lider-conflitos-papel

A importância do líder na resolução de conflitos no trabalho

Por: José Roberto Marques | Blog | 12 de julho de 2019

O ambiente de trabalho é vivido e compartilhado por diversas pessoas simultaneamente, que se relacionam no desempenho de suas atividades e também nos intervalos e momentos de descontração. Ocasionalmente, o relacionamento interpessoal gera atritos que, mesmo que aparentemente inexpressivos, podem vir a gerar prejuízos às atividades da empresa se não assistidos prontamente, com objetividade e cuidado para não agravar o problema.

Os conflitos decorrentes do convívio dos colaboradores em uma empresa têm motivações diversificadas, que vão desde a personalidade controladora e autoritária de alguns à problemas relacionados ao ambiente físico e como as pessoas o usam.

A importância da presença do líder

O líder tem papel destacado na resolução de conflitos no trabalho, pois desempenha um papel intermediador entre as partes, analisando detalhadamente o fator motivador do problema e as ações que tomou cada colaborador para saná-lo, ou agravá-lo, e a partir daí toma as atitudes cabíveis para evitar novas ocorrências desse tipo, bem como prover um feedback construtivo aos envolvidos. É importante ser objetivo e claro quanto à resposta aos colaboradores acerca do evento, para elucidar os comportamentos indesejáveis pela empresa.

O líder deve ser frio e possuir a capacidade de ser imparcial nesses momentos, analisando o evento sem favorecer a um ou a outro por maior ou menor afinidade pessoal e, assim, prezar por um clima organizacional amistoso e agradável.

Tipos de divergências em uma organização

 Podemos dizer que nenhuma organização está livre de conflitos, uma vez que praticamente toda a empresa sofre e se beneficia com os eles. O segredo é saber administrá-los e resolvê-los sem que eles interfiram negativamente em seu modelo de negócio e gestão de pessoas.

Como vimos, os conflitos são responsáveis por sérias ameaças à estabilidade de uma organização, mas também podem agir de maneira construtiva estimulando o potencial de seus colaboradores. Assim sendo, podemos dizer também que os conflitos devem ser encarados pelos líderes como uma força constante e procurar administrá-lo para que atuem de maneira construtiva.

De acordo com Patrick J. Montana, professor da Hofstra University, em Nova York nos Estados Unidos, e autor de livros de administração de empresas, o conflito pode se dar entre duas ou mais partes dentro de uma organização, sejam elas praticadas individualmente ou em grupo. Dessa forma, Montana propõe alguns tipos de conflitos organizacionais. Confira quais são eles:

  • Internos: que ocorre quando duas ou mais opiniões opostas ocorrem em um único indivíduo.
  • Indivíduos: os problemas entre indivíduos dentro da organização são vistos como resultado de diferenças de personalidade, pensamentos e atitudes.
  • Entre indivíduos e grupos: quando um indivíduo discorda das normas de comportamento do grupo ou dos valores encontrados na cultura organizacional e entra em conflito com o grupo de trabalho ou com toda a empresa.
  • Entre grupos: Montana vê o conflito entre grupos como algo inevitável devido a competição por recursos escassos e os diferentes estilos gerenciais necessários para a operação eficaz de diferentes departamentos. Aqui, se a hostilidade não pode ser evitada, ele deve ser administrado por gestores e líderes de forma que ninguém saia prejudicado.

Dicas para administrar e resolver inconformidades

Para que o problema seja resolvido e não contamine o restante da equipe, cabe a área de Recursos Humanos (RH) em conjunto com o líder da equipe tomar as seguintes atitudes para a administração de conflitos:

  • Identificar o problema: nem sempre os funcionários chegarão em você para dizer exatamente o que está acontecendo. Quando o conflito é gerado por duas pessoas ou dois grupos, é necessário escutar o que os dois lados têm a dizer e então identificar o que está causando toda a confusão. Identifique se o problema é profissional ou se é algo pessoal. Quanto mais rápido o conflito for resolvido, melhor, pois demorar muito para tomar uma atitude poderá resultar em um problema ainda maior envolvendo mais pessoas dentro da empresa.
  • Ajudar os funcionários a criarem uma solução eficaz para o problema: após identificar o motivo do conflito, sugira algumas soluções que podem ser tomadas e peça auxílio da equipe nessa tarefa. Conversar com o grupo e permitir que cada um exponha sua visão poderá ajudar para que todos possam se entender melhor facilitará na criação de soluções eficazes para seus conflitos.
  • Os conflitos podem se tornar oportunidades positivas: ao unir seu grupo para resolver um problema ajudará com que todos possam entender o lado de seus colegas e será um exercício para que eles pensem em conjunto visando o bem-estar corporativo.  Além disso, discutir os problemas internos pode ser uma porta para que seus colaboradores possam exercer sua criatividade, aprendam a trabalhar em equipe e ainda te dará uma visão do que está acontecendo dentro da empresa.
  • Fazer treinamentos ou crie atividades para que o grupo possa interagir: a administração de conflitos é necessária em qualquer corporação, pois evitará que pequenas questões se tornem grandes problemas para a empresa e o desenvolvimento de seus funcionários. Uma alternativa para a prevenção de conflitos é fazer treinamentos ou criar atividades que não envolvam as tarefas diárias. Sempre que possível, promova programas ou eventos para que seus colaboradores possam interagir entre si, se conhecerem melhor e estreitar seus laços. Esse tipo de atividade faz com que uns tenham confiança nos outros e se tornem mais empáticos, evitando assim conflitos no futuro.
  • Investimento na formação de líderes: é essencial que as organizações invistam na formação de suas lideranças, que preparem os seus líderes e gestores para administrar e resolver conflitos, uma vez que tem de lidar com grandes coletividades, diversos níveis hierárquicos e interesses diferentes dos diversos colaboradores.

O que o Coaching pode ajudar na resolução de conflitos no trabalho? 

Através de suas técnicas e métodos, o Coaching auxilia líderes a desenvolverem suas competências e propicia o conhecimento necessário para empregar o potencial dessa metodologia em sua própria equipe, motivando-a e levando a crescer profissionalmente, o que resulta melhoria na performance das equipes e, consequentemente, da empresa. Conheça mais sobre o Curso Leader Coach Training, do IBC.

E você, gostou do meu artigo? Comente e compartilhe com seus amigos nas redes sociais.

 

Copyright: Depositphotos pressmaster

Deixe seu Comentário: