amar-impor-limites

Amar Não é Aceitar Tudo: Imponha Limites e Viva Com Mais Equilíbrio

Por: José Roberto Marques | Blog | 30 de maio de 2020

O poeta russo Vladimir Maiakovski escreveu em uma de suas obras uma frase fantástica que se tornou célebre, que diz: amar não é aceitar tudo, aliás, onde tudo é aceito, desconfio que haja falta de amor. A partir dessa citação, podemos refletir bastante a respeito desse sentimento tão poderoso e da importância de se colocar limites para ter relacionamentos saudáveis e equilibrados. Afinal, amar não precisa ser sinônimo de acatar tudo sem questionar, até porque as pessoas precisam disso para se conhecerem, se entenderem e aprenderem umas com as outras.

Construa relações cada vez melhores e mais saudáveis!
Clique aqui e acesse meu desafio “Detox da Mente”!

Amar Não é Aceitar Tudo – Os Questionamentos Fazem Partes das Relações Saudáveis

Carla e Paulo estão casados há alguns anos e, de uns tempos para cá, ela percebeu que o marido anda desleixado com sua saúde, não visita um médico há tempos, tem demonstrado cansaço extremo, impaciência, desânimo e até estresse. Qual você acredita ser a atitude que mais demonstra o amor que Carla sente por Paulo: aceitar o modo como ele escolheu viver ou questionar e mostrar a ele que precisa cuidar mais de si? Espero sinceramente que sua resposta tenha sido a segunda opção, afinal, amar envolve desejar o melhor para o outro.

Esse foi apenas um exemplo para mostrar que amar também envolve questionar, discordar e mostrar ao outro quando suas atitudes não estiverem sendo positivas. É assim que se constrói laços poderosos com o cônjuge, com os amigos e familiares. Desconfie de alguém que concorda com tudo aquilo que você diz ou faz, pois ninguém está certo o tempo todo. Desse modo, aqueles que te amam verdadeiramente serão honestos contigo e irão mostrar quando você estiver errado, pois desejam o seu bem e torcem pelo seu desenvolvimento.

7 Dicas Para Impor Limites no Relacionamento e Viver o Amor de Forma Saudável

Depois de saber mais a respeito da importância de não aceitar tudo quando se trata de amor, confira dicas para impor limites no relacionamento e vivê-lo de forma mais saudável.

1 – Ame a Si Mesmo em Primeiro Lugar

A base do relacionamento saudável e o principal responsável por não permitir que uma pessoa aceite tudo que o seu par fizer se chama amor-próprio, sabe por que? Porque quando você se ama, reconhece o seu valor e sabe que não precisa se submeter a coisas que não lhe são agradáveis apenas para não contrariar alguém. Se amar é revolucionário, é libertador, por isso, antes de se dedicar a alguém, lembre-se de se apaixonar por si mesmo em primeiro lugar, pois assim conseguirá viver relações mais leves, pautadas pelo respeito e pelo companheirismo.

2 – Reconheça os Seus Valores e os Limites Deles

Todo ser humano tem os seus valores, ou seja, os princípios morais e éticos que conduzem sua vida. É de grande importância que busque se conhecer para que os identifique e, consequentemente, saiba quais são os limites deles. Assim, saberá exatamente o que irá aceitar ou não em um relacionamento, para que seja algo verdadeiramente saudável e que venha para agregar em sua vida. Lembre-se sempre que o autoconhecimento é um processo fundamental para todos aqueles que desejam trilhar um caminho de crescimento e evolução.

Você é feliz?

3 – Converse Com o Seu Par Para Que Vocês Se Conheçam

Além de se conhecer e identificar os seus valores e limites, é importante que o seu par também o faça, pois, quanto mais vocês se conhecerem, mais poderão se entender e evoluírem juntos. A melhor maneira de criar e fortalecer essa conexão é através do diálogo, então, mesmo que seja uma pessoa de perfil mais reservado, é interessante que se esforce para se abrir com o outro e incentivá-lo a fazer o mesmo. Comece aos poucos e logo se sentirá completamente à vontade de compartilhar suas emoções e pensamentos com quem ama.

4 – Fale Sempre Que Algo Te Incomodar

Ainda dentro do tema diálogo, é fundamental que sempre converse com a pessoa amada quando ela fizer algo que te desagradar. Afinal, se você não disser nada, ela não terá como saber e, consequentemente, voltará a agir da mesma maneira. Por isso, seja sempre sincero e mostre a razão por aquela atitude ter te magoado. Contudo, faça isso com tranquilidade e sem acusações, pois a intenção é explicar com clareza e não complicar ainda mais a situação.

5 – Seja Assertivo em Suas Decisões

Quando se está em um relacionamento, é natural considerar a pessoa amada ao tomar decisões, entretanto, é importante tomar cuidado para evitar fazer coisas que não gostaria, apenas por medo de desagradar o outro. Lembre-se que aqueles que te amam de verdade saberão respeitar as suas decisões, dessa forma, sinta-se seguro para agir da maneira que acredita ser a melhor, pois a assertividade é essencial em uma relação equilibrada.

6 – Mantenha Sua Individualidade e Incentive o Outro a Fazer o Mesmo

Por mais que duas pessoas se amem e desejam estar juntas, elas devem estar cientes de que continuarão sendo dois indivíduos, com vontades e necessidades diferentes. Nesse sentido, faz parte de um relacionamento saudável zelar pela individualidade dos envolvidos. Isso inclui continuar fazendo coisas que gosta, como sair com os amigos, estar com a família, praticar esportes, enfim, atividades prazerosas que não precisam, necessariamente, contar com a presença do seu par. Acredite, fazer isso não irá afastá-los, pelo contrário, pois fará com que os momentos juntos se tornem mais especiais.

Descubra como anda o grau de felicidade em seus relacionamentos!
Acesse gratuitamente nosso Teste ” O Termômetro da Felicidade”!

7 – Não Permaneça em uma Relação em Que Se Sente Desrespeitado

Por último, é importante ressaltar que, além de zelar para manter o seu relacionamento saudável, é necessário que saiba a hora de colocar um ponto final nele caso perceba que as coisas estão saindo do controle. Desse modo, ao notar que o seu par não está respeitando os seus limites e não demonstra nenhuma vontade em mudar e deixar de fazer coisas que te magoem, o melhor a fazer é encerrar esse ciclo. É claro que um rompimento é delicado, mas, em alguns casos, torna-se necessário, para que seja possível conservar o seu bem-estar e equilíbrio emocional.

Espero que tenha gostado do artigo e que ele tenha feito você refletir a respeito da importância do amor-próprio, pois através dele saberá identificar e cuidar para que os seus limites não sejam ultrapassados. Lembre-se sempre que aceitar tudo não é amor e sim omissão.

 

Copyright:713378380 – https://www.shutterstock.com/pt/g/marre4782

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: