relacionamento-interpessoal-dicas

Dicas para um bom relacionamento interpessoal

Por: José Roberto Marques | Blog | 21 de agosto de 2018

O relacionamento interpessoal é basicamente a relação entre duas ou mais pessoas considerando o contexto onde vivem, que pode ser pessoal ou profissional. O artigo de hoje irá indicar recomendações de como ter um bom relacionamento interpessoal no trabalho. Esta capacidade, também chamada de inteligência social, é decisiva para a construção de convívios positivos em todos os âmbitos da vida.

Segundo uma pesquisa da Universidade de Toronto, no Canadá, algumas pessoas são mais propensas a desenvolver um bom relacionamento interpessoal. De acordo com o estudo, esta chave do sucesso é o genótipo GG, presente nos indivíduos mais extrovertidos, simpáticos e hábeis para sentir, ouvir e se comunicar.

Quem não possui esta habilidade, não precisa se preocupar! Vale destacar que é possível aprender a se relacionar melhor. Para isso, é necessário desenvolver novos comportamentos, ter atitudes positivas e estar aberto aos outros e a novas experiências. Quer saber como? É só continuar lendo o texto!

Confira 10 dicas para construir bons relacionamentos

Veja aqui algumas orientações que podem ser bem efetivas para criar relacionamentos interpessoais bacanas:

  1. Aprenda a se comunicar: avalie se a maneira como você expressa suas ideias é clara para o público-alvo. Não adianta falar a linguagem “tecniquês” com colaboradores que não são da sua área, por exemplo. Se uma pessoa não entende o que você falou não é porque ela burra, é simplesmente porque você não falou a mensagem correta. Os relacionamentos legais acontecem em ambientes em que a comunicabilidade é assertiva e fluida, em que a conversa é realizada no mesmo tom de voz e as pessoas sentem que são mutuamente ouvidas.
  2. Aprenda a ouvir na essência: escute além das palavras e se relacione de maneira não verbal com as pessoas. Muitas vezes, sem que o outro nos diga algo, percebemos que algo está errado. E é a partir daí que podemos oferecer nosso apoio.
  3. Seja cordial: dar ou responder a um bom dia, agradecer por uma gentileza ou favor, faz toda a diferença para quebrar o gelo e demonstrar abertura para se relacionar, além de demonstrar ser uma pessoa educada. Não se esqueça de as gentilezas e as “palavrinhas mágicas” contribuem fortemente para tornar o clima organizacional mais harmonioso.
  4. Sorria mais: lembre-se de que o corpo fala. Isso significa que uma cara fechada, por melhor que você seja, pode causar uma má impressão e afastar as pessoas. Sorria mais, retribua sorrisos e mostre outro lado seu.
  5. Respeite o espaço alheio: evite ser invasivo e simpático “demais”. Mostre que está disponível, mas nada de ficar forçando a barra para que a pessoa aceite conversar ou receber uma ajuda sua.
  6. Exercite a gratidão: não há nada pior para os relacionamentos do que a ingratidão. Se alguém lhe ajudou em um momento de necessidade, retribua com gratidão e respeito. Se puder, faça o mesmo e ajude esse indivíduo quando ele precisar.
  7. Alimente a boa confiança: seja um ser humano de confiança, com quem um amigo pode compartilhar seus segredos e saber que não serão revelados. Do mesmo modo, alimente relações de confiança e amizade recíprocas.
  8. Suspenda julgamentos: às vezes o que impede de nos aproximar de alguém é o pré-julgamento que fazemos da pessoa. Evite fazer especulações e abra-se para o que outro tem a oferecer. Vai ver você encontra uma pessoa muito querida!
  9. Aprenda a perdoar: todos erram, inclusive você. Todos merecem uma segunda chance. Exercite dar e pedir perdão e se livre de mágoas e rancores destrutivos.
  10. Alimente emoções positivas: amor, compaixão, respeito a si e pelo outro, bom humor e lealdade são aspectos que colaboram diretamente para os bons relacionamentos interpessoais. Cultive-os!

 

Infelizmente, não existe fórmula mágica para criar e sustentar relacionamentos interpessoais positivos. O que existe é a sua força de vontade em conhecer a si mesmo para entender quais são as características que contribuem para o desenvolvimento dessas relações e quais são aqueles que não ajudam em nada. Para entender um pouco mais sobre como se conhecer é só continuar a ler o texto.

O coaching e o autoconhecimento

O coaching é capaz de transformar a vida de uma pessoa. Isso mesmo! O método tem a habilidade de encontrar as características que podem se tornar ainda mais empoderadas e aquelas que precisam ser analisadas para que parem de sabotar o cotidiano da pessoa.

A formação Professional & Self Coaching (PSC) do Instituto Brasileiro de Coaching (IBC) é uma excelente forma de evoluir como pessoa no âmbito pessoal e profissional. Para você entender melhor o quanto esse curso pode impactar de maneira benéfica no seu dia a dia, vou mostrar como funciona a grade curricular.

Com carga horária de 180 horas, o PSC é baseado na metodologia Self Coaching, criada pelo fundador e presidente do IBC, José Roberto Marques. O conteúdo exclusivo e profundo irá ensinar sobre a história, base e conceitos do coaching; autoconhecimento; autodesenvolvimento; processo evolutivo; crenças limitadoras; processo de identidade; aprendizagem acelerativa; princípios da psicologia positiva e da programação neurolinguística; liderança; código de ética; entre outros. Com certeza, você irá turbinar sua carreira, fazer alterações significativas na sua vida pessoal e ainda terá a habilidade em atuar como coach, se quiser.

Durante a trajetória, você irá se formar com 6 titulações: self coach, life coach, analista comportamental, leader, extensão universitária e professional. Especificamente o self coach, você irá mostrar como exercitar seu autoconhecimento e a como dar potência no seu desenvolvimento diário. Isso mesmo! O progresso é feito todos os dias com reflexões, ações e aprendizados.

O uso da sabedoria de se conhecer será essencial para entender melhor suas reações diante de diversos cenários. Tantos os contextos em que você tem que lidar sozinho, como aqueles em que deve solucionar com outra pessoa. É nesse momento que poderá utilizar o que conhece de si mesmo para agir com mais parcimônia e reflexão mesmo em situações de dificuldade. Não é uma tarefa fácil, mas não é impossível. Praticando o autoconhecimento e o autodesenvolvimento constantemente, você se tornará uma pessoa capaz de evoluir sem ter medo de alcançar o melhor que você pode ser!

Quer potencializar ainda mais seus relacionamentos interpessoais? Faça a Formação Professional & Self Coaching e melhore suas relações de forma sistêmica.

 

Copyright: 666362167 – https://www.shutterstock.com/pt/g/imtmphoto

Deixe seu Comentário: