenciais para um feedback efetivo:

  • Escolha um ambiente onde o profissional se sinta a vontade, mais descontraído, evite o clima de tensão.
  • Reflita sobre o que pretende falar e faça um balanço dos pontos positivos e negativos.
  • Primeiramente exponha os aspectos positivos, em seguida os pontos a serem melhorados e por último encoraje-o a mudança.
  • Dê oportunidades para que o profissional também possa falar, escute com atenção.
  • Seja claro e objetivo.
  • Esteja sempre preocupado em motivar o colaborador e reforce as mudanças desejadas.

Dicas de coaching para feedbacks produtivos

Para desfrutar de seus benefícios, o feedback deve ser verdadeiro, justo e imparcial, visando sempre o aprendizado e a melhoria contínua do avaliando. Para que você saiba como dar bons feedbacks, nós separamos algumas dicas abaixo:

SUSPENDER TODO TIPO DE JULGAMENTO

Este é um dos princípios absolutos do Coaching, e que deve ser aplicado nos processos de feedback. A ausência de julgamento é fundamental para promover mudanças satisfatórias na vida e no comportamento dos profissionais, dessa forma, eles podem ver o feedback como algo construtivo e que pode contribuir em suas vidas e no trabalho. Ao dar o feedback, você deve pensar no lado profissional da pessoa que o está recebendo, deixando de lado características pessoais que você não goste. Leve em consideração também de que nem todo mundo têm as mesmas reações ou maneiras de trabalhar, então evite comparações desnecessárias com outros colegas de trabalho, pois a pessoa que está recebendo o feedback pode se sentir atacada ou diminuída, podendo até mesmo pegar “birra” do colega que foi comparado.

OUVIR NA ESSÊNCIA

A atitude de ouvir na essência pode ser um excelente aliado ao realizar um feedback. Ao se disponibilizar para ouvir o profissional além das palavras ditas, o avaliador pode compreender melhor seu liderado, promovendo melhorias que beneficiam tanto ele próprio enquanto colaborador como os processos de trabalho. Antes de falar algo que possa soar ofensivo, busque ouvir o lado do profissional e tente ver pelo olhar dele, buscando assim entender seu ponto.

ESCALA

A escala é uma das diversas ferramentas disponíveis nos processos de Coaching, e que pode facilitar a realização de um feedback construtivo. Além de levar o profissional à reflexão, ela também gera ação. O método de escala pode ser utilizado de diversas maneiras, especialmente em forma de perguntas como: “Em uma escala de 0 a 10, o quanto você acredita que deu o seu melhor para a realização desta tarefa?” “De 0 a 10, quanto você crê que é possível melhorar sua performance profissional?” “Como podemos fazer isso?”.

PATROCÍNIO POSITIVO

Outra poderosa técnica do Coaching, o patrocínio positivo se utiliza de diversas afirmações poderosas que focam no positivo. Isso gera mais confiança e receptividade do profissional que recebe o feedback. “Eu estou com você”, “Você consegue”, “Estamos juntos nessa” e “Você possui todas as habilidades necessárias para gerar bons resultados” são alguns exemplos dessas afirmações positivas. O profissional se sentirá motivado e terá a segurança de que há alguém que realmente o está ajudando a fazer um trabalho de excelência e também sentirá que a empresa tem confiança em seu potencial.

FEEDBACK BURGER

Altamente eficiente nos processos de feedback, esta técnica consiste em três passos: o primeiro busca gerar receptividade no profissional por meio de um elogio verdadeiro como “Eu entendo que você agiu assim, foi o melhor que pôde fazer naquele momento”; o segundo passo é o feedback em si, com uma sugestão de melhoria como “Será que se você tomasse uma atitude ‘x’, o seu resultado seria mais positivo?” O terceiro passo, por fim, conclui o feedback com o foco no futuro: “Parabéns! Você está no caminho certo!”

AVALIAÇÃO 360º

A Avaliação 360º é uma ferramenta do Coaching em que o profissional se autoavalia e é avaliado também por seus gestores, subordinados e outros colaboradores da empresa. Dessa maneira, além dele entender a visão que tem de si mesmo, o profissional poderá ver como que as outras pessoas o enxergam e conseguirá identificar dificuldades e pontos positivos que nem ele mesmo conhecia ao seu respeito.

Feedback negativo, positivo ou construtivo?

Feedback Positivo

feedback positivo deve ser muito mais que elogios. Ele não é um momento onde você irá inflar o ego do profissional de sua empresa, e sim deve ser um momento de reflexão e apontamento de melhorias. Deve-se ressaltar a importância de aspectos exclusivamente profissionais, como produtividade, engajamento e motivação. Além disso, é importante que o gestor ou avaliador estimule ainda mais o comportamento positivo e, consequentemente, a potencialização dos resultados.

Feedback Negativo

O objetivo não deve ser apontar erros e falhas, mas indicar de uma maneira saudável como o profissional pode buscar novas formas de mudanças e melhoria por meio do aprendizado. É importante que tanto o avaliador quanto o avaliando identifiquem os pontos de melhoria para que, juntos, possam promover mudanças positivas por meio do aprimoramento de competências, quebra de comportamentos limitantes ou sabotadores e aumento da satisfação. Nesse caso, é preciso ter muito cuidado ao que vai falar e também ao tom de voz usado, pois caso o profissional se sinta hostilizado com o feedback, ao invés dele buscar por melhorias e enfrentar suas dificuldades, ele irá se fechar e não terá crescimento, podendo até mesmo decidir sair da empresa por se sentir envergonhado ou atacado.

Feedback Construtivo

Consiste na informação dada sobre o comportamento de um profissional acompanhado de uma sugestão de melhoria. Ele é o mais completo, pois traz aspectos tanto do feedback positivo quanto do negativo. Mais importante, nesse caso, do que identificar os erros e acertos do colaborador, é apontar métodos, soluções e caminhos a serem seguidos. Ao identificar um equívoco ou ponto que pode ser aprimorado, o líder irá trazer uma solução e não apenas apontar o problema, soando mais como um conselho e não como uma bronca.

Qual a importância de realizar o feedback?

Geralmente, um trabalhador está em constante evolução, ele busca sempre crescer profissionalmente até chegar ao seu principal objetivo, mas de que forma o feedback pode auxiliar nesse processo? Ou onde ele entra para que isso se torne uma verdade?

Foi mencionado que um feedback pode ser positivo ou negativo, pois bem, ao abordar um colaborador com um feedback negativo sobre suas ações e comportamentos, a principal intenção deve ser de mostrar a ele que aquilo poderia ser diferente, apenas apontar os erros sem mostrar o caminho certo não é uma opção agradável.

Essa comunicação é delicada e de extrema importância, pois é através dela que o colaborador saberá mais sobre suas falhas, sobre o que deve ser aprimorado, caso haja algum mal-entendido, o colaborador pode se sentir humilhado, ou incapaz, e essa não é a intenção de um feedback produtivo.

Já quando um colaborador possui comportamentos e ações positivas e é reconhecido por isso, ele percebe que o caminho que está trilhando é o correto. Com isso, o colaborador se sente motivado, feliz, realizado e com mais ambição para conquistar o seu objetivo.

Você está preparado para receber feedback?

Não só para dar, como também para receber o feedback, é necessário ter maturidade. Digo isso, pois muitas pessoas acreditam que trata-se de algo simples e acabam utilizando esta ferramenta de maneira equivocada, apontando defeitos e disparando até mesmo ofensas, algo que não auxilia em nada o indivíduo em seu processo de crescimento e desenvolvimento.

Por outro lado, existe também aquela situação em que o feedback é oferecido da maneira que deve ser, ou seja, mostrando os pontos de melhoria e se colocando à disposição para solucioná-los e lidar com eles no dia a dia. Entretanto, a pessoa que o está recebendo, não consegue processá-lo da maneira correta e acaba encarando aquilo como uma ofensa ou como uma bronca e puxão de orelha.

É por isso que enfatizo sobre a necessidade de se levar o feedback com maturidade, respeitando a pessoa que o está recebendo e procurando recebê-lo como uma forma de presente, visto que esta ferramenta visa apenas trazer as melhorias necessárias para que todos se desenvolvam da melhor maneira possível, dentro e fora do ambiente empresarial.

Bons profissionais estão sempre presentes e preocupadas com o desenvolvimento das pessoas ao seu redor, mantendo uma relação estreita com estas. Esse profissional aponta os erros e acertos e, principalmente, auxilia a sua equipe a investir nas melhorias necessárias, reconhecendo o trabalho dela. Como consequência, obtém motivação, aumento de produtividade, bem como mais resultados para a empresa.

Além disso, dar feedback também fará com que o profissional sinta que pertence a um ambiente seguro e de crescimento, onde é recompensado pelas suas ações e usufrui de evolução constante. Ele se sentirá mais orgulhoso de fazer parte desse time. A empresa, por sua vez, diminuirá a rotatividade e contará com uma equipe unida.

Implante o feedback em sua empresa e maximize seus resultados com o bom uso desta ferramenta simples e gratuita.

Gostou das dicas? Deixe o seu comentário e lembre-se de compartilhar o conhecimento com seus amigos.

 

Copyright: photography33

Deixe seu Comentário: