cultura-empreendedora-entenda

A Importância da Cultura Empreendedora no seu Negócio

Por: José Roberto Marques | Blog | 26 de março de 2019

Sua empresa possui uma cultura empreendedora? Mas, antes de responder a essa questão, reflita se esse pensamento já passou pela sua cabeça. Começo fazendo esses questionamentos porque nem sempre este aspecto é levado em conta, o que, em longo prazo, pode prejudica a viabilidade de qualquer empreendimento.

Para você ter uma ideia, o jovem brasileiro é entusiasmado com a ideia de abrir uma empresa e ser o próprio chefe. De acordo com dados da pesquisa GEM 2017 do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a parcela de jovens brasileiros entre 18 a 34 anos que tem negócios representa mais de 15 milhões.  

Mas, o que é um comportamento empreendedor? Continue lendo o texto para ter a resposta para essa pergunta e aprender muito mais sobre o tema. Acompanhe!

Entenda o que são as atitudes empreendedoras

Ter atitudes empreendedoras significa estimular constantemente o empreendedorismo organizacional, investir na melhoria contínua dos processos e valorizar os profissionais. Na prática, isso representa motivar a criatividade, inovação, proatividade e autonomia.

O colaborador que trabalha em uma organização que promove os pontos que disse acima permite que ele realmente faça parte da construção dos resultados e se sinta até dono do negócio.

Agora que isso ficou mais claro vou mostrar a você como inserir esse tipo de consciência no dia a dia corporativo por meio da cultura organizacional.

Desenvolva a cultura empreendedora na sua empresa

Para começar, é essencial se lembrar de que esse tipo de filosofia só pode ser desenvolvido em ambiente profissional se as duas partes cooperarem: tanto o empregado quanto o empregador.

E sabe por que a participação dos colaboradores é tão importante? Porque empresas são feitas de pessoas e por pessoas! Sem engajamento de todos os envolvidos, nenhum sonho salta magicamente do planejamento estratégico para a realidade.

Então, para implementar uma cultura empreendedora é importante deixar claro aos seus funcionários que todos contribuem para que o negócio atinja resultados incríveis. Justamente por isso, todos podem se considerar como empreendedores e agir como “o dono da empresa”.

O sentimento de dono representa trabalhar com se aquela organização não fosse apenas o seu trabalho, mas sim sua. Representa que o funcionário dê o seu melhor para que as metas e objetivos sejam plenamente alcançadas.

Em contrapartida, a empresa também precisa trabalhar na implementação desse modelo mental por meio de ações constantes. Uma dessas ações é a elaboração de um documento que apresente a cultura organizacional e quais são os caminhos para conseguir exercê-la no dia a dia. Além disso, é preciso reconhecer e recompensar seus profissionais, valorizar seu empenho, dar-lhes oportunidades e o devido destaque.

Este alinhamento de interesses é fundamental para criar um ambiente colaborativo, em que  todos se sintam importantes e essenciais na construção dos resultados. Com isso a cultura empreendedora sai da teoria e passa a ser vivenciada e sentida na prática.

Você é feliz?

No fim das contas, tanto trabalho será recompensador! Tanto por aqueles que fazem parte da empresa como os clientes, os fornecedores e os parceiros de negócios vão sentir as mudanças.

4 maneiras para implementar uma nova cultura organizacional

Agora você já entendeu a importância da cultura organizacional e como ela é o meio ideal para tornar o empreendedorismo como um dos valores da empresa. Para complementar seu conhecimento, confira 4 formas de renovar a cultura organizacional da sua empresa inserindo a mentalidade do empreendedorismo. Confira:

  1. Elaboração do conteúdo: o primeiro passo é reunir a gestão, a liderança e o departamento de recursos humanos (RH) para criar o documento e as ações que envolvem o empreendedorismo. Com a cooperação de todos, é mais fácil chegar a um planejamento assertivo e que terá bons resultados.
  2. Avaliação: é essencial que o mesmo grupo que criou o documento também construa quais são os KPIs, indicadores-chave de performance, para medir os resultados da aplicação das novidades. Entre as métricas pode estar a avaliação que os funcionários farão das ações, pois isso também é importante.
  3. Comunicação: a área de comunicação interna deve criar um planejamento estratégico assertivo para propagandear a nova cultura pelos canais oficiais da empresa de forma perene. Afirmo que deve ser constante, pois é importante relembrar aos antigos funcionários e mostrar aos novos.
  4. Coaching: o método é uma poderosa forma de transformar modelos mentais tradicionais e direcionar os profissionais para caminhos em que eles realmente podem se destacar e despertarem o que há de melhor neles. As Soluções Corporativas é uma alternativa do coaching em que a empresa participa da construção do projeto. Pode ser o Coaching Corporativo & Organizacional, Leader Coach Training (LCT), Coaching em Vendas, formação de Coaches Internos, Programa de Desenvolvimento de Liderança com Coaching, Avaliação 360°, Coaching Assessment DISC e palestras e workshops.

 

A influência na vida pessoal

A construção de uma consciência empreendedora por meio da cultura organizacional é um ato inspirador e acaba se tornando um modelo de gestão bastante positivo. Como o processo é benéfico, por que não levar para fora do trabalho também?

Afinal, quando as boas práticas da vida profissional podem ser aplicadas no lado pessoal, assim como o contrário. Assim, nos tornamos empreendedores empoderados, donos dos nossos sonhos e das mudanças que buscamos para a nossa vida.

Empresas com uma cultura empreendedora são visionárias e inovadoras e conseguem transmitir, por meio das atitudes dos seus profissionais e dos seus produtos ou serviços, que aquilo que faz realmente tem uma missão, um propósito e um compromisso maior. Isso se reflete em funcionários e consumidores mais felizes, assim como toda a comunidade que envolve a organização. E, é claro, mais tarde isso reflete em um legado que faz com que a empresa se destaque entre as demais.

Agora que você já leu o artigo, sabe responder qual a cultura empreendedora do seu negócio? Reflita sobre isso e pense em como vê sua empresa no futuro. Se for preciso, mude, transforme. Não perca mais tempo e leve todos os benefícios de ter cultura organizacional diferenciada em seu empreendimento.

Compartilhe esse artigo nas suas redes sociais!

Até a próxima!

Copyright: https://www.shutterstock.com/

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: